quarta-feira, abril 13, 2011

FMI: “Estabilidade depende de uma classe média forte”



"Há alguns milhares de anos, Aristóteles escreveu que a melhor parceria num Estado é a que opera através de pessoas de classe média... os Estados onde a classe média é grande ... têm todas as hipóteses de ter uma boa gestão (mais aqui)"

Strauss-Kahn, director do FMI
A classe média vive uma erosão econômica que não se via há muito tempo. Endividada e deprimida, será novamente a mais duramente atingida pelas novas medidas para sanear as finanças públicas...

Etiquetas:

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Os novos piratas, são os donos das agências de rating...

quinta-feira, abril 14, 2011  
Blogger skeptikos said...

Concordo, apesar de já estarmos habituados aos piratas e vampiros da casa, convém não esquecer quem nos f**** primeiro!

«Isto não é política. São factos. Factos que andámos a negar durante anos até chegarmos a esta lamentável situação. Ora, se tomarmos em linha de conta estes factos, interessa perguntar: como é que foi possível chegar a esta situação? O que é que aconteceu entre 1995 e 2011 para termos passado termos de "bom aluno" da UE a um exemplo que toda a gente quer evitar? O que é que ocorreu entre 1995 e 2011 para termos transformado tanto o nosso país? Quem conduziu o país quase à insolvência? Quem nada fez para contrariar o excessivo endividamento do país? Quem contribuiu de sobremaneira para o mesmo endividamento com obras públicas de rentabilidade muito duvidosa? Quem fomentou o endividamento com um despesismo atroz? Quem tentou (e tenta) encobrir a triste realidade económica do país com manobras de propaganda e com manipulações de factos? As respostas a questas questões são fáceis de dar, ou, pelo menos, deviam ser. Só não vê quem não quer mesmo ver.
A verdade é que estes factos são obviamente arrasadores e indesmentíveis. Factos irrefutáveis. Factos que, por isso, deviam ser repetidos até à exaustão até que todos nós nos consciencializássemos da gravidade da situação actual. Estes é que deviam ser os verdadeiros factos da campanha eleitoral. As distracções dos últimos dias só servem para desviar as atenções daquilo que é realmente importante.»
http://desmitos.blogspot.com/2011/04/os-verdadeiros-factos-da-campanha.html

sexta-feira, abril 15, 2011  

Enviar um comentário

<< Home

Divulgue o seu blog!