terça-feira, agosto 23, 2005

Prostituição abrigada não propaga doenças.

"A visão da prostituição como responsável pela propagação de doenças sexualmente transmissíveis é um estereótipo que já não tem fundamentos nas práticas actuais. Uma investigação sobre a prostituição em clubes concluiu que as mulheres que se dedicam ao sexo comercial estão muito conscientes dos riscos e têm comportamentos mais seguros que a restante população. O perigo reside nos hábitos dos clientes."

Mais no JN


Quem diria que é mais seguro ter sexo com uma prostituta do que uma mulher certinha?

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Cool blog, interesting information... Keep it UP video editing programs

domingo, março 18, 2007  

Enviar um comentário

<< Home

Divulgue o seu blog!