quarta-feira, março 16, 2011

Pontapé no traseiro

"O Orçamento para 2011 tinha um buraco superior a mil milhões de euros. Bruxelas descobriu, fez queixa a Berlim e os vigaristas foram chamados à presença da senhora Merkel, a chanceler da Alemanha e governadora de Portugal. O castigo aplicado foi mais um PEC contra os indígenas.

Apanhado com as calças na mão, o engenheiro relativo não esteve com meias medidas e desatou a provocar tudo e todos. Escondeu o pacote do seu parceiro de tango, vingou-se do discurso de posse de Cavaco Silva e quer mais uma vez aparecer travestido de vítima do Mundo. A oposição, como de costume, anda a empurrar a bola de um lado para o outro com medo do ónus da crise. No meio desta lixeira, o que faz falta é alguém que corra esta cambada toda com um valente pontapé no traseiro
."

António Ribeiro Ferreira

2 Comments:

Anonymous daniel tecelao said...

O PR e a oposição têm a faca e o queijo.
Corram com o governo de vez,deixem-se de tangas!!!

quarta-feira, março 16, 2011  
Blogger skeptikos said...

É absolutamente incompreensível como o país ainda se encontra neste caos económico e social, onde o IVA para os campos de Golf desce (embora os apparatchiks da RTP confundam com o VW Golf) e onde as facturas dos bens essenciais sobem para o dobro se pagas fora do prazo. Juro que não compreendo como o país/povo e a cambada política (em stand-by talvez pela próxima cimeira da UE) conseguem digerir tanto teatro, tanta aldrabice (como a do TGV sem custos para o estado-NÒS), tanta desfaçatez e palhaçada sem reacção. Que doentia apatia. Decididamente a ira da mãe-natureza atingiu o local e o povo errados!

quinta-feira, março 17, 2011  

Enviar um comentário

<< Home

Divulgue o seu blog!