sexta-feira, junho 27, 2008

Ofensiva Suicida.

"Os preços do petróleo seguem alta nos mercados internacionais, estando a subir mais de três dólares, com os investidores a comprarem matérias-primas como protecção contra o dólar fraco, e numa altura em que a Líbia ameaça cortar a produção, e depois de o presidente da OPEP ter afirmado que os preços poderão subir até aos 170 dólares durante o Verão. Outro especialista notou que "não há razões para os preços subirem 4 dólares em 10 minutos. As coisas estão muito voláteis, e agora a preocupação é de que o Banco Central Europeu possa subir os juros, o que seria o mesmo que um novo corte dos juros por parte da Reserva Federal dos EUA" em termos de efeito no câmbio do dólar (mais aqui)."
Agora que foi derrubada a falácia da justificação da subida do preço na possível diminuição da oferta, facilmente s verifica a existência de uma “ofensiva suicida” contra o ocidente. E o ocidente conta nas suas fileiras com esses grandes intelectuais defensores do livre funcionamento dos mercados, o trabalho está oitenta por cento efectuado.

Etiquetas:

17 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O senhor Trebuchêê, andamos todos a pagar para os grandes investidores receberem e a inflação é que manda.O Sócrates para mim, possui a seguinte filosofia, enquanto não houver nenhum país a quebrar com os imposto ssobre combustíveis, ele deixa-sse estar porque pensa ele que Portugal não vai ser o primeiro, Mas se calhar...

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous ana said...

O preço sobe sempre que há afirmações mais ou menos "estranhas" de alguns responsáveis na comunicação social. Digo estranhas porque depois das tais afirmações o petróleo sobe, logo só pode estar relacionado, ou seja, essas produzem certas afirmações para alterar o preço do petróleo. É intencional, sem dúvida. Trichet disse que subia as taxas de juro, o petróleo sobe, a OPEP diz que não produz mais petróleo, o petróleo sobe, etc..... Talvez o melhor seja ignorar tudo e não ligar às notícias. Talvez o melhor seja desistirmos de ser cidadãos deste "mundo pervertido e selvagem" e criarmos o nosso próprio mundo onde aind aé possível viver sem estas parvoices todas....

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous tiago said...

Impeçam antes os particulares de negociarem matérias primas e deixem esse negócio só para os governos.Vão ver até onde vai o petroleo...Acaba-se já com os tachos todos.Mudem as transacçoes de Dolares para Euros, vão ver o que vai mudar.São a maior economia do Mundo mas a Europa já os está a deixar para trás...Se é a mais forte,é então a moeda a ser usada em transacções!

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous  said...

Fala-se na possibilidade do barril do petroleo subir este verão até os 170D aí estão as subidas é de bradar aos céus e ninguém vê nada viram a cara par ao lado, o que vai acontecer é quem tem carro vai encostar e deixam de abastecer e logo vamos ver as petroliferas a bradar aos Céus a dizer que não pode ser que estamos a perder dinheiro, e quero ver como vai reagir o mercado e os especuladores que têm o petróleo armazenado o que vam fazer com ele, PAGO PARA VER.

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous pedro said...

Há um ano, o barril estava a metade do preço. A procura não aumentou para o dobro e a produção tem-se mantido e até aumentado. conclusão: isto é tudo especulação! e, como tal, há-de rebentar. Entretanto o povinho sofre e, ou compra caro, ou não compra. Quando forem mais os que não compram, o preço começa a baixar. Agora é só esperar que isso aconteça à escala mundial...

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous cc said...

Com a especulação a deter mais de 70% dos contratos de futuros no Petróleo, com o FED assustado com a perspectiva de Recessão (em detrimento da Inflação) e, por isso, a não perspectivar no futuro próximo aumentar a taxa de juro, o Dólar permanecerá deslizante no sentido da baixa e o Petróleo galopante na alta. E a GALP pressurosa a subir os combustíveis. E a nossa inflação abaixo dos 3% (coooomo é pooossíiiivel?)quando a europeia já quase chega aos 4% e a espanhola já ultrapassou 4,5%. Os espanhois como são capazes de ganhar o Euro, ainda disfarçarão a crise...

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous Anónimo said...

Que é especulação penso todo o mundo já ter consciencia disso, por muito que queiram desviar as atenções para factores de terceira relevancia. O que me pergunto é, Porque razão a classe politica Europeia não toma uma decisão firme e energica em vez de paliativos de menor importancia que não nos conduzem a lado algum? Será que, uma vez mais vamos ficar à boleia dos EUA? Enquanto isso o mundo vai ficar suspenso para saber os resultados das eleições americanas em Novembro, e até lá, vai a Europa assobiando para o lado como se fosse algo incontornavel de mercado que ninguem pode ou "Quer" resolver. A classe politica europeia devia ter vergonha da sua inércia

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous sg said...

Alguém está a encher os bolsos... quem será...? isto não adivinha nada de bom, uma crise ideológica deve estar para rebentar. O Mundo está a tornar-se muito pequeno, isto vai rebentar por algum lado... quem custo-ma pagar a crise são sempre os mesmo... os mais pobres, mas desta vez a guerra vai ser pior... em casa em que não á pão todos ralham e ninguém tem razão... a população com fome não olha a meios para alcançar a sua necessidade....

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous freud said...

Estamos no fim de uma era e no início de outra. Esta vai ser uma época que será recordada no futuro como uma nova (e bem mais penosa) Revolução Industrial. Agora o que me parece é que as coisas estão a precipitar-se de tal forma, que esta Revolução vai ser bem sangrenta e prolongada...

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous pereira said...

A alternativa já existe, esta a prestes a chegar ao mercado. Biocombustiveis a base de algas marinhas !!!

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous Toupeira said...

Mas qual Ocidente?
Vamos ser ou honestos intelectualmente ou então actualizar conhecimentos.
Expliquem-me então porque razão sobe o sweet light crude, produzidos pelos xiitas ou sunitas do Norte da Europa, GB, Noruega, onde existe um rei com nome de "Franj", como folclore.
O coronel, perdoado, pelo atentado na Escócia, pelo dinheirinho que correu, afinal é melhor que o que foi enforcado pelas tropas americanas, ou melhor as tropas em out sourcing, sem tarjeta americana à vista como vão ser os aviões dos judeus quando foram ao Irão.
Trichet e todos os outros não são Europeus, são criados dos americanos, eu, sou Europeu e já agora, lembro-me bem do que fizeram os nossos "aliados", a começar pelo Presidente assassinado pelos próprios serviços secretos do seu país em Dallas, em África financiando e armando os episódios de terrorismo contra populações civis no leste de Angola, pela UPA mais tarde FNLA.
Não tenham dúvidas que não tem nada a ver com mercados emergentes.
Poder absoluto!
Afianl são só os árabes que produzem petróleo?
Brasil, Angola, EUA,Nigéria (regime fantoche controlado, pelo clube Bild), Rússia, a lista é muito maior.
Não tenham dúvidas que hoje há mais reservas conhecidas que em 73.
Então ainda não descobriram quem especula, ou querem que faça um desenho?
Aliados uma treta, ladrões diria eu, e não venham com esquerdas e direitas, isso é conversa de ignorantes ou enfeudados.
Ninguém quer uma Europa federal, porque isso implicaria umas forças armadas federais,e poder militar esse, só americano e dos pitbull terrier ingleses.
Felizmente, o dinheiro não é comestível e a fuga em frente já não irá beneficiar os que lucraram com o crash dos anos 20, as potências emergentes, já não acreditam na história da carochinha e no papão da democracia imposta, como em Angola.
Tenham paciência santa.

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous arauto said...

Cara Toupeira

Os preços do petróleo atingiram novos recordes acima dos 140 dólares, com os investidores a comprarem matérias-primas como protecção contra o dólar fraco, e numa altura em que a Líbia ameaça cortar a produção, e depois de o presidente da OPEP ter afirmado que os preços poderão subir até aos 170 dólares durante o Verão.

Quem faz parte da OPEP?

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous Anónimo said...

O artista presidente do Banco Central Europeu (BCE) afirmou que, embora a componente especulativa tenha algum impacto nos elevados preços a que o petróleo transacciona actualmente, estes devem-se acima de tudo ao crescimento da procura a nível mundial, bem como ao aumento da incerteza relativamente à oferta.

Enquanto não lhe calarem a boca estamos feitos.

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous mané said...

A verdade é que os arabecos da OPEP recusam elevar a produção de petróleo e responsabilizam os especuladores pela alta dos preços. E eles controlam 45% da produção mundial.

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous Toupeira said...

Oh Senhor ou Senhora Mané, controlam?
Uma coisa é produzir outra é controlar.
A Líbia disse que... ou o Coronel disse.
A OPEP não controla nada, mas sobre isto pelos vistos vamos ficar pelo mesmo, a verdade de uns e a verdade de outros.
Mas insisto na pergunta:
Porque razão o Sweet Light Crude da europa do Norte sobe assim tanto, são árabes, ou branquinhos de olhos azuis, o que para o caso não tem nada a ver.
Portanto a OPEP controla o quê?
As bocas dos judeus em relação ao Irão, que fazem tremer o mercado, ai que medo, ou os judeus que coontrolam o mercado e fazem tremer o mercado, ou o coronel desculpado de vários crimes que ameaça que não vai produzir mais?
Sobre o valor do USD, a mão do antigo homem forte do Fed, a mão do novo homem do Fed, Ben qualquer coisa e o sr Trichet e o faz de conta dos senhores da Europa de cócoras.
Os arabecos não são diferentes dos judeuzecos, são farinha do mesmo saco, portanto...
Quando invadiram o Iraque o regime sunita não devia lá estar,era uma ditadura, como Angola, (esta decerto mais sanguinária), apoiaram então os xiitas, afinal os xiitas eram apoiados pelo regime do Irão, mas todos já sabiam disto. Não?..., ou somos todos ursos?
Sobre o mercado de commodities digamos que é uma treta de economista de levar por casa, ou então ignorante, ou pior, comprado.
Eu, sou Europeu e não me vendo, nem por ideias pré concebidas, nem por teorias da maioria do politicamente correcto global controlado pelo clube Bild.
Não posso fazer nada? Claro que não, mas não me chamam de urso nem alinhado.
Ora meus caros, claro que vai piorar, uns dizem matem outros dizem esfole-se.
A Europa nunca existiu, esteve sempre sob a pata de qualquer coisa.
Já assim é com o Iluminismo e no que se segue, o caos.

sábado, junho 28, 2008  
Anonymous mané said...

Controlam pois. Ainda ontem a Espanha veio ontem declarar que apostar nas energias renováveis e reduzir o consumo são duas "armas" que quer usar contra os países produtores. Mais. Alexei Miller, presidente do gigante russo da energia - a Gazprom -, previu que o crude chegue aos 250 dólares, sem qualquer influência da OPEP, assumindo que o colosso sob sua liderança "será nos próximos anos a companhia mais influente do mercado mundial".

Vamos ser honestos intelectualmente.

domingo, junho 29, 2008  
Anonymous Toupeira said...

O meu tempo não é elástico.
Vou ser desonesto intelectualmente, não alinhando pelo diapasão das teorias e das notícias fabricadas:

Mais uma vez confunde, produção com mercados financeiros.Quem controla os mercados financeiros, (o dólar aqui tem a ver), pode apenas controlar a produção em alguns sectores, não a nível global. Quem provoca o preço alto dos combustíveis e o dólar baixo, com as taxas de juro díspares nos EUA e na Europa, são exactamente os mesmos ou prefere que lhe faça um desenho?
Acredita mesmo nessa coisa das alternativas? Digo como fontes de energia no futuro, falo das eólicas?
Acredita que se o poder dos russos se tornar intolerável, eles de facto vão continuar a tê-lo (o poder)?
Acredita que é possível de facto o petróleo chegar aos 200 USD e que nada mais acontecerá?
Digo melhor:
O USD até pode descer muito mais em relação ao Euro, as taxas de juro na Europa vão subir, porque a armadilha há muito estava montada, não pelos europeus mas por quem de facto os controla e lhes encomenda as armadilhas, (papel sacrossanto do BCE, digo baias impostas).
O problema é que o caminho há muito está minado, as minas são fornecidas pelo grupo que controla a finança mundial, e a Rússia mais tarde ou mais cedo vai vergar.
A OPEP não manda nada, a OPEP, como a OLP está infiltrada, desde que nasceram.
A Rússia de hoje é igual à de ontem, em termos de quem mandou e quem criou e financiou a revolução e a sua queda, hoje é um faz de conta, mesmo que pareça, que se escapa ao controle, do Velho Testamento.
O Bem e o Mal, a ortodoxia e a heterodoxia são apenas questões de semântica, como é semântica as ameaças de que não há limites para os preços da energia, no caso do petróleo.
As leis ou a economia neste caso não se podem sobrepor às leis da termodinâmica, a não ser que um terço da população mundial desapareça, o que é perfeitamente possível, basta abrir uma caixa de Pandora.
A mente humana é capaz e os vendilhões do templo são capazes de tudo.
Portanto não controlam coisa alguma, são controlados pelos donos, sempre foram.
A Ilusão é uma boa terapia, vá insistindo, Freud explica algumas meias verdades.

segunda-feira, junho 30, 2008  

Enviar um comentário

<< Home

Divulgue o seu blog!