sábado, março 19, 2011

Salvar a pele

"José Sócrates lançou o país numa crise política e alguns beatos perguntam por aí: porquê? O que tem Sócrates a ganhar com o chumbo do PEC e a sua demissão anunciada? A resposta básica para estes básicos é só uma: tudo.

Ao encostar o PSD à parede, qualquer reacção de Passos Coelho seria uma vitória para Sócrates. Se Passos Coelho cedesse, o PSD estaria liquidado até 2013 e entraria numa guerra civil sem fim à vista.

Se Passos Coelho não cedesse, Sócrates poderia, como se vê, sair mesmo a tempo de evitar ser ele o porteiro de um resgate inevitável – apontando o dedo ao PSD pelo resgate inevitável. Com um bónus: a possibilidade de ir a eleições, chorar em público pela injustiça cometida e, quem sabe, voltar a ganhar. Ou, no mínimo, perder por poucos – o que seria sempre uma vitória para quem vive e cresce no caos. Sócrates é, nas suas palavras, um ‘animal feroz’; mas é também um ‘animal perigoso’. É por isso que o país precisa de o afastar: não para evitar anos de austeridade, que serão longos; mas para que essa austeridade seja feita para salvar o país – e não a pele do PS e do seu líder.
"

João Pereira Coutinho

1 Comments:

Blogger skeptikos said...

É definitivamente um verme perigoso que tudo fará para desacreditar a imagem do(s) principal(s) líder(s) da oposição. Estes tipo de métodos são useiros e vezeiros dos Ditadores para se manterem no Poder. O desespero vale tudo. Só a entrada do FMI em Portugal salvará os Portugueses, porque com o FMI vamos ficar todos a saber qual a verdadeira dimensão do Buraco Orçamental das contas públicas. Percebe-se bem porque Sócrates não quer a entrada do FMI em Portugal. Iria ser rapidamente desmascarado.

domingo, março 20, 2011  

Enviar um comentário

<< Home

Divulgue o seu blog!