sábado, abril 16, 2011

A jaula

"É a bizarria do momento: para quê eleições, sem falar de campanha eleitoral, quando PS e PSD vão assinar a mesma cartilha com a União Europeia e o FMI? Não seria preferível pedir umas massas intercalares e só depois negociar o pacote inteiro? Eis a ‘imaginação’ que o dr. Cavaco sugeriu aos europeus, para receber destes a chacota inevitável: imaginação? Para um povo arruinado que não se governa nem se deixa governar? Não há ‘imaginação’ para ninguém. O que, de certa forma, se compreende e agradece: se, por hipótese académica, houvesse agora uma esmola momentânea, não custa adivinhar como seria a campanha eleitoral. Até 5 de Junho, teríamos o conhecido cortejo de promessas e mentiras sobre um país inexistente. A partir de 6 de Junho, a dolorosa verdade sobre o real estado do Estado. Se não servir para mais nada, espera-se que a visita da UE e do FMI sirva, pelo menos, para termos uma noção aproximada do buraco onde estamos metidos. Antes de escolher o próximo caseiro. Por paradoxal que pareça, só enjaulando os partidos do regime é possível libertar os eleitores." João Pereira Coutinho

3 Comments:

Blogger skeptikos said...

Ora, nem mais! Mas mesmo a "jaula" seria pouco, i.e. se este povo não sofresse de Síndrome de Estocolmo, poderíamos pendura-los a todos pelos ditos, até eles ficarem como as mangueiras das gasolineiras...

domingo, abril 17, 2011  
Blogger skeptikos said...

E que dizer destes belíssimos par de jarrões? P.Q.P.!

domingo, abril 17, 2011  
Blogger skeptikos said...

Esqueci o link dos jarrões: http://portugalwatcher.blogspot.com/2011/03/mais-um-familiar-de-socrates-mamar.html

domingo, abril 17, 2011  

Enviar um comentário

<< Home

Divulgue o seu blog!