sexta-feira, junho 27, 2008

Vale e Azevedo tem «razões de queixa» da Justiça portuguesa.

"O bastonário da Ordem dos Advogados (OA), Marinho Pinto, disse hoje que Vale e Azevedo tem «razões de queixa da Justiça portuguesa» e expressou estranheza por ainda não ter sido feito cúmulo jurídico ao ex-presidente do Benfica. João Vale e Azevedo «foi humilhado publicamente, foi preso perante as câmaras de televisão à saída de um restaurante. (...) Foi julgado por um juíz que era do Benfica. Tudo isto faz com que ele tenha razões para se queixar da Justiça portuguesa(mais aqui)".
É sempre bom haver quem nos defenda…

8 Comments:

Anonymous josé said...

OU seja o Sr Marinho Pinto também deve de achar que Fátima Felgueiras fez bem em ter fugido, perdão saído de Portugal, já que no Brasil ela encontrou um advogado que até veio aos nossos noticiários falar da justiça portuguesa ? É impressão minha ou este senhor Marinho anda a fazer declarações para ser corrido do Bastonário, só de me lembrar da que fez em relação ao julgamento do csdo da criança que morreu afogada no Seixal é de rir.

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous lee said...

O Dr Vale e Azevedo foi condenado por crimes dolosos graves. Se foi condenado foi de facto porque estava altamente culpado -- de outro modo teria sido absolvido, porque ele própio tinha uma firma de advogados para se defender. Se o recurso lhe foi indeferido foi certamente porque não havia razões jurídicas para ser admitido. Portanto, como os juizes decidiram, agora o Dr Vale e Azevedo tem de cumprir. É tão simples como isto. O Dr Azevedo sabe disso: ele próprio servia-se da lei, era boa para ele - até criou um império financeiro ao abrigo da mesma. Agora que foi apanhado em flagrante delito, e foi ele o réu, a justiça portuguesa já tem todos os defeitos. Antes não tinha, vivia dela e abusou da mesma. A justiça em Inglaterra e País de Gales também não é perfeita. Não o é em lado algum, mas é aquela que se tem. Qualquer inglês vocifera os mesmos vituérios sobre a justiça deles. Se o Dr Vale quiser escapar à extradição terá de dar voltas e voltas e ver se encontra por lá algum "case na common law para o salvar", porque nenhum juiz em lado algum são favoráveis aquem desrespeite decisões dos tribunais como ele o fez - os Justices do High Court na Strand também não.

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous pedro said...

Pensava que só os papagaios falavam sem saber o que estão a dizer, mas parece que este senhor tem que falar sobre tudo mesmo que logo depois a seguir, como vem referido na vossa notícia, diga que não conhece os processos !!! Já que gosta tanto de ser notícia e porvocar polémicas, porque não refere o estranho facto de o sr Vale e Azevedo SÓ TER SIDO DETIDO depois de perder a Presidência do Glorioso. Pelos vistos vários dos processos foram iniciados muito antes. Se fosse pobre, anónimo, com outra profissão que não a mesma do senhor bastonário, ahistória seria outra. Não vejo o senhor bastonário todos os dias a falar aos jornalistas a dizer que A, B ou C têm razão de queixa da justiça. A, B ou C não podem escolher ir viver para o reino unido, que pelos vistos o senhor bastonário até sabe que pode ser melhor, que outros países em casos de fuga semelhantes ??? Se eu fosse advogado tinha vergonha de ser institucionalmente representado por um senhor que não tem a noção do ridículo.

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous robin dos bosques said...

Quer dizer... então agora que apanharam um homem rico, um homem do jet set, um homem que foi condenado, em vários casos e por várias Instâncias da justiça, SEMPRE CONDENADO. E, lá porque já cumpriu 6 anos, não pode cumprir mais 6,7,10 ou 20, PORQUÊ???!!!! Quer dizer, o homem foi condenado e NÃO APRENDEU A LIÇÃO, estava a ser julgado e continuava a sua fuga em frente e agora é um coitadinho? O sr. Marinho começou com um discurso muito politicamente correcto e agora ESTÁ A DESCAMBAR, penso eu de que... Está na hora de se demitir ou como é mais moderno: BAZE, homem!!! Vá defender os pobres combater os que delapidam o dinheiro do Estado. Deus tenha dó da sua alma se nos tentou enganar com aquele discurso inicial. Disse.

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous Anónimo said...

O regresso do Dr. Vale e Azevedo? Bem podem esperar sentados...Deixaram-no sair do país e agora empurram as culpas para a polícia britânica. É só para nos taparem os olhos. A verdade é esta: Ele poder ser o que seja, mas de parvo é que não tem nada.

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous Anónimo said...

Com excepção do Dr. Rogério Alves, os bastonários da OA só se preocupam com o estado da justiça quando o sistema atenta contra ricos. Foi assim no caso Moderna, foi no Casa Pia e agora é no caso Dantas da Cunha. O Dr. Vale e Azevedo subtraiu milhões de euros, foi condenado por isso, e agora diz que não acredita na justiça. Tem razão, geralmente o rico consegue escapar...Partilha a mesma opinião o actual bastonário da OA, aproveitando para lançar dúvidas sobre a isenção de um dos juizes que o julgaram, criticar o facto de ele ter sido detido à saída da cadeia quando ele nunca deveria ter sido solto e achando muito bem que se tenha ausentado da sua morada habitual apesar de estar proibido de o fazer, uma vez que prestou termo de identidade e residência no processo no qual foi condenado. Estranho somente que certas pessoas vejam este bastonário como um paladino da justiça, quando na verdade é um propagandista dos interesses do costume. É fácil falar mal da Justiça porque esta, de facto, está podre...mas só alguém muito ingénuo é que não se apercebe que os advogados não são pagos para defender a Justiça, mas sim para defender os interesses dos seus clientes.

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous pois é. said...

Um colectivo de juízes do Tribunal da Boa-Hora considerou provado que, em 1997, o então advogado João Vale e Azevedo falsificou procurações para obter, à revelia de Pedro Dantas da Cunha, poderes para hipotecar UM IMÓVEL DA FAMÍLIA DESTE, localizado no Areeiro, como garantia de um empréstimo de 1,5 milhões de contos contraído junto da Caixa Geral de Depósitos (CGD). E o dinheiro do SLB, caso o Vale se tenha com ele abotoado, era do estado?

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous pp said...

Este Vale e Azevedo é mais um dos que se sabem mover nos meandros da justiça, a seu favor. Ou seja, mais um como tantos que por aí andam e usam as leis para sua própria vantagem, neste sistema onde só se safa 'quem está por dentro'. MAS é apenas mais um dos muitos que por aí andam. E é verdade que tem sido o bode espiatorio para mostrar serviço. Têm sido até desumanos com ele, apesar dos crimes que provavelmente cometeu. Há coisas que não se fazem, estilo prendê-lo de novo quando está mesmo a sair da prisão. Isso é um golpe ppsicológico desnecessário. Aqui todos se safam, excepto quem tem o azar de ser 'escolhido' para servir de EXEMPLO.

sexta-feira, junho 27, 2008  

Enviar um comentário

<< Home

Divulgue o seu blog!