sexta-feira, junho 27, 2008

Recados do "Altissimo" via lacaios da comunicação social

Sobre a TAP, convinha que os senhores jornalistas antes de escreverem se informassem para não correrem o risco de serem intelectualmente desonestos ao “transmitir os recados” do regime.

Diz André Macedo no editorial de jornal Diário económico de ontem:

http://diarioeconomico.sapo.pt/edicion/diarioeconomico/opinion/editorial/pt/desarrollo/1139245.html

1/ “Os funcionários da TAP ainda hoje gozam de um privilégio bem ilustrativo do que ainda acontece em muitas empresas portuguesas: todos os meses, os trabalhadores da companhia aérea têm autorização para ir ao banco durante um período de três horas resolver os seus assuntos pessoais.”

Mentira. Tal já não existe. Informe-se !

2/ “Já foi pior: chegaram a ter o dia inteiro para tratar das suas finanças. Tudo tem uma justificação histórica, até este disparate: antigamente, os salários eram pagos por cheque, logo havia que depositar o dito.”

Ainda hoje as instalações da TAP estão distantes do aeroporto e para ir ao banco do aeroporto demora "algum" tempo. Agora imagine-se que na altura o aeroporto ficava longe da cidade de Lisboa e as actuais imediações eram campo puro… Até tinham vaquinhas das verdadeiras... Como se podia tratar dos problemas isolado no meio do campo se não houvesse essa dispensa? Como é fácil guiar um rebanho iletrado na matéria.

Aqui podem ver algumas fotografias que comprovam o mencionado

http://kkariz.multiply.com/photos/album/44

Convinha acrescentar que esse “privilégio”, já extinto, sobreviveu como moeda de troca em negociações laborais passadas com outros “privilégios”.

Etiquetas:

10 Comments:

Anonymous rui said...

Com o particular sentido de oportunidade reconhecido à "blogosfera" a TAP by Fernando Pinto arrisca-se a ser eleita o "case study" do ano. Para além do mais que previsivel pronuncia da TAP como esTAPe, sinceramente (após o fim do mandato), só vejo 1 medida para ultrapassar a crise. Como disse Humberto Delgado referindo-se a Salazar: "Obviamente demito-o".

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous Anónimo said...

Há já 8 anos, com variáveis de 50% dos seus vencimentos, atribuídos como prémios no fim do Ano, se cumprirem os objectivos contratualizados com o Governo, imagine-se que valores é que estão em causa: Para reflexão;Fernando Pinto custou nestes 8 Anos + de 11M€, a sua equipa custou + de 4M€, o que prefaz a módica quantia de + de 15M€, tendo em conta que em 8 anos o saldo das contas da TAP, é positivo em 8,5M€, tirem as vossas conclusões!! Quanto às medidas, é óbvio que estão a fazer terrorismo psicológico, empurrando o ónus para os Sindicatos/trabalhadores, ilibando/desviando assim, a sua Gestão!É muito fácil, ir a jogo com o dinheiro dos outros, pois perdendo não há problema, ganhando, venham de lá esses Prémios chorudos, para saír pela porta grande, quem vier atrás que feche a porta (Literalmente). Quanto às possiveis fusões, é verdade que não há contactos nesse sentido, mas também é verdade que há já contactos no sentido de o Engº Fernando Pinto e sua Equipa irem para a TAAG, onde Pretóleo e dinheiro não é concerteza problema, o único problema é que já renovaram a sua frota (B777-200/300) há 2 anos.(comissões de renovação e aumento de frota já foram pagas!!)Como Português sinto-me mal, ao ver estes Jornalistas(?) a tentar contaminar a opinião pública, no sentido de serem contra os trabalhadores da TAP, por causa de correcções salariais que correspondem aos resultados de 2007, ou seja os melhores de sempre (33M€) e que permitiram ao Sr. Pinto e sua Equipa receberem mais uma vez Prémios chorudos. Que rica forma de agradecer aos trabalhadores, o seu esforço! Honestidade intelectual e outra precisa-se URGENTE!!Tenha vergonha Sr. Pinto!!

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous rm said...

Normalmente não se fala nas regalias dos pilotos e assistentes de bordo desta empresa. Estes ultimos os empregados de mesa de ar usufruem regalias bastante superiores a qualquer director de departamento e também em relação aos seus congeneres de outras companhias. Comecem a rever estas posiçoes e depois levarei estas queixas a sério. Ou será que os tias e tias deste país são quem manda na TAP

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous  said...

Com a TAP a comprar o combustivel a 75 Dolares e o Orçamento de contas para 2008 é de 80 Euros. E tendo em conta que o consumido está a pagar taxas de combustivel a valores de preços a 140 Dolares, podemos concluir que a TAP a fazer 'Bluff' perante os trabalhadores, admitindo que os objectivos da empresa e do governo, não serão para a concertação amistosa com os trabalhadores, mas sim utiliza-los para a precarização e para a PRIVATIZAÇÃO. Podiamos poupar com os 64 Administradores publicos que TAP tem no seu conselho Geral e Supervisão e Executivos. Ao todo seriao menos 1 Milhão de euros a menos. Chamo a esta classe: Jobs for Boys Onde há dinheiro, há politicos. O Scolari já foi, só falta o Fernando Pinto! FERNANDO PINTO vs SOCRATES - RUA!!!

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous Anónimo said...

Falam em regalias os altos vão sempre em first class os outros quando HÀ LUGARES e na Second class!!!!só vamos se houver lugar não é quando queremos...Subsidio de tranporte os mais altos é de 300 a 600 euros por MES deve ser dos altos carros gastam mais,os mais pequenos levam de 10 a 15 euros e quando se entra de madrugada 4 5 6 ou 7 horas quando não HÀ TRANPORTE..só aqui levam mais,fora os premios que eles levam TODOS OS ANOS e os pequenos não o vêem á mais de 4 ANOS,mas a difrença é grande era 2% do ordenado base e não igual para todos!!!!ia de 2 euros até aos 100000 euros!!!!começem a cortar de cima para baixo e não de baixo para cima....

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous manel said...

E que tal cortar em algum pessoal completamente supérfulo? Por exemplo, nos voos de longo curso, a SATA Internacional tem um chefe de cabine e uns quantos comissários... A TAP no longo curso tem 3 chefes de cabine, um supervisor de cabine, acima dos 3 chefes, e ainda os normais comissários... Ou seja tem 2 chefes a mais e um supervisor a mais que a SATA... Ora bem, fazendo as contas, cada chefe de cabine a ganhar 4.000eur mais 5.000eur para o supervisor, a TAP podia poupar 13.000eur sem estes 3 elementos extra. Digamos que são 5 tripulações por avião de longo curso... 13.000eur vezes 15 aviões vezes 5 tripulações... 975.000eur por mês...11.7 milhões de euros/ano que o Sr.Pinto poupava...Isso dava muito combustível! Chefes extraordinariamente bem pagos a mais, receitas a menos... E este é apenas UM dos exemplos de despesas a mais...

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous rui said...

Só prova que o “negócio” tem que se reinventar diariamente, sob o limiar da competitividade, sendo cada vez mais necessário distinguir conceitos de Gestão Cientifica de um fardo de palha, sob pena da falência, não do “negócio” mas da organização. Em minha opinião, e para os próximos tempos, devemos ficar preparados para as companhias economicamente agressivas, mais flexíveis, inovadoras e eficientes. Aos que não aceitem o desafio, resta-lhes o “Jogo do subsidio”, o jogo da dívida e o jogo da culpa que pelos vistos ainda estão para durar, desenvolvendo na verdade “esquemas” - e a organizar-se em poderosos lobbies - para receber ainda mais. Comentário deixado a 19/06 em: www.lowcostportugal.net/companhias-aereas/sete-low-cost-em-falencia-tecnica/2008/06/#comments

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous Anónimo said...

SR ENGº FERNANDO PINTO, A SONANGOL E EFECTIVAMENTE O MELHOR ACCIONISTA QUE A TAP PODE TER NESTE MOMENTO E DE CERTEZA QUE EXISTE INTERESSE DA SONANGOL PORQUE A TAP É UMA COMPANHIA COM GRANDE TRADIÇAO E PASSADO ESTE CICLO ECONOMICO, SERÁ SEM DUVIDA CAPAZ DE GERAR MUITOS DIVIDENDOS !!! PENSE NISSO E NUMA ALIANÇA DE COMPANHIAS AEREAS DOS PALOP ... E PORQUE NÃO O P EX. O SR ENG F. PINTO INICIAR E COMEÇAR POR LIDERAR ESSE PROJECTO DADA A SUA EXPERIENCIA A FRENTE DE COMPANHIAS E ASSOCIAÇOES DE AVIAÇAO !?

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous mav said...

Ontem a United Airlines despediu 950 "flight deck crew" e como a TAP irá seguramente cancelar vôos na "low-season", o que irá acontecer entre a TAP e o SPAC? Manter as trip com o mesmo vencimento voando menos? Redução do salário? Lay-off? Arranjar-lhes mercado? Muito curioso estou eu sobretudo tendo em conta o último acordo entre a entid sindical e a adm da Empresa que serviu para "comprar", também, a paz social na dita ... muito curioso mesmo! Nota - os FDCrew portugas, sobretudo os que trabalham cá na paróquia, que se preparem pois a nova estrutura salarial usada pelas "low-costs" será uma realidade recorrente a muitíssimo breve. Não vale a pena fazerem de conta que ...

sexta-feira, junho 27, 2008  
Anonymous Anónimo said...

Eu vivo num país rico e desenvolvido e os salàrios a 4 anos que estam congelados, sim porque aqui entende-se que é melhor ter um trabalho com salàrio reduzido que nada ter.A TAP està minada de inuteis que continuam com a história da luta operària,mas que no fundo não dà mais do que uns bons salàrios a certas pessoas. Na minha opinião é a seguinte:-Deixem que façam greve quando se acabar acabou.Depois será mais fàacil fazer uma empresa nova sem essa escumalha que não faz mais do que minar a actividade da empresa.Vejam o que aconteceu com a SABENA e Swissair.

sexta-feira, junho 27, 2008  

Enviar um comentário

<< Home

Divulgue o seu blog!