quinta-feira, março 31, 2005

Imaginação.

"Sete homens foram detidos ontem e outros 39 identificados durante uma operação-relâmpago, levada a cabo pela PJ e pela GNR em dois acampamentos ciganos de São João da Talha, concelho de Loures. Para amedrontar as vítimas, os detidos recorriam a cães. Os animais - oito pitbulls, uma rotweiller e 15 cães rafeiros - foram apreendidos e levados para um canil municipal."
É do conhecimento geral de que a criminalidade aumentou alarvemente. Excepto para os ministros que andam sempre cercados de guarda-costas. Assim sendo, é perfeitamente natural que os ciganos, eternas vítimas da violência xenófoba, criem cães para defenderem -se dos roubos e agressões físicas levados a cabo por todos os cidadãos portugueses contra eles, já que a polícia não os defende. Não acreditam? Então indiquem um cigano que ainda não tenha sido roubado por um cidadão vulgar. Basta um.

Outro exemplo dessa xenófobia acontece na Amadora. Segundo nos contaram, alguns imigrantes criam cãezinhos desses nos prédios. Sim em andares nos prédios. Nas imediações do Bairro de Sª Filomena claro. Como se torna difícil viver vários (muitos) imigrantes com vários cães ao mesmo tempo e no mesmo andar, essa rapaziada decidiu colocar alguns cães nas escadas dos prédios vizinhos. Os habitantes, maioritariamente idosos, por medo de represálias, aguentam a custo os cães a ganir noites inteiras nas escadas. Claro que quando crescerem, os idosos iram sujeitar-se também às mordidelas. Mas a nossa democracia é assim. O único direito que a maioria dos cidadãos têm é pagar os seus impostos e sofrer em silêncio .

Já agora a talhe de foice. Imagem que a vossa filha regressa a casa pela rua (pelas 20 horas) e cruza-se com um grupo dos "tais" entre 14 e 16 anos. Imaginem que eles têm o cuidado de desviar o caminho deles para acompanhá-la até à porta de casa. Imaginem que durante todo esse trajecto vão apalpando a moça que nem ousa dizer nada. Não imaginem mais. Aconteceu mesmo na Amadora no último domingo segundo relatado. Agora imaginem quando o crescente sentimento de impunidade levar os apalpões à violação pura e dura. Imaginem só porque isso nunca poderá acontecer no nosso Portugal.

TRAPATTONI CONTRA O BENFICA

..

TRAPATTONI CONTRA O BENFICA.
Foi na final na Taça dos Clubes Campeões Europeus, em Wembley, em 1963, e o jovem Trapattoni fez uma grande exibição na marcação a Eusébio. O Milão venceu 2-1.

O habitual jornalismo.

"O Público publica a notícia, com chamada gorda de primeira página:"Ministério Público investiga negócio de 538 milhões de euros adjudicado três dias depois das eleições.""Aberto Inquérito judicial sobre adjudicação de sistema de comunicações para as polícias pelo ex-ministro da Administração Interna, Daniel Sanches. " E na pág. 12 lá vem o desenvolvimento, assinado por Mariana Oliveira e que pouco mais diz de substancial a não ser a revelação de pormenores do negócio que são importantes mas que não estão ainda esclarecidose e que fogem à captura da primeira página.A "gorda" é assim a notícia de que o MP abriu um Inquérito!Segundo a PGR, via Portugal Diário, abriu nada!"Informa-se que não foi, até ao momento, instaurado pelo Ministério Público qualquer processo crime relacionado com a adjudicação de um sistema de comunicações para as polícias, da responsabilidade do ex-ministro da Administração Interna", diz a PGR , em comunicado."

Retirado da Grande Loja.

Futuro promissor.

"O homem que fiscaliza as polícias diz que agentes deviam usar armas não letais para evitar morte de cidadãos."
Rodrigues Maximiano

Mais aqui.

Caro amigo, o ideal era a polícia andar desarmada. Assim não matava cidadãos e estes podiam testar melhor a nova colecção de armas neles. Sem stresse como o matador.

Cantinho do crime.

"A Brigada de Trânsito da GNR encetou ontem uma perseguição a cinco homens que circulavam num carro roubado. O alerta foi dado pelos funcionários do posto de combustível de Grândola, da A2. Mas os suspeitos só foram interceptados à entrada da Ponte 25 de Abril. Dois dos detidos, de 29 e 26 anos, possuíam um grande currículo no mundo do crime. Residentes na linha de Sintra, encontravam-se agora em liberdade condicional quando foram apanhados na madrugada de ontem. Os outros dois, por serem menores, foram entregues aos pais. O quinto elemento conseguiu escapar (a pé pela Ponte). A BT desconhece se os supeitos cometeram algum crime – além dos abastecimentos sem pagar – durante a ‘aventura’. Sabem sim que o grupo, enquanto fugia, abalroava o carro-patrulha para o despistar. A viatura policial ficou bastante destruída."

CM.
1/ "A BT desconhece se os supeitos cometeram algum crime além dos abastecimentos sem pagar?" Então furto de veículo, falta de habilitação para conduzir (sem carta), condução perigosa de veículo rodoviário; desobediência à ordem de paragem pelas autoridades e ainda o dano de veículos já não são considerados crimes? Ou essa parte do Código Penal não se aplica aos gangs "estrangeiros"?

2/ "Residentes na linha de Sintra". Quer dizer na Amadora ou deixou de ser politicamente correcto referir esse local?

3/ "Encontravam-se em liberdade condicional" e assim vão continuar para poder continuar o seu "trabalho".

"As autoridades portuguesas emitiram um mandado de captura internacional contra o homerm que se suspeita ser o autor material da morte do agente da PSP Ireneu Diniz, no bairro da Cova da Moura, na Amadora. A fotografia e a identificação de Luís Castro Santos seguiram para a Interpol."
Tanta trabalheira desnecessária. Bastava falar com António Marinho ou com Sousa Tavares que eles resolvem o problema. São os melhores especialistas criminais do país.

Pois é.

"O secretário-geral da ONU devia ter feito mais do que fez - leia-se um "inquérito aprofundado" - para evitar o conflito de interesses desencadeado pelo facto de o filho, Kojo Annan, ter trabalhado para a Cotecna, uma das empresas que acabaria por beneficiar, da forma menos correcta, do Programa Petróleo por Alimentos. Esta uma das principais conclusões contidas no relatório de uma comissão independente presidida por Paul Volcker, antigo responsável da Reserva Federal americana. Em causa está o que os meios mais conservadores dos Estados Unidos, que exigem abertamente a demissão de Kofi Annan, consideram como um dos maiores "escândalos" da história das Nações Unidas. E que, entre 1996 e 2003, terá permitido a Saddam Hussein, através de uma intrincada teia de cumplicidades e subornos, desviar mais de 12 milhões de dólares de um programa que, na sua génese, visava fornecer ajuda humanitária a um país sob embargo internacional."
DN.

Percebe-se agora porque é que o homem era contra a intervenção americana no Iraque? Não?

Cantinho do crime.

"Quando as duas mulheres abriram a porta da sua casa, em Évora, foram surpreendidas por assaltantes. Três homens (dois armados de pistola e faca) agrediram-nas violentamente: violaram a mais nova e roubaram-lhes dinheiro. A Judiciária anunciou ontem a detenção dos assaltantes violadores. Dois dos detidos pelo Polícia Judiciária ficaram em prisão domiciliária. O terceiro, que já tem no cadastro uma pena por roubo e furto, ficou em prisão preventiva por ordem do juiz de Instrução Criminal. "
Esperamos que seja prisão domiciliária no domicílio das vítimas. O Tribunal tem de moldar a sua actuação aos “direitos” e desejos dos arguidos.
" PJ descobriu mais uma parte do arsenal de Marcos Fernandes, suspeito da morte de dois agentes da PSP da Amadora. Numa das casas que o detido possui em Queluz, Sintra, foram apreendidas mais seis armas de fogo proibidas."
O homem é um espectáculo. Colecciona armas como nós coleccionamos cansaço por trabalharmos.
"Numa operação que se estendeu por todo o Norte do País, elementos da secção regional da Polícia Judiciária do Porto de Combate ao Banditismo efectuaram onze detenções e apreenderam cerca de 700 quilos de explosivos, 70 dos quais do tipo ‘goma 2 eco’, semelhantes aos utilizados nos atentados do dia 11 de Março do ano passado em Madrid."
É mentira, é mentira sim senhor. A criminalidade não aumentou em Portugal.
"Uma mulher (21 anos) foi ontem esfaqueada, quando andava na rua, em Chelas, Lisboa. A vítima ainda conseguiu andar alguns metros, mas acabou por cair ferida de morte. O óbito foi confirmado no Hospital de São José. A PJ investiga o crime"
Andar à noite pela rua é mais perigoso que a GNR patrulhar o Iraque. Mas quem do Bloco de Esquerda ou do PCP se importa com isso?
"Dirigentes do PCP e do Bloco de Esquerda vão estar presentes, quinta-feira, no Tribunal de Setúbal, para acompanhar a sessão de julgamento de três mulheres acusadas de aborto clandestino, anunciaram hoje os dois partidos. "
Isto sim, é mais importante que discutir a criminalidade. Será por ser crime também?

"Portugal deve seguir a tendência internacional fixar em 18 anos a idade a partir da qual alguém pode ser punido criminalmente. Até à maioridade todos os jovens delinquentes devem ficar sujeitos à Lei Tutelar Educativa, que actualmente regulamenta as medidas a aplicar aos menores de 16 anos que pratiquem actos previstos na lei penal. Esta é uma das propostas do estudo recente «As Características da Nova Criminalidade Juvenil-"

Portugal Diário
Eis uma pujante demonstração que o problema da criminalidade vai ser estudado a sério. Sugerimos antes que a idade mínima seja 21 anos.
"Criminalidade grupal aumenta seis por cento. Adolescentes e jovens juntam-se em grupos para fazer assaltos e agredir pessoas. Actuam à noite sobretudo nas periferias das grandes cidades "
Ora ora. O que é seis por cento? Nada. Se fosse 5 mil por cento ou alguém da família de um governante era preocupante.

"A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a apreensão na Amadora de seis armas de fogo proibidas, durante a investigação do assassinato dos dois agentes da PSP ocorrido na semana passada. "

Devem ter tropeçado nelas. São tantas que já se encontram espalhadas pelas ruas como beatas dos cigarros.

Cada cavadela uma minhoca.

"A Polícia Judiciária efectuou esta quarta-feira buscas a residências e escritórios relacionados com o social-democrata Isaltino Morais, ex-ministro das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente e durante muitos anos presidente da Câmara Municipal de Oeiras."
CM.

Mas não desesperem, o homem continua disponível para ser candidato à Câmara. Porque será?

quarta-feira, março 30, 2005

terça-feira, março 29, 2005

Prémios.

"O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, recebe hoje o Prémio Personalidade do Ano 2004 da Associação de Imprensa Estrangeira em Portugal (AIEP). A cerimónia será realizada no salão Preto e Prata do Casino Estoril."

Expresso.

Só esse? Merece muitos mais prémios.

Bravos resistentes.

"A resistência iraquiana voltou ontem a ter um dia particularmente activo, tendo lançado múltiplos ataques por todo o país, os quais se traduziram em numerosas vítimas. A 60 quilómetros de Bagdade, em Mussayeb, uma bicicleta armadilhada deixada na berma da estrada matou dois polícias e feriu sete. A sul de Bagdade, vários morteiros caíram durante a noite sem fazer vítimas sobre uma esquadra de polícia em Iskandariyah. Noutros atentados foram também visados civis iraquianos, em particular peregrinos xiitas. Em al-Mesayeb, localidade situada a 80 quilómetros a sul da capital iraquiana, cheia por estes dias de peregrinos xiitas, um atentado fez pelo menos cinco mortos e o mesmo número de feridos"

JN.

Continuamos a achar piada ao facto de chamarem "resistentes" a puros terroristas que têm como alvo cívis xiitas e polícias.

Imunes.

"Os aeroportos portugueses estão a receber os passageiros oriundos de Angola - onde aumentam os casos de febre hemorrágica - com um folheto informativo sobre o perigo do vírus de Marburg. Mesmo depois da embaixada de Portugal naquele país africano já dar como certas 122 mortes e 132 casos devido a este vírus altamente contagioso, a Direcção-Geral de Sáude (DGS) não destacou qualquer equipa para receber estes viajantes. Até ao fecho desta edição, e após inúmeras tentativas de contacto, a DGS não se pronunciou sobre esta matéria."

JN.
Qual é o problema? Os portugueses são imunes a vírus. Veja-se como lidam com a Sida.

Apito Dourado.

"Três árbitros internacionais - Pedro Proença, Duarte Gomes e Olegário Benquerença - exigiram, anteontem, a demissão de Júlio Mouco, vogal do Conselho de Arbitragem da Liga Portuguesa de Clubes, na sequência das escutas telefónicas que lhes foram exibidas no processo Apito Dourado. E pediram, ainda, ao presidente do Conselho, Luís Guilherme, que se demitisse para forçar a queda do órgão. Isto porque têm suspeitas que outros dirigentes, para além de Júlio Mouco, estejam envolvidos no processo."

JN.

Ainda bem que não temos acesso a essas escutas. Esperamos que o vogal não faça jus ao nome e se demita. Ele e outros "inocentes".

Cantinho do crime.

"Três tiros ‘à queima-roupa’. Foi desta forma que um homem de 30 anos decidiu, ontem, pôr termo à vida de um outro, de 25 anos, naquela que, à partida, parecia ser apenas mais uma lamentável, mas não menos habitual, ‘picardia’ provocada pelo trânsito na capital."

CM.
Para quem critica os EUA pelo facto de os seus cidadãos poderem comprar armas...

"Um carro embateu ao início da tarde de ontem na cabine da Via Verde das portagens de Loures na auto-estrada A8, causando ferimentos graves no condutor, disse fonte da Brigada de Trânsito da GNR. O acidente congestionou muito o trânsito e as portagens num local de risco por ficar no final de uma grande descida. A Via Verde onde se verificou o acidente, no sentido Norte-Sul, está colocada a meio das faixas de rodagem e não nas vias laterais, como é mais habitual. Segundo a fonte, a causa do acidente deverá ter sido excesso de velocidade, que, aliada ao piso molhado, não permitiu travar com segurança."

Por alguma coisa está lá um sinal a "sugerir" uma velocidade de 60 Km. Há quem pense que é só para enfeitar.

"O ministro da Administração Interna, António Costa recebeu os sindicatos policiais esta segunda-feira e ficou a conhecer todas as suas reivindicações. De acordo com o jornal Público a Amadora, assolada por três homicídios, é a Divisão mais problemática e cerca de 60 por cento do efectivo da esquadra da PSP de Alfragide, à qual pertencia o agente abatido a tiro na Cova Moura, em Fevereiro, quer ser transferido. "

Querem ser transferidos? Não acreditamos que seja verdade. Afinal não é em todo o lado que grande parte da população adora atropelar, balear e agredir polícias. Deviam aproveitar melhor esta cidade de "excepção".

"O assalto à loja ‘Kontágio’, no cruzamento da Estrada de Benfica com a Rua Joaquim Paço d’Arcos, em Lisboa, ocorreu na madrugada de domingo e os ladrões roubaram todo o estoque de roupa, não só dos expositores da loja como de grande parte do armazém. Nem os manequins escaparam. “Só cá ficou o braço de um deles, que deve ter caído”, disse ao CM a dona da loja, Piedade Soromenho. Segundo testemunhas do assalto, os homens, encapuzados e que aparentavam ser jovens de etnia africana, encostaram um carro junto à montra da loja e, apesar do alarido do alarme do estabelecimento, roubaram os artigos sem pressas."

Não é necessário terem pressa. Ninguém lhes faz mal e eles sabem-no bem. É a impunidade total.

segunda-feira, março 28, 2005

Orgasmos electrónicos marcarão o amanhã.

"As pessoas estão cada vez mais curiosas sobre sexo. Enquanto alguns procuram a ajuda em práticas milenares, aparecem novos aparelhos sexuais e adeptos do sexo virtual. Que amantes seremos no futuro?"

Mais.

Sexo virtual? Conseguiram estragar o sexo. Impressionante.

Atitude pedagógica.

"A Brigada de Trânsito detectou 400 automobilistas em excesso de velocidade no sábado, primeiro dia da vigência do novo Código da Estrada. Mas nem todos foram multados, já que as autoridades preferiram optar por uma atitude pedagógica numa primeira fase."
Atitude pedagógica é o que o pessoal mais precisa como se tem visto. Tanta coisa com o código novo e afinal a "montanha pariu um rato".

Popularidade.

"Os portugueses estão satisfeitos com o novo Governo formado por José Sócrates. Uma sondagem apresentada esta segunda-feira mostra ainda que Freitas do Amaral e Mariano Gago são os ministros que geram mais expectativa entre o eleitorado."

É natural. Ainda não fizeram nada.

domingo, março 27, 2005

Vacas loucas.

Gostamos de vacas loucas mas não é tanto.

Cantinho do crime

"Uma agente da PSP foi atropelada, na Amadora, por um automobilista que mandara parar, sofrendo ferimentos sem gravidade, revelou hoje o Comando Metropolitano. O caso aconteceu sábado, cerca das 23:00, quando um agente da PSP, a fazer patrulhamento apeado na Avenida General Humberto Delgado (Bairro de Santa Filomena), mandou parar um carro. O condutor deu uma guinada no volante, atingindo o agente que acabou por receber tratamento no Hospital Amadora/Sintra a ferimentos sem gravidade. O condutor foi detido. No mesmo dia, em S. Marcos (Sintra), uma polícia foi agredida e injuriada, num estabelecimento comercial, por um jovem com cerca de 20
anos."
A rapaziada até já atropela e bate nas mulheres. Escusado será dizer que o condutor já se encontra solto, em busca de novos atropelamentos.

"Num outro desenvolvimento, sábado, na Amadora, a PSP deteve, na Cova da Moura, um cabo-verdiano, de 34 anos, apreendendo-lhe 890 doses de heroína e 140 doses de cocaína, para além de dinheiro e três argolas em ouro. Meia hora antes, a PSP detivera, também na Cova da Moura, um português de 26 anos com 115 doses de haxixe. "
Esperamos que seja indemnizado pelo Estado. Estragaram o negócio ao homem.

Diz-se.

"Guterres é candidato a Alto Comissário da ONU para os Refugiados. Bem escolhido, ele sabe o que significa ter de fugir de um Governo."
Quiosque, cartoon do Correio da Manhã,
26-03-05

"António Guterres, pelo seu passado, pelo seu currículo, pelo seu percurso de vida e pela sua carreira política é o homem certo para liderar o ACNUR."
Judite de SousaJornal de Notícias, 26-03-05

"Não tenho razão para recear as relações entre a Igreja e o Estado em Portugal, além daqueles assuntos que voltam, de vez em quando, à agenda política, como é o caso de uma possível lei referendada sobre o aborto."
D. José Policarpo
Idem

"Parecendo óbvio que desta vez a lei será mudada, porquê afrontar ainda mais os que discordam da mudança?"
José Leite Pereira
Idem"

A partir de agora, [o cutelo] paira sobre a "cabeça" deste Executivo para avaliar a sua acção e começar a "destruí-lo".
Paquete de Oliveira
Jornal de Notícias, 26-03-05

"É um peixe de outras águas. Fala com clareza. Fala com verdade. Fala com o coração. (...) António Borges está longe dos políticos demagogos que prometem e não cumprem."
Emídio Rangel
Correio da Manhã, 26-03-05

"Que usam a mentira como se fosse normal enganar o povo e que são responsáveis pelo retrato-robot que a população faz da política e dos políticos - uma arte de aldrabões protagonizada por gente sem prestígio e sem apreço."
Idem, ibidem

"António Borges é o "messias" do povo laranja e o rosto dos não alinhados. 2009 é o seu horizonte."
Judite de Sousa
Jornal de Notícias, 26-03-05

"[A Quinta das Celebridades] comprova a ideia de que a nossa vida se pode fazer sem estudo, trabalho, dedicação, empenho, entrega. A ideia de facilidade."
Pedro Rolo Duarte
DNA, 25-03-05

"Portugal tem sido o berço perfeito dos balões de ar, das inexistências com aparato, dos "bluff"s", dos equívocos bem sucedidos, dos êxitos de bolso. Portugal "é" assim." Por isso vive em crise, ou a disfarçar a crise."
Idem, ibidem

"Este País é bom para passar férias, mas não aconselho ninguém a investir."
Joaquim de Almeida
Grande Reportagem, 26-03-05

Cantinho do crime

"Dois jovens que circulavam numa viatura roubada, na Amadora, abalroaram na madrugada de ontem três viaturas estacionadas nos Moinhos da Funcheira.Faltavam poucos minutos para as 06h00 quando os moradores da Rua 15 de Abril ouviram dois estrondos. Saíram à rua para ver o que tinha acontecido. Fonte policial disse ao nosso jornal que a viatura foi roubada na Rua Casal de São José, na Venteira. O bairro Moinhos da Funcheira fica próximo do problemático Bairro Santa Filomena, junto ao qual foram assassinados dois polícias na passada semana."
O pessoal de Santa Filomena foi simpático em ter oferecido umas amêndoas aos donos dos automóveis. Pena é eles serem ingratos e não terem agradecido.

"A esta hora ainda deve estar a pensar: “Nem em casa estou safo...”. Um jovem delinquente do Cacém, Sintra, foi anteontem detido por elementos da PSP local na posse de uma caçadeira de canos serrados e armas brancas. Uma ocorrência que não seria anormal não tivesse o rapaz, de 18 anos, sido denunciado pela mãe. E foi a segunda vez que tal aconteceu. O jovem é elemento de um grupo de rapazes que se vem dedicando a assaltos a pessoas na via pública. Ficaram conhecidos como os KPR – Kacém Putos Rebeldes. Há muito que era conhecido por elementos da PSP do Cacém, estando mesmo referenciado como “perigoso” por andar frequentemente armado, adiantou fonte policial.

A 22 de Maio de 2002, o jovem agora detido recebeu um ‘presente’ de um amigo: uma pistola 6,35mm. Não se sabe se o rapaz estaria consciente que a arma tinha, momentos antes, sido usada para assassinar um homem. A polícia acredita que sim. F., então com 18 anos, amigo do agora detido, tinha entrado numa casa ocupada por toxicodependentes para os assaltar. Algo correu mal e, por acidente ou propositadamente, baleou um desses jovens na cabeça, matando-o. Fugiu do local e entregou a arma do crime ao rapaz. Este guardou-a mas o amigo, após ser detido, disse onde estava a pistola. Não lhe aconteceu nada porque era menor e, logo, inimputável. A PSP acredita que F. era líder dos KPR. O ano passado a PSP conseguiu pôr 16 desses jovens (até aos 21 anos) a aguardar julgamento em prisão preventiva. O mesmo não vai acontecer ao agora denunciado pela mãe. Presente a tribunal, está obrigado a apresentar-se três vezes por semana na esquadra da PSP do Cacém."

Propomos um novo regime de apresentações periódicas. Basta telefonar para a polícia a dizer que está bem de saúde e que, quando tiver armas novas, a mãe avisa. Poupa trabalho a todos e o resultado é igual. Depois são tantos a apresentar-se que até fazem bicha de kilometros. A vida é tão fácil, a gente é que complica.

O Corpo de Intervenção da PSP deseja armas novas.

Para quê? Não podem ser usadas. Porque não pedem antes coletes com alvos desenhados para facilitar o trabalho aos pobres marginais?

"Desempregada, 56 anos, casada, mãe de duas filhas e presumível traficante de droga. É este o perfil da mulher detida na madrugada de anteontem, na posse de cerca de 100 doses de haxixe, durante uma operação de combate à criminalidade efectuada pela GNR de Loulé. Presente ao Tribunal de Loulé, a suspeita saiu em liberdade até ao julgamento sob termo de identidade e residência, medida de coacção aplicada também a um outro indivíduo detido na mesma operação.O homem, de 29 anos e nacionalidade moçambicana, tinha na sua posse 15 gramas de haxixe."

Foram libertados porque ainda tinha sobrado droga para vender. Não convêm estragar o negócio.

sábado, março 26, 2005

Cultura Benfiquista.

"Giovanni Trapattoni pode estar de saída do Benfica. Os dirigentes benfiquistas já terão decidido não renovar o contrato com o técnico italiano, mesmo que o Benfica seja campeão. De acordo com o Jornal de Notícias, a decisão deve-se ao estilo de jogo muito defensivo e à pouca simpatica que Trapattoni recolhe junto dos adeptos. "
Ainda é cedo para falarmos. Mas achamos piada. Muita mesmo. Então quando nos lembramos do que sucedeu com Toni depois de ganhar os últimos troféus do Benfica… É a famosa cultura benfiquista em acção.

Venham para cá.

"Dois jovens com idades compreendidas entre os 25 e os 30 anos foram hoje encontrados nas proximidades da Cidade da Praia, capital de Cabo Verde, com marcas de vários tiros no corpo.Os cadáveres, segundo contaram à Lusa fontes que presenciaram a sua remoção pelas autoridades sanitárias e policiais, foram encontrados numa estrada, a escassos quilómetros da capital do arquipélago.O primeiro corpo foi encontrado junto à lixeira municipal da Cidade da Praia, num local denominado Caiada, e o segundo na Cidadela.

As vítimas pertenciam a um numeroso grupo de jovens repatriados dos Estados Unidos nos últimos anos. Este grupo tem sido insistentemente ligado pelas autoridades policiais ao mundo do crime, incluindo tráfico de droga, e o governo, através do Instituto das Comunidades, tem mantido vários programas de reinserção social destinados especificamente à resolução deste problema social. Até ao momento, apesar de os corpos terem sido encontrados hoje de manhã e com evidentes indícios de assassínio premeditado, tendo em conta que ambos os cadáveres tinham vários impactes de bala, a Polícia Judiciária não revelou quaisquer elementos explicativos para o sucedido. "
Os americanos são mais espertos, razão porque passam a vida a ser denegridos por certas correntes europeus. Os imigrantes e seus filhos portam-se mal e são recambiados para a origem. Parece é que na origem não são bem recebidos. Propomos que as associações do costume sugiram a quem de direito o repatriamento para Portugal. Precisamos cá dessa imigração para construir o pais.

Segurança

"O presidente do Fórum Português Contra a Violência acusou o Presidente da República, Jorge Sampaio, e a diplomacia portuguesa de não fazerem nada para garantir a segurança dos cidadãos portugueses na África do Sul."
Essa é para rir. Sampaio nem consegue garantir a segurança dos cidadãos em Portugal quanto mais na África do Sul.

Amadora ou novo Texas.

"Uma pessoa de fora, que não seja conhecida, não consegue entrar. Ou então entra, mas já não sai como entrou"


"Uma maioria que vive amordaçada."


"Todos os bairros degradados do concelho da Amadora são perigosos"


"Aqui no bairro vai-se desenrascando muita gente que não tem documentos, não está legalizada e não consegue arranjar trabalho. Estou aqui há três anos. Tenho três filhos em Cabo Verde."

Mais.

Jogo político.

"António Borges, que já anunciou que não vai candidatar-se à liderança do PSD, vai apresentar na próxima semana uma moção ao Congresso dos sociais-democratas, que se realiza no entre 8 e 10 de Abril em Pombal."
O PSD nunca esteve tão mal. É natural que o "Jet Set" político não queira queimar-se e deixe o trabalho de reconstrução a figuras "menores". Figuras ambiciosas que vão aquecer o forno para outros finalmente cozerem o pão.

Underground

Hoje fui ver o último filme do Kusturica, A vida é um milagre. É a história de um pequeno mundo privado nos escombros de uma guerra. A mensagem que melhor interpreto de Kusturica é a de um mundo em que os animais duram mais tempo que os homens, e os homens duram mais tempo que as ideias.

Se não ficarem ofendidos com linguagem imprópria, vejam este vídeo. Feito por alguém que se passou com os muitos problemas que o metro de Londres tem. As pessoas já não têm paciência. As pessoas cada vez têm menos paciência. O mundo de Kusturica é um em que as pessoas fazem amor por debaixo dos tiros cruzados: na maior das adversidades, o que realça é a efemeridade da guerra, e não da vida. No primeiro mundo, a efemeridade é a vida porque o resto é mais lento; a desolação; o fatalismo; a imensa facilidade com que se complica.

sexta-feira, março 25, 2005

Cocktail.

"Um cocktail de substâncias estimulantes está a deixar jovens impotentes. Trata-se de uma mistura explosiva à base de Viagra, ecstasy e Red Bull. O seu consumo fez com que aumentasse o número de rapazes com problemas de disfunção sexual nas consultas de andrologia, nos últimos dois anos. "
DN.

Pois é. A mistura serve para aguentar 'raves' e melhorar desempenho sexual, mas tem efeito contrário

Que futuro?

"Mas não nos iludamos: o que se passou nas últimas semanas na Amadora é apenas o sintoma de um problema maior que ainda não chegou - o problema que pode chegar quando, por exemplo, a natural reconversão do nosso modelo de desenvolvimento deixar de criar tantos empregos "nas obras" e, naqueles bairros, aos filhos ociosos se juntarem cada vez mais pais desempregados."

José Manuel Fernandes

Leia aqui.

Tempos estranhos estes.

"Marcos José Fernandes, o luso-brasileiro que matou a tiro dois agentes da PSP, na Amadora, e que foi apanhado pela Polícia Judiciária com um verdadeiro arsenal de guerra, passa os dias a chorar na cadeia: “Está medicado com anti-depressivos e chora como uma criança. Para além disso, não come nem dorme”, contou ao CM fonte dos Serviços Prisionais."
Coitadinho. Está na hora dos habituais defensores organizarem-se para conseguir libertá-lo. Ele está a sofrer muito e não merece...
"A GNR perseguiu três rapazes suspeitos de terem assaltado uma farmácia dos arredores da Caparica ‘armados’ com pedras de calçada. Um dos fugitivos, de 17 anos, foi morto a tiro. Uma funcionária da farmácia garantiu ao nosso jornal que os assaltantes não exibiram armas – apenas a ameaçaram com pedras de calçada. “Tiraram 450 euros da caixa registadora e fugiram”, disse ao CM a empregada da farmácia. Garante que não viu nenhum carro nas imediações – e nem sabe para onde os assaltantes fugiram."
Incrível. Já assaltam "armados" com pedras da calçada. Qualquer dia até com um fósforo vão assaltar.
"São miúdos impecáveis, nunca foram malcriados. Conheço dois deles, o Paulinho e o Sérgio, sempre pareceram sossegados", disse ontem ao PÚBLICO uma moradora.A GNR também os conhecia. "Estavam referenciados por furtos, mas não foram encontradas armas com eles", disse fonte das relações públicas do comando geral daquela força."
Parece que actualmente ser uma pessoa impecável implica estar referenciado como criminoso. Tempos estranhos estes.

"Mais uma prova de que os tabus de esquerda contra as policias após o 25 Abril só resultam em maior criminalidade. A prová-lo está o facto de os juizes e o Ministério Público serem orgãos de controlo das policias e não de punição dos criminosos."
Manuel Martins.

"É assim a justiça: os que cometem o crime são mandados para casa ou são inimputáveis, os polícias, esses, são objecto de inquérito, para acabar com a vida deles. E se o carro em fuga tivesse atropelado alguém? E se a empregada da farmácia tivesse levado com a pedra e morresse?"

Victor.

Jornalismo.

"Nos últimos dois anos, os assaltos a pessoas registados em Portugal no período da Páscoa aumentaram quase 19 por cento, de acordo com dados avançados ao Portugal Diário pela Polícia de Segurança Pública. O número refere-se a casos em que os criminosos recorrem a armas para intimidarem as vítimas, ou seja, são crimes que pressupõem alguma violência. Os furtos ou roubos aumentaram 20 por cento. O mesmo crime registado contra pessoas também subiu 10,4 por cento. "

A comunicação social é um espectáculo. Por um lado queixa-se que o crime está a aumentar, por outro lado confeccionam peças líricas para descredibilizar a actuação das autoridades.

quinta-feira, março 24, 2005

Médio Oriente.

O Médio Oriente está a mudar. Primeiro vieram as eleições palestinianas e a seguir as iraquianas. Depois vieram as eleições municipais na Arábia Saudita e o anúncio da primeira eleição aberta no Egipto. Na Síria, 250 intelectuais colocaram uma petição na Internet exigindo a retirada das tropas sírias do Líbano e conseguiram parte do pretendido.

Mas a maior vitória foi a oposição libanesa sair para as ruas e conseguir o impossível: a demissão de um governo árabe. Não resta dúvidas que existe uma enorme pressão política na região para a mudança. Mas será essa pressão suficientemente forte para acabar com o despotismo que conduziu o mundo árabe à estagnação, à pobreza e ao radicalismo político e religioso? Será que o médio oriente está prestes a tornar-se uma democrático? O mundo inteiro agradecia que assim fosse.

Jornalismo.

A notícia publicada hoje no Independente "O Arraial dos Borges" dá esperanças a quem sonha ser mediático. A continuar assim não será necessário ser-se "alguém" para ser notícia. Basta ser da família, amigo, vizinho, ter feito uma festinha ao animal de estimação ou mesmo ter ouvido falar. O único inconveniente é citarem no artigo mais vezes a figura pública do que o "herói" propriamente dito. Mesmo quando essa figura pública não tem nada a ver com a história. E o acontecimento nem necessita ter dignidade para ser notícia.

Aplicação da lei.

"O jovem que morreu ontem à noite na Trafaria, Almada, já estava referenciado pela GNR por outros assaltos naquela zona. Os três indivíduos detectados a cometer ilícitos eram considerados «muito perigosos». Os outros dois estão detidos e vão ser ouvidos esta tarde em tribunal. Também os militares da GNR serão interrogados ainda hoje. "

Portugal Diário.
A culpa desta situação é dos tribunais. Não aplicando as devidas penas, incutem nos miúdos o sentimento de impunidade e eles vão-se tornando cada vez mais audazes. Depois é o que se vê.

Populismo?

"Alguém de bom senso acredita que é por haver menos um mês de férias que os processos passarão a ter uma outra velocidade, afrontando os juízes ao reduzir-se-lhes um direito de décadas? O que importa é seriamente falar das medidas que verdadeiramente resolvam o problema dos atrasos e das ineficiências da justiça em Portugal, medidas que têm de ser sistémicas para combater uma crise profunda e cultural, muitas delas já devidamente identificadas. No plano legislativo, vivemos a absoluta necessidade da simplificação da tramitação processual, numa época em que a oralidade de muitas diligências vai substituindo a escrita. No plano dos recursos humanos, há muito que se espera uma outra exigência de concursos públicos por parte dos juízes que queiram ser promovidos, em regime de provas efectivas, que não se podem resumir a meros concursos documentais. É nestas matérias - e noutras - que se mostra a maturidade de uma boa governação. Aguardamos."

Jorge Bacelar Gouveia

Mero populismo ou resolução do problema?

Cantinho do crime.

"Um recluso que cumpria pena por homicídio na cadeia de Vale de Judeus saiu com licença do juiz para ir passar o último Natal a casa – e não regressou à cela. É ele o suspeito do brutal assassínio do agente da PSP Ireneu Diniz."

CM

Mais uma vez está patente a falência do sistema judicial português e da política de imigração. Será aceitável colocar vidas em perigo para que um assassino possa ir passar o Natal a casa? As saídas precárias das prisões foi o melhor que puderam criar para os criminosos. Grande parte deles não voltam e uma parte comete crimes nesse período. Efectivamente a prisão deixou de ser um castigo dissuasor.

"Um assaltante morreu ontem na sequência de um tiroteio no decorrer de uma perseguição automóvel da GNR após um assalto a uma farmácia na Charneca da Caparica. A perseguição terminou na Rua Raposo de Cima, no Monte da Caparica."

CM
Eis uma boa ocasião para os habituais ressabiados atacarem a polícia. Mesmo que o GNR tenha ripostado aos tiros do bandido.
"O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve na quarta-feira, em flagrante delito, quatro romenos que furtavam objectos e valores a passageiros de um autocarro da Carris na zona do Castelo de São Jorge, em Lisboa."

O que seria Portugal sem essa imigração que contribui para a economia nacional? Esperamos ao menos que sejam cobrados nos escalões mais altos de IRS ou IRC (gangs).

quarta-feira, março 23, 2005

Apito Dourado.

As audições continuam:

Reinaldo Teles e António Garrido;

Luís Guilherme;

João Loureiro.

O que vale é que a Relação pode anular as escutas.

Estranho apito. Será mesmo que alguém terá força suficiente para o fazer apitar?

Rock in Rio 2006

"A segunda edição do Rock in Rio-Lisboa será realizada nos dias 27 e 28 de Maio e de 02 a 04 de Junho do próximo ano, anunciou hoje a organização do festival. O Parque da Bela Vista, em Lisboa, vai ser novamente o cenário da Cidade do Rock, recinto que foi adaptado em exclusivo para receber em 2004 a primeira edição deste evento, que celebra este ano 20 anos. "
Vamos ver se o cartaz melhora. se bem se lembram, por essa altura, melhor cartaz tinha o Festival de Lisboa. O tal que depois passou depois para o Dragão (Porto), regressando a Lisboa, acabando finalmente por não se realizar. Quanto a este, ninguém explicou porquê mas com tantas mudanças, os artistas perderam-se pelo caminho (chegando mesmo os Scorpions a tocar no Crato, no dia 29 de Agosto de 2004 - quem não acreditar, confira aqui), não restando ninguém para tocar em Lisboa.

P.S. O Smeagol já deve estar a afiar o bigode.

Governo quer limitar os «jobs for the boys»

"O Governo deverá apresentar nas próximas semanas uma proposta sobre a limitação dos cargos de nomeação na administração pública, para permitir que o executivo de José Sócrates já se possa reger pela nova lei. "

Portugal Diário.

Este Sócrates está muito populista. Vamos ver se tem continuação prática.

A verdade da mentira.

"Os imigrantes que vivem em Portugal são os que mais estão sujeitos a trabalhos temporários, no universo de países pertencentes à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE, que inclui EUA, Japão e principais nações europeias). De acordo com relatório sobre migrações divulgado ontem, 61,7 por cento dos imigrantes legalizados tinham empregos temporários em 2003, mais quatro por cento que em Espanha."

CM

Escusado será dizer que é para isto que o Bloco de Esquerda e afins defendem a entrada incontrolada de imigrantes.

Religião.

"A religião favorece a inserção social das minorias étnicas, influenciando os comportamentos e minimizando os riscos de marginalidade, segundo o estudo "Filhos Diferentes de Deuses Diferentes" a que a Agência Lusa teve hoje acesso. "

Portugal Diário.

É verdade. É nas Mesquitas que se recrutam membros para "integrações explosivas" com o patrocínio da Al-Qaeda. O islamismo recebe elogios por ser uma religião pluralista. Se o islamismo é pluralista (na verdade, ele é absolutista), por que a maioria dos países muçulmanos tem tolerância zero em relação aos cristãos e judeus? A Arábia Saudita é o melhor exemplo disso. Lá, todos os cidadãos têm de ser muçulmanos. Não é permitido abrir igrejas; a exibição pública de símbolos cristãos pode levar o responsável para a cadeia; e os muçulmanos que se convertem ao cristianismo podem ser executados. Claro que essa baboseira funciona como um verdadeiro chamariz no Ocidente, porque o pluralismo religioso é um dos conceitos básicos em democracias.

Em geral, os ocidentais, inclusive os cristãos, são ingénuos e mal informados sobre até onde vai a tolerância religiosa em muitos países do outro lado do mundo. A verdade e que os recentes acontecimentos tem revelado a existência de células terroristas operando dentro ou nas proximidades das mesquitas ocidentais. Também é sabido que dos púlpitos dessas mesquitas brotam, regularmente, violentas críticas e incentivos à violência.

A questão não é complicada. Se os muçulmanos querem viver no Ocidente (e essas populações já somam milhões de pessoas) e ser cidadãos pacíficos, devem seguir os mesmos padrões de conduta dos ocidentais. Por que haveria de ser diferente?

Mourinho

Dizia o Mourinho em Setembro de 2004:


"'Vou tentar ser mais explícito: contratou o Benfica algum guarda-redes melhor que o Moreira? Algum lateral-direito melhor que o Miguel? Algum central melhor do que o Ricardo Rocha? Algum lateral-esquerdo melhor que o Fyssas? Algum médio defensivo melhor do que o Petit? Algum médio ofensivo melhor que o Tiago? Algum extremo melhor do que o Simão? Algum ponta de lança melhor do que o Nuno Gomes? Estamos então entendido em relação ao que escrevi a semana passada? Elogiei o clube ao falar da sua dimensão; elogiei o seu treinador porque o merece, ao reconhecer a dificuldade do seu trabalho; volto hoje a elogiar o sr. Trapattoni e José Veiga pelo discurso motivador e protector do seu grupo de trabalho, mas continuo a pensar que o que disse não ofende e é real - o Benfica precisa de melhorar!"

Ontem:

"Prefiro dar crédito ao Benfica, porque aquilo que tem conseguido ultrapassa as minhas expectativas e ultrapassa o potencial que foi disponibilizado ao seu treinador. Os jogadores do Benfica têm sido dignos, têm espírito de equipa e se forem campeões são uns heróis. O Benfica – porque é a que tem menos condições para tal – é a equipa que mais merece ser campeã. Mas ainda se vão perder muitos pontos até final"

À atenção do Pantera.

Línguas.

"As escolas portuguesas deviam promover a aprendizagem da língua materna dos alunos imigrantes, defende um estudo hoje apresentado durante o Seminário do Observatório da Imigração, a decorrer em Lisboa. "

Portugal Diário.
Achamos muito bem. Depois passa a haver aulas de chinês, russo, dialectos africanos e indianos, etc, etc. Eventualmente, com alguma sorte, as crianças vão também conseguir aprender Português. Também não é problemas. Se os próprios portugueses não sabem português, porque têm os filhos de imigrante de o saber? Sugerimos que a língua oficial nacional passe a ser o russo. Dá jeito para lidar com as belas imigrantes que trabalham em certos clubes nocturnos.

Eles disseram:

"Portugal atravessa um momento muito particular em termos de crime. Nunca a criminalidade esteve tão elevada, nunca os agentes [de segurança] se sentiram tão inseguros e desprotegidos. Esta é a altura para atacar o problema, ou a situação poderá piorar."
José Manageiro
A Capital, 22-03-05

"Portugal é um paraíso para os traficantes de drogas, armas e prostituição. Não se pode deixar de pagar o preço desta realidade."
Joaquim Letria
24 Horas, 22-03-05

"A democracia precisa de ser reinventada."
Viriato Soromenho Marques
O Diabo, 22-03-05

"O ministro Freitas do Amaral é a flor velha, desbotada e de esquerda na lapela do Governo liberal de Portugal."
António Ribeiro Ferreira
Diário de Notícias, 22-03-05

"Só se ataca quem é forte. Se eu fosse o elo mais fraco seria desprezado e ninguém falaria em mim. (...) Se alguém tem a corrigir alguma coisa não sou eu..."
Freitas do Amaral
TSF, 22-03-05

"O professor Freitas do Amaral era um ícone da direita e hoje é um ícone da esquerda."
João Nascimento
A Capital, 22-03-05

Chegando.

"Um estudante de uma escola secundária situada numa reserva índia do Minnesota, EUA, matou segunda-feira os avós e sete outras pessoas do estabelecimento de ensino que frequentava antes de se suicidar, anunciaram as autoridades locais."
O que nos preocupa mais é que estas situações têm, cada vez mais, probabilidades de acontecer em Portugal. Armas à solta não falta. Malucos assassinos também não.

"Resistentes" à moda ocidental.

"Confrontos entre os comandos do ministério do Interior iraquiano, apoiados pelo exército norte-americano, e rebeldes argelinos, sauditas e sírios, registados a norte de Bagdad, resultaram na morte de 80 insurrectos e 12 militares."

CM.
Parece que a resistência iraquiana se confina cada vez mais a combatentes estrangeiros. Com essa falta de mão-de-obra, esperamos qualquer dia encontrar nas fileiras da “resistência” alguns dos portugueses que adoram aparecer nas manifestações pela paz. Claro que a crescente ausência da participação iraquiana não legitima chamar esses estrangeiros de “terroristas”. Afinal, tal como no resto do mundo, são os não iraquianos os únicos a acreditarem na legitimidade das acções terroristas.

Freitas.

"O regresso de Freitas do Amaral à política activa está marcada por uma onda de críticas. Para além de ter sido o principal alvo da oposição no debate sobre o Programa do Governo, o ministro dos Negócios Estrangeiros viu ontem suspensa a sua inscrição no Partido Popular Europeu (PPE), justamente por integrar o Governo PS."
Está certo que o Freitas tinha de ser pago pelo bom serviço prestado ao PS durante a campanha eleitoral. Agora a escolha dele para ministro dos negócios estrangeiros é um fiasco e está a repercutir-se lá fora. Que credibilidade ainda merece Freitas?

Saldos.

"A crise económica que afecta o país chegou às casas de alterne, sobretudo das que se situam fora dos grandes centros urbanos. A quebra de clientela obrigou alguns bares a diminuir os dias semanais de funcionamento, limitando-se a abrir de quinta a Domingo, e outros a solicitarem às suas ‘funcionárias’ a baixa do preço dos ‘serviços’, a fim de atraírem mais clientela."

CM.

Enriquecer à custa do lenocínio e auxílio à emigração ilegal parece começar a ter os seus dias contados. Mais do que as penas de prisão efectivas, o que os ‘empresários’ mais receiam são as multas, que vão dos 2000 aos 27 500 euros por cada estrangeira ilegal que tenham a ‘trabalhar’. Mas apesar da crise, continuam a exploração: “cocktail” para oferecer à bailarina custa 25 euros; uma garrafa de espumante chega aos 75; O ‘table dance’ de duas músicas vale 40 euros e o privado ascende aos 100 euros.

Oplítica imigração.

"O crescente recrutamento de cidadãos romenos ilegais pelas máfias de Leste a operar em Portugal está a preocupar as autoridades, nomeadamente o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), que alerta para o aumento dos assaltos à mão armada praticados por aqueles imigrantes. Fonte deste organismo disse ao CM que todos os dias entram em Portugal dezenas de romenos sem visto de trabalho e que, dada a sua vulnerabilidade, são, muitas vezes “recrutados” pelas organizações mafiosas de Leste.“As mulheres e as crianças mais pequenas são colocadas na mendicidade e os adolescentes são integrados em gangs que se dedicam ao roubo, nas grandes superfícies, de objectos facilmente vendáveis, como CD, DVD e jogos de computador”, disse ao CM um inspector do SEF, acrescentando que as jovens começam já a ser encaminhadas para a prostituição e os rapazes para os assaltos à mão armada, facto que está a preocupar as autoridades.

Ainda há dias, dois agentes da Polícia Judiciária foram recebidos a tiro por três romenos, num café de Braga, situação idêntica a outra ocorrida em finais do ano passado na cidade da Guarda.E o que mais está a preocupar o SEF e as autoridades em geral é o facto de a esmagadora maioria dos romenos que vêm para a União Europeia, nomeadamente para Espanha e Portugal, não virem com a intenção de trabalhar.“Trata-se de uma imigração que, para além de não ser produtiva, é socialmente nociva, já que a maioria se dedica à mendicidade e à pequena criminalidade”, disse ao CM o inspector Novais Carvalho, Subdirector Regional de Lisboa do SEF. Outra questão que está a preocupar o SEF é a existência em Espanha de meio milhão de romenos ilegais e o facto de se prever que milhão e meio possa abandonar a Roménia, logo que o país adira à UE, em 2007.
"

CM.
A falta de uma política de imigração está a originar a queda do "lixo" todo neste nosso País, que era um paraíso antes dos nossos governantes o terem transformado numa lixeira mundial. Está na altura de tratar do assunto. Para bem dos portugueses e dos próprios imigrantes que são escravizados pelos seus “defensores”.

Lista negra:

Ourives;

Ladrão com 10 anos;

Escaladores;

Parquímetros.

terça-feira, março 22, 2005

Sondagem.

"Defendem mais de 60% dos portugueses. Mas há cada vez mais pessoas a associar o crime aos imigrantes. 70% diz que trabalhadores de Leste têm qualificações a mais para o trabalho que fazem"

Portugal Diário.

Numa altura em que a realidade dos gangs e bairros étnicos ressalta à vista, é natural que apareçam sondagens deste tipo. Os imigrantes são fundamentais para a economia portuguesa, quando chegam a Portugal, com um contrato de trabalho. Não quando andam nas ruas a pedir ou a assaltar, violar ou assassinar. Portugal já tem muito desemprego e não precisa de mais.

Cova da Moura.

"Uma operação conjunta da PSP e da Polícia Judiciária teve lugar esta manhã no bairro da Cova da Moura, na freguesia da Buraca, concelho da Amadora, onde várias dezenas de agentes percorreram todas as ruas do bairro, numa operação porta a porta. O principal suspeito da morte do agente Irineu, que faleceu em finais de Fevereiro na Cova da Moura, na Amadora. Na operação foi detido o principal suspeito da morte do agente Irineu. Permitiu hoje a apreensão de "seis armas de fogo em situação ilícita, de entra as quais uma caçadeira de canos serrados e uma arma de calibre de guerra"

CM / Público.
Por debaixo das casas existem túneis aonde se escondem as armas, droga e foragidos. A captura do brasileiro e dos seus três "amigos", bem como a apreensão da colecção de UZIs deverá ter contribuído para a captura do outro assassino. Lamenta-se a necessidade da morte de três polícias para algo ser feito. Algo de pouca envergadura mas sempre é algo.

Impressionante a forma como as armas nascem em Portugal. Qualquer um consegue "plantar" uma dúzia delas. Qualquer um dos morador desses bairros. E quando não são armas, utilizam os ringues de futebol para treinarem cães ferozes no intuito de os usarem para assaltar.

Nem mais.

"Os farmacêuticos não têm dúvidas que a venda de medicamentos sem prescrição médica fora das farmácias acarreta “o aumento do consumo e dos riscos”. No entanto, esta é uma prática comum em alguns países, como o Reino Unido, a Irlanda ou os Estados Unidos."

CM.

Tem toda a razão. Depois vai-se comercializar a "bica de aspirina", "biscoito Paracetamol", Torradas "Vic Vaporub", Chá de "Scopolamine" (Buscopan); Pastelinho de "Ben-u-ron", etc, etc.

Filantropo.

"Um homem que manteve relações sexuais com vários cães explicou em Tribunal que o fez por compaixão, por considerar que os pobres animais estavam... necessitados. O insólito caso ocorreu em Genk, na Bélgica, onde decorre agora o julgamento do prevaricador. O homem, de 36 anos, disse ao juiz que muitos cães não têm oportunidade de fazer sexo, e por isso ajudou a preencher essa lacuna nas suas vidas."

CM.

O mundo está cheio de almas caridosas. Agora era interessante descobrir se o caridoso era passivo ou activo. Após uma breve análise aos animais, estamos em condição afirmar que, pela cara de gozo da bicharada "necessitada", o "homem" era passivo. Diríamos profundamente passivo.

As qualidades que já não se vêem

A ironia de Pinto da Costa - a única coisa que ainda disfarçava o Português boçal - acabou. As suas frases já não estão no condicional, mas sim na pergunta retórica. Quer saber se os jornalistas não percebem porque é que ele ficou irritado com o abraço do quarto árbitro. Irritado. Pinto da Costa irrita-se e ainda pergunta se não percebem porquê - o cinismo consiste em não sentir nada, e ainda o dissimular, mas o presidente do FCP não está a conseguir nem uma nem a outra. As crianças que são muito tempo levadas ao colo depois não sabem andar. Ou ainda: olhe que isso faz-lhe mal ao coração, homem! Guarde-se, senão como é que vai enfrentas as adversidades que a vida sempre nos reserva?

E depois há a carreira de José Couceiro. De sindicalista disparou para as estrelas num clube que até aspirava a ser campeáo. Há uns dias li no maisfutebol.iol que se tratava de um treinador que ia mudar o Porto. E vai. Já mudou. Perder por 4-0, 3-1 e 2-0, no espaço de uma semana, é uma mudança que me agrada. Por exemplo, penso que Couceiro absorveu as qualidades que Pinto da Costa perdeu. Levar 9 e marcar 1, em uma semana, e culpar o árbitro revelar um certo pendor para o surrealismo abstracto, desprovido de sentido mas cheio de beleza estética. Também gosto, particularmente, de me lembrar quando o mesmo jovem treinador aspirante a Mourinho II (o primeiro é o Peseiro) disse, há duas semanas, que a veradeira luta seria entre o Sporting e o Porto. Certo. Mas esqueceu-se de dizer que seria pelo segundo lugar. Afinal o homem até é humilde, e se é essa a única qualidade que se pode ver dele, ao menos que a deixe clara! Homem, não se iniba! E continue porque que a gente gosta de o ver trabalhar.

Comunicação social.

"O homicida dos dois agentes da PSP manteve durante algum tempo residência fixa no 5.º andar de um prédio da Rua das Flores, em Aver-o-Mar, Póvoa de Varzim. Vivia com uma mulher de origem suíça e a filha, e chegou mesmo a ser administrador do condomínio. A relação com os vizinhos nunca foi pacífica. “Não me inspirava muita confiança. Queria ser amigo de todos, mas a sua maneira de ser nunca me enganou”, disse ao CM um condómino, que não se identifica “por segurança”. Essas suspeições confirmaram-se quando Marcos Fernandes chegou à administração do prédio. “Tivemos vários problemas com ele, nomeadamente o facto de ter fugido com o dinheiro do condomínio”, referiu o vizinho. Aliás, a relação entre Marcos e os vizinhos nunca foi fácil, e as ameaças verbais e físicas redundaram em várias queixas apresentadas na PSP local. “Apesar de não gostar dele, nunca o pensei capaz de matar”, disse o vizinho."

CM.

Quem viu o noticiário, pelas entrevistas apresentadas, ficou-se com a ideia de que é um bom rapaz. Afinal é precisamente o contrário. Mais uma vez se confirma o papel da comunicação social de fazer passar a notícia que mais lhe interessa e que, por sinal, é totalmente oposta da realidade.

Má memória.

"O ministro dos Negócios Estrangeiros, Freitas do Amaral, recusou hoje ter alguma vez comparado o presidente norte-americano, George W. Bush, a Hitler, mas o líder parlamentar do PSD reiterou a acusação."

SIC.

Sabe-se que com a idade a memória vai desaparecendo. Mas existe um polémico artigo publicado na revista Visão com essa comparação. De qualquer forma também pode ser recordado aqui.

É mentira.

"O ministro dos Negócios Estrangeiros, Freitas do Amaral, recusou hoje ter alguma vez comparado o presidente norte-americano, George W. Bush, a Hitler, mas o líder parlamentar do PSD reiterou a acusação."

SIC.

Sabe-se que com a idade a memória vai desaparecendo. Mas existe um polémico artigo publicado na revista Visão com essa comparação. De qualquer forma também pode ser recordado aqui.

Bom local.

E agora?

"Um comunicado da Judiciária divulgado hoje de manhã, refere que a PJ "procedeu, esta madrugada, à detenção de um indivíduo de sexo masculino, (Ó), face aos seguros indícios de um duplo homicídio, cometido na madrugada anterior na cidade da Amadora, vitimando dois agentes da polícia de Segurança Pública". A Polícia Judiciária anunciou hoje a apreensão de dezenas de armas de calibre de guerra, encontradas no esconderijo do detido por suspeita do assassínio de dois agentes da PSP na Amadora, entre elas a arma do crime.
O director nacional adjunto da directoria de Lisboa, Paulo Rebelo, qualificou a apreensão como "a maior de sempre realizada pela PJ", tendo em conta a qualidade do armamento em causa, que pode indiciar a prática de tráfico.Expostas ao longo de uma mesa corrida estavam milhares de munições, livros sobre armas, um colete à prova de bala, várias armas brancas e dezenas de armas de calibre de guerra, que incluíam uma nunca vista em Portugal (Desert Eagle .50), mas também kalashnikovs, uma sniper, M16 e UZIs. Entre as armas, todas ilegais, estava também a glock de 9 mm, qualificada por agentes da PJ presentes como "a pistola mais moderna do mundo", supostamente utilizada para matar a tiro dois agentes da PSP no bairro da Falageira, Amadora, na madrugada de domingo".
Agora que as autoridades começam a descobrir o novo tipo de criminalidade trazido pela imigração, vão dotar as polícias com meios idênticos ou ficar novamente pele retórica barata?

Férias.

"José Sócrates anunciou, esta segunda-feira, a intenção de reduzir as férias judiciais de Verão de dois para um mês, como acontece nos restantes sistemas públicos. A medida está a suscitar críticas."

Só falta reduzir os três meses da Assembleia da República para um. Que mais não seja por uma questão de coerência.

segunda-feira, março 21, 2005

Not american!!!

O debate Direita/Esquerda

Num dos mais jovens blogs portugueses, O Idealista , li este post e não resisti comentá-lo. Para que melhor se compreenda, junto o texto original.

"Esquerda e Direita em Portugal - a jovem mediocridade I"
O texto que se segue não é uma alegoria. É um estereótipo, é certo, e peço que ninguém fique melindrado com ele. Corresponde um pouco a uma imagem que se retira da nova direita da blogosfera. Não se aplica a todos. Mas é uma descrição que procurei forte de uma imagem que fica por detrás de tudo o que se vê. Pelas coisas ditas e pelas não ditas. Pelas escolhas e pelas omissões. Não é um retrato de toda a direita. A direita é, tal como a esquerda, fundamental a Portugal. Para a semana, prometo um texto similar sobre a esquerda. Aqui vai, a bem da Nação e de todos nós.
A jovem direita de Portugal que pulula na blogosfera é, regra geral, bastante má. Por dez razões:
(i) Esta direita é incoerente. Incoerente porque pretende fazer conviver pacificamente um liberalismo económico e político que defende com unhas e dentes com um conservadorismo de ideias e mentalidades, defensor da manutenção de um status quo social elitista e estratificado. Esta incoerência de princípio (que não se traduz na impossibilidade prática de convívio destas diferentes mentalidades) ainda se torna mais gritante quando se quer juntar neste melting pot ideológico um patriotismo de bom tom, defensor da manutenção do tecido económico português, e, para mais, claramente anti-europeista.
(ii) Esta direita não lida bem com a história. Não consegue deixar de pensar que Salazar, no fundo, foi muito bom, que mantinha os comunistas na ordem e que tudo andava sereno e no melhor dos mundos. Não consegue ainda encarar o 25 de Abril com naturalidade nem diferenciar o dia da revolução e a liberdade que esta representou dos meses que se seguiram. Não consegue perceber que o PREC e a descolonização foi o resultado previsível, lógico e natural do envelhecimento de um regime que se fechou cada vez mais sobre si mesmo. Não percebeu que o que se passou foi a adolescência da nossa democracia. Apesar de ir agora perdendo a vergonha de ser de direita (o que é bom), assume-o ainda com pouca naturalidade, como um jovem que precisa de exagerar um pouco no que diz para marcar uma posição, numa atitude de desafio perante uma sociedade que julga hostil e genericamente de esquerda.
(iii) Esta direita lida mal com a fé e, em especial, com o catolicismo. Assim como a esquerda se apropriou do 25 de Abril, a direita pretendeu apropriar-se da Fé cristã. Contudo, tem tendência a apregoá-la como norma, ou como conjunto de normas morais, sobrevalorizando a dimensão pública de vivência da Fé, esquecendo-se da sua dimensão estrutural e fundacional de encontro pessoal com um Deus de amor incondicional. E esquece também muita da radicalidade evangélica que não é normativa, e que só se compreende à luz de uma entrega que nos faz imensamente mais felizes. Para mais, tem uma visão utilitarista da Fé, apropria-se dela para efeitos de combate político e tem sinceras dificuldades em compreender que possm existir católicos de esquerda. Para além disso, adere e fomenta uma Igreja próxima do poder, que luta por ele, que procura conformar a sociedade à sua imagem. Defende também uma Igreja institucional, tradicionalista, defensora historicamente dos grupos sociais mais privilegiados, por vezes até ostentatória. Apregoa a caridade (não num sentido pejorativo, que nunca uso) para a descartar da dimensão de dever de compromisso social pelos que mais sofrem. Vê a caridade como uma opção, nunca como um dever. Ou, no máximo, como um dever de conteúdo profundamente variável e individualista. Por outro lado, no seu crivo selectivo da mensagem cristã, demonstra uma curiosíssima obsessão por determinados temas. Escolhe a mensagem da Igreja que lhe convém. Acolhe esta direita os ensinamentos do Santo Padre sobre a guerra do Iraque ou sobre as consequências práticas do liberalismo económico que vivemos? Não cai no mesmo erro da esquerda, que só ouve o Santo Padre quando lhe convém?
(iv) Esta direita não tem noção da realidade de sofrimento material de 80% da sociedade portuguesa. Muita dela não tem noção do que é apanhar um barco do Seixal para Lisboa todos os dias e do que representa chegar a casa sem ter empregada para tomar conta de três filhos. Não tem noção da vida de dureza das pessoas comuns e não consegue ver o outro como um igual, como um seu irmão. Por vezes, é até elitista. O que pensa automaticamente, inconscientemente até, esta direita, quando lhe é apresentado fulano de tal, que veste fato de treino e vive na Damaia. Conseguirá conviver com esta pessoa sem preconceitos?
(v) Esta direita é uma aliança contra-natura de liberais que não querem saber da Pátria para nada com patriotas que não se ousam afirmar como anti-liberais. É triste ter de recorrer a categorias marxistas para fazer esta análise, mas, de facto, só a classe os une.
(vi) Esta direita não lida bem com o binómio trabalho/família. Apregoando uma cultura de dedicação ao trabalho e de produtividade própria de uma sociedade centrada na produção de riqueza, que tem consequências inegáveis no plano familiar (nomeadamente com o tempo disponível para lazer e para estar com os filhos), entra em contradição flagrante com o seu discurso de apoio à família. A nossa sociedade de matriz mediterrânica precisa efectivamente de tempo e de disponibilidade para a família para ser feliz. O que pensa disto esta direita? Como o compagina com a praxis de grande parte das empresas do sector financeiro em Portugal?
(vii) Esta direita não tem um projecto sério para tornar Portugal viável. Por muito que nos custe admiti-lo, as Nações não são eternas. Só existem enquanto merecerem existir. E, a verdade é que, no pós 74, Portugal, sem os Territórios Ultramarinos, parece dificilmente viável. É urgente mudar isto, para não desaparecermos. Não acha esta direita que é altura de perceber que a portugalidade é uma forma de estar no mundo que o enriquece e que lhe traz um contributo de inegável valor? Não será um crime deixar que a portugalidade desapareça da face da terra? Não está esta direita esquecida das suas responsabilidades?
(viii) Esta direita despreza o ambiente. De facto, e salvo raras excepções, acha que o movimento ecologista é coisa para fanáticos que não gostam de campos de golfe e de hotéis em cima de falésias. É uma pena, mas não tem consciência da importância e da fulcralidade da problemática ambiental nas sociedades contemporâneas. O tempo se encarregará de mostrar que estão errados. A preservação da Terra deveria ser uma bandeira da direita.
(ix) Esta direita lida mal com a solidariedade. Não a encara como um dever e tem sinceras dificuldades em perceber a enorme obrigação histórica e humana que temos perante o terceiro mundo. Esta direita não gosta, como já antes se referiu, de ver a exigência da caridade. Tem mesmo dificuldade em ir à sua etimologia. Às vezes, a caridade é até uma bandeira. De acordo que não deve ser vivida como uma obrigação. Mas da caridade nascem exigências inegáveis muito concretas perante a tragédia dos homens. E isto é esquecido por esta direita, que prefere os objectivos espúrios mas estimulantes de uma real politik aos deveres de solidadariedade para com o resto dos homens. É triste quando se transforma um método num fim em si mesmo.
(x) Finalmente, esta direita renega-se. Renega as suas raízas culturais e ideológicas em troca de um modelo anglo-saxónico que não nos fará mais felizes. Esquece-se de toda a construção sensata, racional, capaz de entender os homens que o tomismo construiu. Esquece-se que somos - em grande parte - latinos e mediterrânicos. Esquece-se que somos o povo das oliveiras, dos sobreiros e dos carvalhos. Que fizemos os socalcos do Douro. Que assim vivemos há muitos anos e que soubemos ser razoavelmente felizes e, até, entre erros e sucessos, dar algumas coisas ao mundo. Mas, o mais grave, é que se começam a aceitar, como racional e razoável, ideias contrárias a todo um acervo cultural de séculos, que procurou distinguir o certo do errado, que procurou limitar o uso da violência e explicar as razões porque os homens se agregam para serem felizes. Compreende-se a maneira como esta direita parece aceitar Guantanamo e a doutrina da guerra preventiva? Já nos esquecemos de Vitória e de Suarez?

Depois de tudo isto, um abraço de agradecimento ao dono deste blog pelo convite que hoje me endereçou.
O Ilustre
posted by Idealista at
4:35 PM on Mar 18 2005


Agora o meu comentário.

É verdade que os meus 38 anos já não me habilitam a ser considerado jovem... mas, como penso que o qualificativo se destina não à classe etária mas às ideias, arrisco!
(1) Não vejo qual é a incoerência entre o Conservadorismo e o Liberalismo! E nem entendo como é possível não se compreender que as realidades económicas e políticas obedecem a uma dinâmica diferente da dos Valores; nem que a Economia e a Política tratam da conjuntura (são produtos adaptáveis da "espuma-dos-tempos") enquanto que os Valores emanam e lidam com a essência do Humano... e que, por isso, são estáveis (mais: exigem estabilidade para poderem actuar com eficácia)!
(2) A relação com a História. Esta é uma das charlas mais recorrentes e das mais vazias de conteúdo. Já a esquerda lida extraordinariamente bem com a História... com os mais de 200 milhões de mortos fruto da cegueira idealista de que as esquerdas ufanamente se orgulham! Quando falam desses mortos (no caso da descolonização) como algo «previsível, lógico e natural»... então está tudo claro! E se terminam a dizer que o PREC foi a adolescência da Democracia então das duas uma: ou não o sofreram ou então andaram a beneficiar dele e a condenar bois seminais à morte por manifestamente serem capitalistas (bem disse o outro - Jean-Paul Sartre - que cá veio na altura e regressou tão depressa quanto pode, deixando a melhor das classificações do PREC: "Um manicómio em auto-gestão"!
(3) Sobre a Fé, não falo! Até porque me ofende profundamente que alguém queira fazer comentários sobre o que não conhece e ainda - armado em filisteu - se atreve a comentar as causas íntimas dos comportamentos religiosos alheios!Mas não deixo passar a questão da Paz: esta é a prova de quem nada percebe sobre o assunto e julga que os nomen são usados de modo indiferentemente. Ou seja, como não sabe o conteúdo do conceito católico de Paz usa-o num sentido errado: o do pacifismo, o daquele que desiste e aceita que o injusto triunfe pelo medo! É não conhecer nada e pretender ensinar tudo aos outros!
(4) Sou de Direita e confesso: a viagem barco do Seixal para Lisboa não conheço! Mas conheço bem a do Barreiro para Lisboa... também andei algumas vezes no cacilheiro e umas quantas - poucas (apenas quando havia greve!) - no do Montijo (quando ainda eram um trajecto de 1 hora).
Será que serve?!?
(5) Para esta peço - exige-se - esclarecimento...
(6) Se para a anterior pedia-se esclarecimento, para esta prescreve-se um tratamento compulsório!!!
Desde quando trabalho e família são incompatíveis?!? E desde quando o aumento da produtividade é incompatível com uma melhor vida familiar?!? Só se for com o actual modelo em que a desorganização produtiva permite que haja uma escassíssima produtividade no dia-a-dia... sendo o débito laboral mínimo alcançado apenas pelas horas extraordinárias. Só quem continua a funcionar na matriz marxista é que não percebe que a produtividade se mede pela intensidade/hora e não pela quantidade/hora...
(7) Ao contrário do que a sua falta de atenção lhe permite ver, há uma direita que sabe o que quer para o País... só que não lhe é autorizada a divulgação nos media que usa consultar!
Todavia, quero ressaltar o momento em que a sua pena fugiu para a verdade: de como a principal pretensão (consciente ou inconscientemente) prosseguida pela nossa folclórica de retardados esquerdistas "soixante-huitards" durante o PREC (a "descolonização") foi a tentativa de criar condições para a emissão da certidão de óbito a Portugal (senão como explicar que os delírios do "esquerdismo" hajam cessado após o abandono da última Província Ultramarina, Angola?!?)...
Qual a alternativa que propõe?
E fala da "portugalidade"... a mesma que, nos últimos 30 anos, a esquerda tudo fez para destruír com recurso ao domínio que alcançou no sector educativo! A mesma esquerda que incensa a UE e adere a tudo o que seja a uniformização e padronização dos povos para, nessa pretendida indistinção, fazer fundar a "nação europeia"... ou "nação universal"!
(8) Sobre o ambiente... é só rir: vê tudo com recurso a piadas e caricaturas!
Imagine o que se diria se eu escrevesse que os ecologistas são confundíveis com aqueles outros (o "Green Peace") que um dia atacaram uma estação petrolífera de uma companhia... e se soube depois que, para tanto, foram pagos por uma companhia concorrente! Ou que agora toda a esquerda fala da seca mas esquece que o nível do Alqueva não pode subir acima de um certo valor porque alguns "ecologistas" o impediram com o argumento de que colocaria em risco (repito, "em risco") algumas zonas que se supõe servir para as actividades de copulação (se bem me está a perceber?!?) de umas cegonhas norte-africanas (e aqui, acredite, a origem das ditas nada tem de importante)!!!
(9) Sobre a solidariedade não lhe admito lições. Para mim é um fazer e não um dizer. É um estar no terreno a ajudar quem precisa e não a "mandar umas bocas" a exigir que se aumentam as dotações para pagar uns estudos!
Volta a falar de Caridade e, não desconhecendo que, para os Católicos, é um termo de conteúdo muito claro e específico, prefere usar aqueloutro em tempos tão popularizado por reitores naqueles tempos investidos em baladeiros do reviralho PRECista!
Quanto ao 3º Mundo, a sua principal dificuldade reside no deficit de seriedade dos seus líderes: preferem gastar na guerra do que investir nos seus cidadãos; preferem a pedinchice (cujo êxito lhes é assegurado pela pertença às "obediências" adequadas) ao trabalho!
(10) "Prontos",... faltava a incoerência final: agora temos uma esquerda (pretensamente) nacionalista! Então a democracia é o quê senão um modelo de organização política de origem anglo-saxónica?!?
E depois, uma vez mais demonstrando não perceber nada da poda, ataca com o tomismo e faz uma das afirmações mais espantosas: «o homem que o tomismo construiu»?
Excuse-moi ?!?
(para evitar um anglicismo)
Explique lá isso, porque - se bem me recordo - os momentos em que houve mais hipóteses e meios para cunhar modelos de diferentes Homems (o Nazismo e o Comunismo) foram derrotados!
Quanto ao Vitória e ao Suarez as perguntas devolvem-se: onde estava quando vigorava a "Doutrina Brejnev"? O que tem a dizer sobre a pretensão "clintoniana" de autorização de ingerência nos assuntos internos de um Estado em razão de interesses humanitários? Finalmente, se os "residentes" de Guantanamo foram isolados em consequência de uma acção desenvolvida em situação militar (autorizada/sancionada pela ONU e na sequência do atentado de 11 de Setembro), que palavras reserva para os prisioneiros de consciência que Fidel Castro mantém ali bem perto?

Com ansiedade, aguardo as palavras do favor de uma resposta... ou comentário,

domingo, março 20, 2005

Procurado.

"O autor dos disparos que mataram dois agentes da PSP na Amadora, na madugada deste domingo, já era procurado por suspeita de homicídio. Era alvo de um mandado de captura e poderá ter sido essa a razão para a atitude assassina."
CM.

Já era procurado e vai continuar a ser. É assim a vida.

"Este foi um caso isolado, não queremos que estendam esta questão a todos os imigrantes que aqui moram. No nosso bairro não costuma haver destes problemas», explicou ao PortugalDiário Alcides Mendes, presidente da Associação Espaço Jovem do bairro de Santa Filomena. «Quem fez isto não é pessoa daqui do bairro, até porque os moradores daqui não têm possibilidades de frequentar este bar (Chop Bar, à frente do qual ocorreu o tiroteio), não têm posses. Quem frequenta este bar aqui são pessoas de fora»
É verdade. O suspeito é proprietário de uma casa nas imediações do Bairro de Santa Filomena. E imediações não é bairro. Relativamente ao bairro, pelo que disseram os moradores, alguns deles entrevistados por detrás de enormes gradeamentos nas janelas, não há dúvidas que é pacífico quando não há tiroteios, roubos, agressões, etc. Nesses dias é de facto sossegado. Quanto ao bar, pelas imagens deu para ver que era um bar de luxo, frequentado pelo Jet Set nacional, que aproveita para estacionar os seus brutos carros no sossegado bairro de Sª Filomena. Cujos moradores tomam conta deles. Mesmo sem os donos pedir.

P.S. Curiosamente, não se ouviu um só palavra do Louça. Ele que se preocupou tanto com a GNR quando ela foi para o Iraque. Por certo está doente e não pode falar.


"A morte de dois agentes da PSP no bairro da Falagueira, Amadora, voltou a levantar a questão da necessidade de repor a autoridade das forças policiais, dotando-as de mais meios e equipamentos."

RTP.

Não se preocupem. Amanhã já está tudo esquecido. Até o próximo polícia morrer.

Agradecemos a divulgação da fotografia censurada. Deve-se defender os direitos do arguido, mesmo quando ele já vai no terceiro homicídio. Digam lá que não era chato ele ser reconhecido na rua e alguém avisar a polícia?

De volta.

"Hugo Simões, antigo futebolista dos juniores do Estrela da Amadora, detido pela PSP por co-autoria na prática de inúmeros roubos violentos, poderá ver a sua medida de coacção ser revista em Abril. O jovem, de 18 anos, está desde Janeiro em prisão preventiva na cadeia de Caxias, aproximando-se o momento de revisão da medida de coacção. “Por lei, o juiz do processo deve rever a medida de coacção ao fim de três meses. Os nossos advogados já apresentaram os seus argumentos de defesa, e agora estamos à espera da decisão do magistrado”, disse ao CM fonte do Estrela da Amadora. Hugo Simões – internacional sub-19 e jovem promessa do futebol português – foi detido no princípio de Janeiro deste ano (tal como o CM noticiou) suspeito de ser um dos elementos mais importantes de um gang de assaltantes nas zonas de Queluz e Sintra, nomeadamente junto à estação da CP de Monte Abraão. Eram cerca de dez indivíduos e atacavam muitas vezes de forma violenta e sob ameaça de facas. Segundo as autoridades, fizeram mais de dez vítimas, levando-lhes sobretudo dinheiro e telemóveis."

CM.

Boas notícias para quem anda de comboio. Eles vão voltar. Ponha o seu melhor fatinho, encha a carteira de dinheiro, traga o seu telemóvel e prepara-se para ser roubado e agredido com violência. Portugal no seu melhor com o patrocínio do Estrela da Amadora.

Futebol é assim.

"O Benfica conseguiu ontem uma preciosa vitória no Bonfim e tem agora seis pontos de vantagem sobre Boavista e FC Porto e nove sobre o Sporting. A ‘águia’ pode assim aguardar serenamente o desfecho do clássico de amanhã entre ‘dragões’ e ‘leões’. Os ‘encarnados’ até nem começaram bem, mas após a expulsão de Veríssimo dominaram por inteiro e mereceram a vitória."

CM.

O Estádio da Luz vai encher e a quase totalidade dos críticos de Trap vão começar a elogiá-lo. A memória é curta e o futebol é isto.

E pronto.

"O ponto VII do Programa do Governo de José Sócrates, intitulado "Uma política de imigração inclusiva", despertou todas as atenções das associações de imigrantes e organismos que tutelam esta área. Este promete recuperar as autorização de permanência, que deixou de ser concedida aos estrangeiros que entraram em Portugal depois de Novembro de 2001. Estas têm a duração de um ano, sendo renováveis - mediante a apresentação do contrato de trabalho - até a um limite de cinco anos, período a partir do qual é concedida uma autorização de residência, se não existirem interrupções.

O Programa do novo Governo será um dos temas em análise na concentração programada para hoje, às 14.30, no Martim Moniz, em Lisboa, pela "regularização e integração de todos os imigrantes". Esta foi convocada por uma plataforma constituída por associações de imigrantes, anti-racistas e de direitos humanos, sindicatos, confissões religiosas, movimentos sociais e organizações da sociedade civil. "De todos os imigrantes, os que se encontram em situação irregular são os que necessitam de solidariedade", porque são os que estão mais vulneráveis aos "patrões sem escrúpulos", referem os organizadores do encontro.

O anterior Governo concedeu um visto de trabalho aos brasileiros que entraram em Portugal antes de Março de 2003 - em 30 mil só 11 mil o conseguiram - e a prorrogação de permanência a quem entrou na mesma altura e pagou segurança social durante 90 dias.
Registaram-se 53 196 e apenas 7500 reuniam todas as condições."


E ponto, a bomba relógio foi activada.

Revisor na linha de Sintra.

"Os revisores da CP-Caminhos de Ferro Portugueses da linha de Sintra vivem apavorados com o receio diário de sofrerem agressões enquanto cumprem as suas funções. «Quase todos nós já fomos vítimas de agressões, mas ultimamente tem sido pior», diz o «pica». Ao contrário do que é normal, estes funcionários não pedem aumentos de salários. Pedem mais segurança no trabalho, mais vigilância da parte das autoridades. «Não percebemos porquê, mas nos útlimos dois anos temos assistido a uma diminuição no número de patrulhas de polícia nos comboios»

Leia aqui mais.

Quem paga?

"Quatro pessoas foram detidas sábado à noite após uma perseguição que terminou na Ponte Vasco da Gama com um choque entre o veículo em fuga, em contra-mão, e um carro da GNR, disse à Lusa fonte da Brigada de Trânsito"
Lá vão os GNRs ter de pagar o concerto do carro do próprio bolso.

Abriu a caça à polícia.

Dois agentes da PSP morreram hoje de madrugada após terem sido atingidos a tiro na zona da Amadora, avança o Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública. Os dois agentes da PSP mortos esta madrugada na Amadora numa operação de rotina foram baleados várias vezes por um indivíduo, a quem tinham pedido que se identificasse, no bairro de Santa Filomena quando este disparou. A patrulha foi chamada até junto do "Chop Bar", situado na Avenida Humberto Delgado. Trata-se de uma das principais artérias rodoviárias na Amadora, uma zona central, e não de um qualquer bairro periférico problemático. O comandante da PSP de Lisboa, Oliveira Pereira, explicou esta noite aos jornalistas que os dois agentes mortos, de 23 e 30 anos, seguiam num carro de patrulha com um outro colega, tendo abordado um indivíduo, para o identificar, que imediatamente efectuou vários disparos na direcção dos três policias.

De acordo com a mesma fonte, após ter disparado os primeiros tiros e baleado o motorista do carro patrulha, o indivíduo pôs-se em fuga na viatura que conduzia, mas de seguida fez marcha-atrás, voltou a passar pelo local e tornou a disparar, tendo só nessa altura atingido outro agente da polícia com gravidade. Os dois profissionais da polícia foram assistidos no local e transportados de seguida para os hospitais São Francisco Xavier e Amadora-Sintra. O assassínio de dois agentes hoje de madrugada na zona da Amadora eleva para seis o número de agentes da PSP mortos em serviço nos últimos seis anos, três dos quais no primeiro trimestre deste ano. A morte dos dois agentes hoje baleados ocorre pouco mais de um mês após um outro agente da Polícia de Segurança Pública ter sido morto a tiro, na madrugada de 17 de Fevereiro, também na Amadora, na rua da Cova da Moura
.”

Já nem se pode dizer que a situação está a ficar fora de controlo. É QUE ESTÁ MESMO FORA DE CONTROLO. Portugal, que tanto gosta de criticar os EUA, tem de mentalizar-se para a nova realidade criminal. Os criminosos estrangeiros, que por cá actuam, não têm valores morais e matar uma pessoa causa-lhes menos repulsa que cuspir no chão.

O Bairro de Santa Filomena é mais um bairro irmão da Cova da Moura. Situado praticamente no centro da cidade, trava, com a ajuda das habituais pseudo organizações defensoras de direitos, um braço de ferro com a autarquia que impede o seu realojamento e a correspondente melhoria de nível de vida da população dessa cidade, que diariamente é assaltada nas ruas e nem chega a ser notícia.

Quanto às forças polícias, a situação tornou-se insustentável. Desde a falta de meios até à atribuição de armamento obsoleto inoperacional, tudo contribui para que a sua actividade no país seja mais arriscada que uma missão no Iraque. Atrevemo-nos a afirmar que, actualmente, só vai para a polícia quem é maluco.


"O presidente da Câmara Municipal da Amadora, Joaquim Raposo, considera que a morte de dois agentes da PSP na madrugada de hoje vem provar que a Amadora é um concelho de «excepção» que precisa de medidas urgentes. O presidente da autarquia lamentou que os sucessivos governos não tenham dado a devida atenção ao concelho da Amadora, salientando que precisa de medidas de excepção devido às suas características específicas, como o número de bairros degradados e a elevada taxa de abandono escolar.."



A segurança foi uma das bandeiras eleitorais de Joaquim Raposo. Nem o governo PS, nem o governo PSD lhe ligou, segundo as suas queixas. As eleições autárquicas estão à porta. Será que Costa vai ligar-lhe ou ficar-se pelas promessas e respectivo esquecimento pós eleitoral?

"Reagindo à morte de dois agentes da PSP que esta madrugada foram baleados na Amadora, Luís Maria, do SPP/PSP, reconheceu que não ficou surpreendido com a notícia, até porque já estava à espera «que voltasse a acontecer». Para o esponsável, «o crescendo de violência contra elementos das forças de segurança passa por uma percepção que os criminosos têm em relação à polícia que se restringe à frase não pode fazer nada». De acordo com o sindicalista, actualmente a polícia «não pode levar ninguém para a esquadra sem um forte fundamento, não pode identificar ninguém sem um forte fundamento, não pode puxar da arma».

«O criminoso já percebeu há muito que a polícia é ineficaz no combate à criminalidade», sublinhou Luís Maria à Agência Lusa, acrescentando que a abertura de fronteiras veio aumentar o perigo devido à fácil circulação de pessoas e de tudo o que quiserem transportar
."

É uma vergonha. Face ao exposto, confira-se o despudor malicioso com que certos comentadores atacam a polícia na comunicação social. Podem acreditar. O mais grave é pegar nos jornais, e ler crónicas a desacreditar e incentivar o ódio à polícia. Crónicas como a de António Marinho no Expresso, totalmente orientadas a acabar com as instituições de Justiça do país, fomentam a anarquia e este tipo de situação. É gente como esse senhor que, ao escrevem histórias falaciosas e maliciosas, contribuem e muito para a actual situação vivida no país. Diríamos mais: a moralidade existente é tão caricata, que esse senhor chegou a ser candidato a Bastonário da Ordem dos Advogados. Pasme-se.

P.S. Curiosidade. O que vai dizer o Bloco de Esquerda deste "pequeno acidente"? E Marinho vai conseguir martelar a notícia de forma a que a culpa da morte recaia nos próprios polícias?

Divulgue o seu blog!