segunda-feira, outubro 31, 2005

Os ratos que não querem ser ratos


As ratazanas cinzentas, bichos muito agressivos, com um sentido gregário que apenas alguns mamíferos utilizam como mecanismo de defesa do grupo, mas de uma forma muito mais subtil e eficaz, estando dentro destes, um, o dos humanos, pela natureza dos mesmos e pela utilização de regras mais ou menos complexas, a que por vezes chamam de moral e ética(...), conforme os ventos das ideias que sopram.

As ratazanas, eliminam fisicamente, os que não pertencem ao grupo por uma questão de cheiro. Os humanos do sítio, eliminam, não fisicamente (por enquanto… que se saiba...), mas de uma forma não menos dolorosa, pelo mesmo motivo, ou seja, ser ou não do grupo, eliminam, como dizia, por uma coisa a que chamarei de pedigree, (ou se tem ou não, seja ele de nascimento ou comprado).

Portanto, de longe prefiro as ratazanas, por mais directas e previsíveis, que os humanos, especialmente aqueles que não deixam pôr a mão no pote de mel
Vem isto a propósito de uma esgrima, entre dois indivíduos, um geronte que quer voltar a mandar e outro um pouco menos, mas que para lá caminha. Um que deve ter falado com Deus, figura que desdenha, entendendo que cinco anos será muito pouco, o outro dado a tabus e teorias contabilísticas que no entanto, não safaram da desgraça os humanos deste sítio, pelo menos a grande maioria, e que não pertencem aos grupos de que falei.

O caso vem do desdém que um nutre por uma profissão que o geronte considera nobre, recebendo o primeiro de forma vitalícia 5 600 e o segundo 9 356, mas falando sempre numa coisa que é o equilíbrio das contas do estado do sítio.

Se a mulher de César tem e deve ser honesta, o que dizer destes humanos que querem ser Césares?

E vergonha na cara?

Haverá ainda disso, neste sítio?
....

Até amanhã.

Soares - Cavaco

"A política não é uma vergonha, é uma das actividades mais nobres", declarou Soares, para visar Cavaco Silva "Quando um candidato diz que não é um político profissional, o que quer dizer com isso? Se não o foi durante os dez anos em que foi primeiro-ministro, então porque tem direito à reforma como primeiro-ministro?".

JN

"1/ Alguém é político profissional quando depende dessa actividade para sobreviver de forma continuada. Sem ela não poderia manter o nível de vida e não encontraria outra actividade onde fosse tido em conta. Ora Mário Soares é um político profissional, toda a vida fez política e mais nada. Cavaco Silva antes e depois de se dedicar a politica, já tinha carreira e a ela voltou depois de finalizar as suas tarefas como 1º M, o seu talento como economista é reconhecido fora dos círculos políticos. A Mário Soares não se lhe conhecem outros talentos.

Para quem não se lembra, Mário Soares inventou as presidências abertas. Ou seja, enquanto Presidente da República foi aquele que mais viajou à custa dos portugueses.

2/ Cavaco Silva, depois de estar na política enveredou pela carreira universitária, não continuou a procurar lugares políticos, essa é a verdade. A reforma que usufrui foi do lugar que exerceu durante 10 anos, tem o seu direito. Isso não tem qualquer cabimento, apenas, alimentar polémicas sem qualquer sentido.
Não se compreende a razão, ou talvez se compreenda, que leva Mário Soares, nas suas intervenções, a analisar e a falar do que diz Cavaco Silva. Cada candidato deve falar dos seus objectivos, sem estar a censurar os outros. Essa conduta tem, quase sempre, um efeito contrário ao pretendido

3/ Acusam a direita de ver em Cavaco Silva um D. Sebastião mas é Mário Soares que repetidamente se considera salvador afirmando que o País precisa de si... afinal quem se julga o D. Sebastião salvador?

Deliram e acusam a direita e Cavaco Silva de julgarem estas eleições já ganhas mas nas intervenções de Cavaco Silva sempre se afirma a dúvida natural de umas eleições com frases como "caso de merecer apoio e ser eleito" enquanto Mário Soares repetidamente afirma "vou ganhar, não tenho dúvidas" e "hoje no Porto inicia-se a campanha que vai ser vitoriosa"... Afinal de que lado está a arrogância politica?

Da boca de Cavaco Silva ouviu-se o respeito por todos os candidatos, da boca de Mário Soares por várias vezes já se ouviu o insulto Suez quando afirma de Cavaco Silva não tem perfil ou descontroladas e tresloucadas picardias com a "politica profissional" sem qualquer nexo com o campo das ideias para o País... afinal onde está o respeito e boa educação?"


Compilação de comentários feitos à referida notícia.

Mudou de idéias.

"Bato-me numa perspectiva de futuro e de modernidade para o nosso país. Não me candidato contra ninguém"

Manuel Alegre (ler aqui).


"Conto estar aqui em Janeiro como candidato à presidência da República para derrotar Cavaco Silva”, garantiu o deputado socialista, durante a apresentação dos candidatos do PS à Câmara Municipal de Águeda. “É preciso alargar a cidadania. E esse é o sentido do meu combate. Não venho para dividir. Venho para somar mais votos à esquerda para que nas próximas eleições presidenciais haja uma segunda volta. E é a minha candidatura que vai forçar a segunda volta, é a minha candidatura que vai garantir a vitória da esquerda e a derrota de Cavaco Silva"

Manuel Alegre em 24 de Setembro (ler aqui)

Tiro no pé.

"O ataque de Mário Soares a Cavaco Silva, no sábado, abriu as hostilidades na campanha presidencial. Mas não se julgue que a marcação cerrada do candidato e ex-Presidente da República ao antigo primeiro-ministro vai ficar por aqui. Nem de perto, nem de longe. A ideia é mesmo a contrária "Obrigar Cavaco Silva a ir para o terreno", evitando que se mantenha a estratégia de resguardo que tem conseguido manter até esta altura."

DN

Soares quer liderar o jogo recorrendo à habitual política caceteira do PS. Mas os tempos de Jorge Coelho já foram. Veja-se o exemplo de Carrilho.

Novo Leão.


Leão depois de devidamente amanhado pelo Esquadrão G.

Impostos.

"O selo do carro vai acabar já em 2006. Segundo apurou o Correio da Manhã (ler aqui), o imposto municipal sobre veículos (IMV) sofrerá alterações profundas, aproximando-se do regime aplicado no imposto de circulação. A grande novidade é o fim da estampilha conhecida como selo do carro. Para além do fim do selo, existem outras alterações importantes; o imposto vai passar a incidir sobre a posse e não sobre o uso e fruição da viatura. Isto significa que vai haver um agravamento da carga fiscal sobre o automóvel. De acordo com o regulamento do IMV em vigor, só pagavam imposto os automóveis em circulação. Com a alteração a introduzir todos os automóveis – circulem ou não – vão pagar imposto."

Nova maneira para meter melhor ainda mais a mão nos bolsos dos Contribuintes.

Poupança.

"Poupança dos portugueses é cada vez mais baixa"
Com os impostos a subirem a galope, com o custo de vida cada vez maior e os ordenados a não acompanharem, como querem que os portugueses consigam poupar?

Pulseira electrónica.

"Um jovem guineense, de 19 anos, que estava em prisão domiciliária com pulseira electrónica. Dez dias depois, livrou-se desta e desapareceu em Maio do seu domicílio, em Rio de Mouro, foi recapturado, anteontem, no Bairro Alto, em Lisboa, pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial da GNR de Sintra, em colaboração com a PSP. O suspeito é arguido, juntamente com três outros, actualmente em prisão preventiva, em processos por assaltos a transeuntes, que eram dominados sob a ameaça de armas brancas ou neutralizados com agressões físicas. Em situação regular no nosso País, o jovem, natural da Guiné Bissau, é ainda arguido num processo por violação, em Rio de Mouro, concelho de Sintra, que corre os seus trâmites na Polícia Judiciária de Lisboa."

A pulseira electrónica é uma falácia. Por exemplo, André Richeli, cidadão brasileiro, detido em Janeiro de 2004, numa das maiores operações de combate à falsificação de cartões de débito, limitou-se a cortar a pulseira e a apanhar um avião.

Fantasmas.

"Há milhares de imigrantes que vivem e circulam livremente no território nacional sem que haja registo dos seus nomes, idades ou nacionalidades. “Se os imigrantes regressam contrariados, vão fazer tudo para voltar a abandonar o país. Temos de lhes garantir condições”, referiu o responsável pela Direcção Regional de Lisboa e Vale do Tejo do SEF, António Patrício. O Fundo Europeu para o Retorno (FER), como irá ser chamado, deverá começar a ser preparado no início do próximo ano e conta com o apoio de diversas instituições públicas e privadas. “Para evitar ‘fugas de cérebro’ há que aproveitar as capacidades dos imigrantes em locais onde fazem falta”, disse a fonte. Por outro lado, o FER vai permitir reduzir os gastos que os regressos implicam. “Há casos em que se gastam cinco mil euros para transportar um
imigrante”, disse
."

CM

Cinco mil euros para devolver um imigrante? Depois não querem que o Estado esteja falido. Já agora: imagine-se quantos desses "fantasmas" não são terroristas.

Louçã diverte-se.

"Eles mudam as formas de documentação para que o tempo não conte e vocês não possam requerer a nacionalidade”, afirmou Francisco Louçã, candidato presidencial do Bloco de Esquerda (BE), que ontem visitou a Quinta do Mocho, em Sacavém, a convite da Associação de Jovens de Intervenção Multicultural (AJIM)."

Louçã diverte-se á conta da pobreza alheia.

Ronaldo.

"O jornal inglês ‘News of The World’ publicou ontem a primeira fotografia da mulher que acusa Cristiano Ronaldo de a ter violado e acrescentou alguns detalhes sobre a queixosa. De acordo com o jornal, a queixosa é francesa de origem afro-caribenha, mora no bairro londrino de Mayfair, está separada do marido e tem actualmente um caso amoroso com um produtor cinematográfico milionário que, por sua vez, é casado.

De acordo com o relato da investigação jornalística, Ronaldo e o primo foram abordados pelas duas raparigas, que se sentaram à mesa do jogador e beberam champanhe. À uma da manhã, Ronaldo e o primo subiram para a suite. As raparigas seguiram-nos pouco depois. O problema está nas duas horas seguintes. Na versão que apresentou à polícia, diz o jornal, Cristiano Ronaldo admitiu ter mantido relações sexuais com as duas mulheres, sempre de forma consentida. Nunca com violência. Depois, cerca das 03h00, o jogador e o primo deixam o hotel e seguem para a discoteca ‘Movida’. O jornal escreve que as raparigas chegam à discoteca cinco minutos depois, num outro carro. Instalam-se na zona VIP, junto de Ronaldo e o primo e, segundo uma testemunha, as duas raparigas estavam “divertidas e sorridentes, a beber e a falar com os dois homens”. Tudo isto depois da alegada violação, o que reforça a tese de uma armadilha ao jogador português.
"

CM

Essa senhora é um "fosso profundo" de virtudes. Estamos convictos que a senhora apresentou queixa pelo facto do Ronaldo não a ter violado uma segunda vez. E ainda por cima não lhe pagou as bebidas, na discoteca, depois da festa tórrida.

domingo, outubro 30, 2005

Rosenrot.


Os Rammstein voltam literalmente à carga com um novo álbum, ‘Rosenrot’. O disco chega amanhã ao mercado e, segundo o guitarrista Richard Kruspe-Bernstein, apresenta algumas surpresas. Sem perder, contudo, a marca germânica.

Ler mais aqui e aqui.

Shakira.


A bomba latina, ou melhor, a cantora colombiana Shakira, está de volta a Lisboa e promete arrasar... quanto mais não seja na categoria de Melhor Artista Feminino, uma das duas para a qual está nomeada na 12.ª edição dos Prémios Europeus da MTV (ler aqui).

20 de Outubro.


"O blog do programa mais pesado da TV portuguesa (Hypertenção) faz hoje um ano!

Espero que tenham até agora gostado dos conteúdos que vos temos proporcionado!

Com a vossa colaboração as secções de Fotos ao vivo e Agenda podem ser muito maiores e actualizadas mais vezes.

Para breve planeamos adicionar ao blog uma nova secção... muito interessante... mas não vamos adiantar mais. Aguardem!

Como já foi dito antes, usem e abusem do blog para transmitir as vossas opiniões sobre o programa ou bandas.

Passem a palavra! "

Saudades da praia.


É isso. Adoramos caminhar pela beira-mar.

Ver surfistas.


Mas o que nos chateia mais é ficar com areia pegada ao corpo molhado.

Fomentar o trabalho.

"O Governo anunciou hoje que será reduzido para seis meses o período de concessão do subsídio de desemprego a jovens com menos de 30 anos e menos 24 meses de registo de contribuições. "

PD
Todas as formas que obriguem os jovens a trabalhar são boas. Lembramos que ainda há muitos jovens a viver à conta do rendimento mínimo.

O verdadeiro império do mal.

"O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, condenou hoje os atentados em três mercados de Nova Deli, qualificando-os de "atrocidade terrorista", depois de terem causado pelo menos 58 mortos e 152 feridos."

Ainda há dúvidas que a política “expansionista” da América não passa de uma desculpa, que serve para esconder as verdadeiras intenções dos terroristas: dominar o mundo.

"Melhor" pano.

"O presidente brasileiro, Inácio Lula da Silva, recebeu e nunca declarou três milhões de dólares enviados ilegalmente pelo presidente de Cuba, Fidel Castro, para ajudar na sua campanha eleitoral de 2002."

CM

No “melhor” pano cai a nódoa.

Incivilidades.

"Centenas de jovens voltaram a envolver-se em confrontos com a polícia nos arredores de Paris, depois de dois adolescentes terem morrido electrocutados, na quinta-feira à noite, numa subestação eléctrica quando fugiam da polícia, que os perseguia por assalto."

Quem serão os jovens?

sábado, outubro 29, 2005

29 de Outubro de 1975.


Chega ao fim 36 anos de ditadura imposta por Franco.Desde 1969, o próprio Franco prepara os trâmites para as reformas políticas espanholas. Estabelece a restauração monárquica após a sua morte, designando Juan Carlos de Borbón para sucedê-lo com o título de rei. Com a morte de Franco, em 1975, Juan Carlos é proclamado rei e dá início à democratização do país. São legalizados os partidos (inclusive o Comunista), a Catalunha e o País Basco ganham autonomia e é permitida a livre atividade sindical. A monarquia constitucional é aprovada em plebiscito, em 1976.

Anúncio.

Troco lindo cão Doberman por mão ortopédica.

Apareço logo existo.

"Francisco Louçã iniciou ontem a pré-campanha para as presidenciais, afirmando-se contra o "silêncio" e o "discurso abstracto" dos restantes candidatos a Belém. Louçã diz querer trazer para o debate "os grandes problemas do País", pelo que apostará numa campanha temática, centrada em questões como a protecção social, a reforma da justiça, o ambiente ou as relações entre Portugal e a Europa."
Louça sobrevive à custa do mediatismo. Debater “os grandes problemas do País” é matéria para os partidos políticos (especialmente os da oposição), não para os candidatos à Presidência da República. As funções do P.R. são fundamentalmente as de representação da República Portuguesa, de garante da independência nacional, da unidade do Estado e do regular funcionamento das instituições, sendo ainda, por inerência, Comandante Supremo das Forças Armadas (ler aqui).

Grandes e pequenos.

"A procuradora do Ministério Público (MP) do Tribunal de Alcobaça pediu ontem a condenação a uma pena de multa para António Caldeira, autor de um blogue (Portugal Profundo) que aborda o processo Casa Pia, por entender que o professor universitário cometeu um crime de desobediência simples. Durante as alegações de um processo em que foram arroladas como testemunhas a provedora da Casa Pia, Catalina Pestana, e o advogado Pedro Namora, entre outras, a magistrada considerou que o arguido desobedeceu a um despacho, emitido por um juiz do Tribunal da Boa Hora, que proibia a reprodução de peças processuais sobre o caso.

José Maria Martins (advogado de defesa) foi mais longe ao acusar o MP de ter feito neste caso "o que não teve coragem de fazer contra as televisões. Fê-lo a um simples professor universitário, anónimo, que tem um blogue, que , por acaso, apoia as vítimas da Casa Pia". O MP está a agir de uma forma muito incorrecta", salientou, no período de alegações finais
"

JN

Desde a divulgação das escutas na revista Visão facultadas pelo advogado e irmão de Pedroso, passando por um jornalista com um site na Internet "Repórter X", até Jorge Lacão, na altura presidente da comissão parlamentar de Ética, violar o segredo de justiça ao entregar o Acórdão de Pedroso à comunicação social, o país assistiu a muita violação do segredo de justiça no Caso da Casa Pia.

Só que sobra sempre para os mesmos: os mais fracos.

Curiosamente, foi esse Blog que denunciou a proximidade ao PS da mulher de Varges Gomes, o Juiz relator do recurso apresentado pelo Ministério Público em relação à não pronúncia de Paulo Pedroso no processo da Casa Pia

CDS - PP.

"O ex-vice-presidente do CDS-PP António Pires d e Lima acusou hoje a direcção do CDS-PP de "autismo" na análise dos resultados e leitorais autárquicos, considerando que não se pode transformar um "desaire numa espécie de vitória.

O ex-dirigente democrata-cristão Telmo Correia defendeu hoje em Coimbra que o CDS tem de voltar a ser um "partido de combate" e a "marcar a agenda política" para regressar aos bons resultados eleitorais.
"

O partido de Freitas debate-se em Coimbra com a morte do CDS para que o PP possa renascer livre das correntes do passado.

Aborto.

"A proposta de referendo do PS é "inconstitucional" por ser a segunda vez que os socialistas apresentam a iniciativa na mesma sessão legis-lativa, decidiu ontem o Tribunal Constitucional, inviabilizando a consulta até Outubro do ano que vem. Reunidos ontem em plenário, os 13 juízes do Palácio Ratton votaram o relatório da juíza conselheira Maria dos Prazeres Beleza por sete contra seis. Com a curiosidade de um dos juízes que deram a maioria necessária para impedir a consulta popular nesta altura ter sido Mário Torres, indicado para o lugar pelo PS em 2002 e considerado mesmo o juiz mais à esquerda do Tribunal Constitucional."

DN

Este assunto está cheio de pormenores curiosos. Vejamos:

Quanto aos erros:

O PS cometeu dois erros. Um de oportunidade, outro processual. Precipitou-se em Maio quando não percebeu o calendário político, ao colocar o referendo em pleno Verão. Um erro reconhecido ontem por José Sócrates quando se referiu ao chumbo presidencial por "compreensíveis razões de oportunidade". O segundo erro, processual, e que decorre do primeiro, é de avaliação jurídica. Se o Diário da Assembleia da República afirmava que a primeira sessão legislativa decorria entre 2005 e 2006 e se a prática constitucional já tinha um precedente ao tempo da demissão de António Guterres, não era decerto líquida e segura a viabilidade de um referendo ainda este ano.(ler aqui)”

Quanto à decisão do Tribunal Constitucional:

O Juiz indicado para o lugar pelo PS em 2002 e considerado o mais à esquerda do Tribunal Constitucional foi o que deu a maioria necessária.

Com tanta coisa parece que o PS está a adormecer a vontade popular.

Já agora: se o resultado de um novo referendo for negativo, será que vão aceitar finalmente a opinião dos cidadãos ou vão continuar a fazer referendos no intuito de conseguir o sim pela exaustão? E se finalmente for sim, acabam-se os referendos para o aborto para não dar mais hipóteses ao não? Ou seja, os “vencidos” têm que acatar a vontade da maioria quando a votação for o “sim” enquanto os “vencidos” não acataram a vontade da maioria que foi “não” no último?


É que este tipo de política que atribui mais direitos às minorias parece pouco democrático.

Criminalidade continua em queda.

"Um gang constituído por oito ou dez homens é suspeito de uma vaga de assaltos à mão armada a automobilistas, no Norte do País – com o objectivo de lhes roubar os carros, todos topo de gama."

CM


Esperamos que eles não gostem de bicicletas. É que somos modestos. (In)felizmente.

"Os passageiros que ontem, cerca das 17.30 horas, viajaram no autocarro da linha n.º 4, entre a cidade de Vila Real e a zona industrial, não ganharam para o susto. Um cidadão ucraniano, de 42 anos, com sinais de embriaguês, resolveu apontar uma arma a dois passageiros."

JN

A vida em Portugal está cada vez mais animada.

sexta-feira, outubro 28, 2005

28 de Outubro de 312.


Constantino venceu as forças de Maxêncio na Ponte Milvio.

Segundo Eusébio de Cesaréia, o primeiro historiador da igreja cristã, falecido em 341, foi o próprio imperador Constantino o Grande, quem lhe confessou ter tido as duas visões que o convenceram de que Cristo o escolhera para missões extraordinárias. A primeira delas deu-se nas vésperas da batalha Saxa Rubia, quando ele teria visto no céu, em meio as nuvens, a poderosa imagem da cruz e uma voz que lhe dissera Meus Pace est cum Vos . . .In Hoc Signo Vinces, “Minha paz está contigo... com este signo vencerás”. E de fato, assim se deu. Apesar de inferiorizado, Constantino bateu fácil o então seu rival chamado Maxêncio. Não havia, entretanto, vencido a guerra. Dias depois, em 28 de Outubro de 312, um pouco antes de ter que atravessar a Ponte Milvio sobre o rio Tibre, travando uma outra batalha para poder chegar ao centro de Roma, novamente ouviu uma voz. Desta vez ela ordenara-lhe que removesse a águia imperial dos escudos romanos, colocando um outro símbolo no seu lugar. De imediato Constantino providenciou a alteração, afixando neles as letras “chi” (“c” em grego, que tinha forma de um xis) e “rho” (“p” em grego), que vinham a ser as iniciais gregas de Cristo, logo encimadas pela coroa de espinhos. Os inimigos foram esmagados nas estreituras da ponte, e o próprio Maxêncio pereceu afogado no Tibre.

28 de Outubro de 1940.


Em 1940, a Itália invade a Grécia com um exercito de 162 mil homens contra 75 mil, mas os helenos resistem. No ano seguinte, porém, não suportam a força das tropas alemãs. A libertação do governo nazista só chega com a entrada de tropas britânicas em 1944. Na Grécia, então, começa uma nova guerra, com monarquistas e comunistas lutando pelo controle político do país. Norte-americanos e britânicos apoiam os monarquistas, que vencem em 1949.

Até amanhã.

Western

O chamado cinema Western, também popularizado sob os termos "'Filmes de cowboys" ou "Filmes de Faroeste", compõe um género clássico do cinema norte-americano (ainda que outros países tenham produzido westerns, como aconteceu em Itália, com os seus Western Spaghetti). O termo inglês Western significa "ocidental" e refere-se à fronteira do Oeste norte-americano durante a colonização Esta região era também chamada de Far west - e é daqui que provém o termo usado no Brasil, Faroeste. Os westerns podem ser quaisquer formas de arte que representem, de forma romanceada, acontecimentos desta época e região. Além do cinema, podemos referir ainda a escultura, literatura, pintura e programas de televisão.

Ainda que os Westerns tenham sido um dos géneros cinematográficos mais populares da história do cinema e ainda tenham muitos fãs nos tempos actuais, a produção de filmes deste género é praticamente residual nos tempos que correm, principalmente depois do desastre comercial do filme "Heaven's Gate" (As portas do céu, em Portugal), de Michael Cimino, no início da década de 1980. Contudo, houve ainda alguns sucessos comerciais posteriores que foram, inclusive, galardoados com o Óscar de Melhor filme, como "Dances with Wolves" de Kevin Costner ou "Unforgiven", de Clint Eastwood. Contudo, os westerns que vêm à memória da maioria dos cinéfilos são, mesmo, os da sua época áurea: os filmes de John Ford, Howard Hawks, entre outros nomes cimeiros do cinema.

Wikipedia.

Brincadeira.

"Varrer Israel do mapa é uma proposta correcta e justa”, reafirmou hoje de manhã Muhmud Ahmadinejad"

Daqui a seis meses o Irão disporá de conhecimentos suficientes para produzir uma bomba atómica mas como vai utilizá-los para fins pacíficos, este discurso não deve ser levado a sério. Ele está a brincar.

O MANIFESTO DE CAVACO

Entretanto ontem, no Edifício da Alfândega, no Porto houve o primeiro "velório" animado por Cavaco Silva.

Todos muito sérios e circunspectos para ouvirem mais uma palestra do Sr. Professor que se dispôs a sacrificar o tempo dedicado aos netos e restante família para vestir as vestes de super-salvador, ungido Messias para nos salvar e levar à Redenção perante todos os outros que não atingem nem 10% da sua sapiência de Professor.

E com isso, perante uma plateia de notávelmente ensonados, o Professor debitou um verdadeiro programa de Governo para umas legislativas quaisquer, algures no futuro.

Fica a dúvida:

O Sr. Professor está a candidata-se a Belém ou estará a preparar a sucessão na liderança do PSD para um dia pensar em voltar a ser Primeiro Ministro, ainda que por interposta pessoa, quiçá, Paulo Teixeira Pinto que está a fazer o seu tirocínio à frente do BCP?

Não foi discurso de candidato a Belém mas a S. Bento.

Ou ele está a ficar confundido, ou pretende reformar as instituições, "presidencializando" o regime.

Como ele afirmou que não queria mais que um regime semi-presidencialista, chego à intrigante conclusão de que ele trocou os discursos e os papeis.

O candidato certo.

"De mim, o Governo, qualquer Governo, pode esperar cooperação. Sobretudo a cooperação estratégica que permita ao país percorrer solidamente os caminhos da modernização e do progresso. Procurarei contribuir para a prevenção e resolução dos conflitos políticos e sociais, favorecendo o diálogo, a negociação e a concertação e serei totalmente isento no relacionamento com os partidos políticos. Serei totalmente independente e imparcial em relação às diferentes forças. O meu conhecimento dos assuntos de Estado e do funcionamento do nosso sistema político é garantia de que saberei actuar com ponderação e equilíbrio, tendo sempre em vista os superiores interesses nacionais e a defesa do regime democrático."

Manifesto político de Cavaco Silva (discurso completo aqui).
Excelente discurso de Cavaco Silva que apresenta-se com uma elevada postura de credibilidade porque:

1/ Os portugueses comparam o que ele fez com o que outros fizeram;

2/ É claro que comparam também os níveis de progresso e de desenvolvimento trazidos pela sua governação com o descalabro, o mal-estar e a penúria que se lhe seguiram. Mas, no tocante à credibilidade, essa nota tem mais desenvolvimentos;

3/ Ao longo dos últimos dez anos, Cavaco Silva pronunciou-se sobre as grandes emergências da nossa vida colectiva com a autoridade que lhe davam o prestígio pessoal, a experiência política e a qualificação profissional.

3/ Chamou a atenção para o que estava a acontecer e não houve caso nenhum em que não tivesse tido carradas de razão ou em que, sequer, tivesse exagerado.

4/ Os portugueses comparam o que ele disse com o que os sucessivos responsáveis políticos foram dizendo.

5/ Vêem que foram advertidos no momento certo por alguém que sabia do que estava a falar e hoje perguntam-se como foi possível que ele não tivesse sido ouvido a tempo e horas.

6/ A credibilidade de Cavaco Silva assenta também na sobriedade e parcimónia com que o fez, na franqueza e na clareza com que abordou os problemas, e ainda no distanciamento que assumiu em relação às várias forças políticas.

7/ Nunca disse o que a estas convinha, mas o que convinha a Portugal.

8/ Não fez arengas politiqueiras e não fez discursos tecnocráticos.

9/ Teve sempre a preocupação de acentuar a indispensabilidade da educação e da cultura, da qualificação e da inovação, de par com as da justiça social e da solidariedade.

10/ Quem é tão independente quanto credível só pode inspirar e incutir confiança num contexto angustiado como aquele em que vivemos
.”

Comentário de Globetrotter no Expresso

Soares vai desbaratando trunfos.

"Aproveitando o descontentamento, provocado por medidas impopulares mas necessárias, está a surgir à direita (batida nas urnas) um certo messianismo revanchista e vozes, com peso político, que reclamam abertamente a subversão do regime constitucional, utilizando para isso a eleição presidencial"

SIC

Manifesto de Mário Soares


Aproveitar o absurdo jurídico e político proposto por Nuno Morais Sarmento é um verdadeiro tiro no pé que ninguém esperava de Soares.

O golpe é inteligente mas falha. Explicando:

Morais Sarmento, ressentido com o papel de Cavaco Silva na dissolução do governo, em entrevista ao “Diário Económico”, propõe a Cavaco que faça da sua Presidência uma espécie de golpe de Estado Constitucional.

Absurdo jurídico e político que garantia a derrota eleitoral a Cavaco Silva.

Procurando uma “deriva presidencialista” que Cavaco nunca mostrou ter, Vital Moreira aproveita esse absurdo e escreve no Público uma longa dissertação contra o risco da candidatura Cavaquista subverter os poderes presidenciais.

Com a poeira no ar, aparece Soares tomando como munição de ataque esse pretenso Golpe de Estado Constitucional.

O problema é que Cavaco não pensa exercer assim os seus poderes presidenciais e os Portugueses sabem disso.

De episódio em episódio, Soares vai perdendo trunfos.



Já agora, uma curiosidade
:

"No puede merecer nuestro respeto un candidato que, declarando ser socialista, renegó públicamente de los ideales del socialismo y confiesa ser amigo del ex–director de la CIA,Frank Carlucci, a quien otorgó una alta condecoración por servicios prestados «a la libertad de los portugueses".

(ler aqui)

Cuidado.

"Medeiros Ferreira, membro da Comissão Política da candidatura de Mário Soares a Presidente da República, mostrou-se hoje preocupado com os resultados das sondagens que indicam «um grande avanço» de Cavaco Silva face aos restantes candidatos.

Segundo o barómetro DN/TSF/Marktest do mês de Outubro, hoje divulgado, na primeira volta das eleições presidenciais, Cavaco Silva obtém 48,8 por cento das intenções de voto, Manuel Alegre 13,8, Mário Soares 10,3, Francisco Louçã 5, 3, Jerónimo de Sousa 4,3 e Paulo Portas (que não anunciou qualquer candidatura a Belém) 1,7
. "

Valendo o que valem, estas sondagens podem ter o efeito perverso afastando os eleitores de Cavaco e mobilizando a esquerda.

Um pouco mais de verdade.

"Em Junho passado coloquei dois postais no Incursões, o 1º intitulado "Alberto Costa e a Independência dos Tribunais" (ler aqui) e o 2º intitulado "Um pouco mais de verdade" (ler aqui), onde se relatavam e documentavam os antecedentes e os "consequentes" da exoneração, em 1988, do cargo que o actual Ministro da Justiça então desempenhava em Macau - o de director do Gabinete dos Assuntos de Justiça.

Neste último postal escrevia, a dado passo: "ABC recorreu para o STA (processo n.º 26308, da 1ª Subsecção da 1ª Secção) deste despacho de exoneração não fundamentado de Carlos Melancia. ABC ganhou a causa por vício de forma do despacho e ganhou ainda... uma gorda indemnização.

"Ei-lo agora, integralmente na blogoesfera e integralmente elucidativo
, o acórdão do STA! (ler aqui).

Será que muitos dos que em Junho consideraram os meus posts altamente inoportunos (fizeram-mo saber nos comentários e por email) terão ainda a mesma opinião, ou terão finalmente começado a vislumbrar a gravidade do que esteve/está em causa - agora que até fazem uma greve em nome da defesa da independência do poder judicial
?"


Retirado do Incursões.

Oposição?

"Depois de ter elogiado o caminho proposto pelo Governo, está, agora, «decepcionado e desiludido» com a «realidade dos números». Além disso, queria que o Governo recuasse em relação à Ota e TGV, o que não aconteceu. PSD alerta ainda para nova subida de impostos em 2006"

Lucros.

"Energias de Portugal lucrou 353 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, anunciou a empresa esta quinta-feira em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários. "

Enquanto os portugueses vão entrando na falência, A Galp, a EDP, etc. vão registando lucros. Porque será?

Mitos.

"É disto que se queixam os que marcharam na Baixa, vindos do Fim do Mundo, das Marianas, da Azinhaga dos Besouros, das Fontainhas e da Quinta da Serra. São vítimas de uma consequência não pretendida da acção de realojar, mas também de uma racionalidade que se funda na letra dos regulamentos, sem cuidar dos casos pessoais que neles não se enquadram.

Mas os diversos PER que por aí vão surgindo revelam outras perversidade, por de mais conhecidas, sustentadas na ideia de que dar uma habitação a uma família é uma coisa fantástica para se fazer. No bairro da Cucena, em Paio Pires (Seixal), foram realojadas 180 famílias. Segundo esta lógica, deviam estar contentes, mas não estão.

E não estão porque lhes faltam os transportes, as lojas, os espaços condignos de sociabilidade. E porque ali coabitam pessoas de diferentes etnias, cuja convivência é problemática. Quem as lá pôs regeu-se pela ideia, mais ou menos dominante entre os decisores, de que não se podem isolar etnias e culturas, porque isso seria construir guetos, e o que todos queremos é integração. Pois. O problema é que as comunidades multiculturais não se constroem por decreto.

Além disso, dar uma casa a uma família sem primeiro garantir a presença dos equipamentos essenciais, da escola à farmácia; sem assegurar a regularidade dos transportes; sem equipar o PER com um mínimo de verde, acaba por ser mais um empurrão para o tal deserto. E uma maneira de instalar um foco de violência latente, que antes não existia. Um dia destes, alguém devia pensar a sério nestas coisas
."

Texto completo no JN

Totalmente de acordo. "O problema é que as comunidades multiculturais não se constroem por decreto" contrariamente ao que o politicamente correcto nos quer impor.

Totalmente de desacordo quanto à obrigação de oferecer uma casa só porque alguém construiu uma barraca num bairro degradado. Já há verdadeiras negociatas à volta dos PER. Infelizmente Portugal é um país pobre e não pode dar casas a metade da população mundial (especialmente aos aparecem no nosso país só para esse intuito).

Totalmente de desacordo quanto à falta de infra-estruturas. Por exemplo, o bairro social de S. João do Estoril tem tudo. Até vista para o mar tem de borla. Se o cidadão comum, pagador de imposto, quiser ter vista para o mar tem pagar cerca de uma centena de milhar de contos. Pergunta-se: é justo?

Outro exemplo: o bairro social do Casal da Boba (Amadora) vai ter perto o maior cento comercial da Europa. É só atravessar a rua para poderem ajudar os clientes a transportar as compras. Pergunta-se: quantos contribuentes não vivem em casas pagas longe de transportes, lojas e espaços condignos de sociabilidade? Casas que levam uma vida inteira para ser totalmente pagas. Porque é que essas situações não os "empurram para o deserto" mas sim para uma vida árdua de trabalho e qualidade de vida duvidosa? Posturas de vida.

A opinião do autor só revela que os imigrantes têm mais direitos que os contribuintes nacionais. Atente-se à frase "sem equipar o PER com um mínimo de verde" no contexto da falta de espaços verdes ser uma política geral (ver promessa de Carrilho para Lisboa - "Um jardim em cada bairro").

Portugal mais seguro.

"O roubo de carros de alta cilindrada à mão armada continua a fazer furor na zona do Grande Porto. Mais dois casos pelo método "carjacking" (condutores obrigados a entregar as viaturas após ameaça) foram registados, anteontem à noite e ontem de manhã, ambos no concelho da Maia. Desta vez, a marca escolhida foi a BMW, mas as autoridades admitem a relação com o designado "gangue dos Audi", que nos últimos meses terá protagonizado dezenas de assaltos do género, conforme o JN avançou esta semana."

quinta-feira, outubro 27, 2005

A guerra.

Tal como afirma Donald Kagan, quando o colapso da União Soviética pôs termo à perigosa rivalidade entre as grandes potências que ameaçou a paz e a segurança do mundo durante quase meio século, muitos acreditaram que tinha começado uma nova era de segurança, prosperidade e paz.

Alguns depositaram na vitória do mercado livre e no seu desenvolvimento em todo o mundo, as esperanças de uma paz duradoura, acreditando que o aumento de contactos internacionais e as relações comerciais mutuamente vantajosas, tornariam a guerra improvável.

Mas tal não se verificou e as guerras proliferaram. E porquê?

Pela competição pelo poder.

Para muitos, a palavra poder tem uma conotação desagradável, que se resume a impor a vontade de alguém a outrém, pelo uso da força.Mas na realidade, o poder é neutro. O poder consiste na capacidade de realizar os objectivos pretendidos e resistir às exigências dos outros. Os objectivos pretendidos é que podem ser maus ou bons.

Na resistência às exigências, o poder é essencial para a efectivação e preservação da liberdade, o que o torna uma necessidade e a luta pela sua obtenção fundamental. Os objectivos contraditórios das nações rivais são sempre conflitos de poder. Na luta pelo poder, seja por motivos racionais de auto-suficiência, seja por um impulso insaciável de obter todo o poder possível, Tucídides verificou que os povos entram em guerra por “ honra, medo e interesse”.

É essa tríade de motivos que nos dá a compreensão das origens da guerra.

Até amanhã.

Petróleo por alimentos.

"Mais de metade das 4.500 empresas que participaram no programa da Organização das Nações Unidas (ONU) «Petróleo por Alimentos» estão envolvidas no pagamento ilegal de comissões e subornos a Saddam Hussein, segundo publica o The New York Times.

O país com mais empresas participantes foi a Rússia, seguido da França, ambos membros permanentes do Conselho de Segurança com direito a veto
."

Por coincidência ambos se opuseram à destituição de Saddam.

Portugal em movimento.

"O processo de exoneração do conselho de administração da Refer, ontem aprovado em conselho de Ministros, vai desbloquear a apresentação pública do projecto do comboio de Alta Velocidade. Isto porque, o presidente da Refer, José Braancamp Sobral é também presidente da Rede de Alta Velocidade (RAVE), a entidade gestora do projecto. O processo de exoneração demonstra falta de confiança da tutela relativamente ao gestor e por isso, fazia pouco sentido avançar com o ‘dossier’. "

DN

GALP.

"A Galp Energia apresentou ontem os resultados dos nove meses até ao fim de Setembro. Os lucros atingiram 399 milhões de euros, mais 177 milhões do que no mesmo período do ano passado. É sabido que a subida dos preços de petróleo não tem o mesmo efeito para todos, e para as petrolíferas tem sido a melhor notícia de que há memória. As margens de refinação dispararam 37 por cento desde o ano passado, refere a Galp. Para quanto, é um segredo bem guardado. "

DE

Juventude.



Retrato da nossa juventude.

Novas do Robinóquio.

"A partir de Julho de 2006 os automóveis vão ficar mais caros, em média, dois por cento, por causa do agravamento do imposto automóvel (IA) em 6,8 por cento. Os carros do segmento económico são os que vão encarecer mais: 16,2 por cento. Para Fernando Martorell, esta medida orçamental é “incongruente, feita em cima do joelho e revela clara incompetência” do Governo. “A maior contradição é que os veículos que terão o IA desagravado não são os menos poluentes”, frisou Martorell.

Segundo a ACAP, as medidas contrariam a promessa de neutralidade orçamental feita pelo Governo e, por isso, a associação irá contactar os grupos parlamentares para os sensibilizar para a situação, de modo a que a proposta possa vir a ser alterada na Assembleia da República
. "

CM

"Os carros do segmento económico são os que vão encarecer mais: 16,2 por cento"!!!!! Está tudo dito.

OTA.

"O primeiro-ministro, José Sócrates, já deu «luz verde» ao arranque do novo aeroporto da OTA. Segundo o «Diário Económico», o chefe de Governo já acertou esta semana com o ministro das Obras Públicas, Mário Lino, os detalhes para o arranque em definitivo do projecto do novo aeroporto de Lisboa.

Quanto aos maiores proprietários do concelho não parece haver dúvidas em Alenquer. «O maior é a empresa "Renit/Tiner"», garantiram ao PortugalDiário. Um nome facilmente constatável num passeio pela zona, devido aos outdoors da empresa. Este é um grupo ligado ao imobiliário, à construção civil e à aeronáutica, com 12 firmas em Portugal. António Varela é o rosto do grupo em território nacional.

Mas esta não é a única referida ao PortugalDiário. A "Turiprojecto" também surge como grande proprietária. Em 2000, o grupo trabalhava com a norte-americana "Trizechann" e a espanhola "Riofisa". À época o seu maior objectivo era a promoção de dez retails parks no país. José António Carmo é o representante do grupo em Portugal.

A banca também tem interesses na zona e o BES surge na lista de alegados proprietários através da ESAF. A "Espírito Santo Activos Financeiros SGPS, SA" é uma holding de investimentos mobiliários e imobiliários.

Outro nome, referido ao PortugalDiário pela população de Alenquer como sendo detentor de diversas propriedades, foi o presidente de Angola, José Eduardo dos Santos. «Às vezes aparece aí. Tenta passar despercebido, mas nós sabemos quem é
».

PD

Um dia vamos saber a verdade. Quanto a José Eduardo dos Santos, não tem só esses terrenos na Ota. Dizem os "mentideros" que ele é dono de quase todo o Algarve e Ribatejo.

Defraudação.

"Não é a primeira vez que as retroescavadoras são usadas no roubo de caixas multibanco. Tem havido mais frequência destes casos no Norte e Centro do país, mas também na zona de Leiria tem-se assistido com alguma frequência ao recurso às máquinas de construção civil. Já quanto ao escalamento tem sido mais frequente em hipermercados da zona do Distrito de Setúbal. O alvo tem sido na maior parte dos casos as lojas de venda de electrodomésticos, em particular a cadeia Worten, associada ao Continente e ao Modelo. Têm sido indivíduos de leste a praticar estes crimes, depois de os os supermercados terem começado a criar defesas contra os arrombamentos com recurso a viaturas. "
E nós a pensar que conseguíamos ensinar alguma coisa aos EUA. Afinal a inovação é trazida pelos imigrantes de leste.

"Cheiro a Piovra..."

"Joaquim Vieira despedido

Joaquim Vieira, director da ‘Grande Reportagem’, detida pelo grupo Controlinveste, foi ontem despedido.O jornalista, que terá de sair até sexta-feira, foi, igualmente, informado de que a revista será fechada até Dezembro. As razões de tais medidas são desconhecidas. Recorde-se que Vieira tem vindo a escrever sobre o polémico livro de Rui Mateus, onde se aludia a ligações do PS de Soares ao caso Emáudio."


Da Grande Loja

quarta-feira, outubro 26, 2005

26 de Outubro de 1994.



Israel e a Jordânia assinaram um tratado de paz pondo fim a 46 anos de guerra. O primeiro Ministro Israelita Yitzhak Rabin e o rei Hussein da Jordânia formalizaram o tratado numa cerimónia no deserto de Wadi Araba na fronteira Jordana-Israelita. Bill Clinton testemunhou o acontecimento.

Até amanhã.

Viver à conta.

"Cerca de 50 moradores do Bairro das Marianas, Cascais, estão desde hoje de manhã concentrados junto às suas barracas para impedir uma máquina retroescavadora, enviada pela autarquia, de as demolir. "Não às demolições sem realojamento", "Contribuímos para o desenvolvimento nacional e agora onde vamos viver" e "Direito à habitação para todos" são alguns dos "slogans" nos cartazes que os manifestantes carregam desde as 09:00 de hoje, sob o olhar atento da Polícia de Segurança Pública."
Basta construir uma barraca e ir fazer barulho à porta da Câmara para ganhar uma casa de borla.

Essa do “Contribuímos para o desenvolvimento nacional” é verdade. Quem não se lembra dos foguetes a rebentar, avisando os clientes que a mercadoria tinha chegado e o "bar" estava aberto. Fui um método inovador de aviso logo seguido nos outros "bares".

Quanto ao direito à habitação, concordamos plenamente. A Caixa Geral que nos devolva as prestações pagas.

Como é bom viver à conta da assistência social e dos abonos de família pagos pelos contribuintes portugueses.

Tempos estranhos.

"Manhã de nevoeiro. Os moradores da Portela de Sacavém, concelho de Loures, acordam com um som semelhante ao dos foguetes. De repente vêem um homem, no oitavo andar de um prédio, de caçadeira em punho. Os barulhos que ouviam eram, afinal, os tiros que o homem disparava. Bernardo, 28 anos, estava sozinho em casa, na Rua dos Actores. Os pais estão numa excursão organizada pela Igreja. “Se calhar sentiu-se sozinho”, adiantou uma moradora que o conhece desde criança."

CM

Tempos estranhos esses. Quando nos sentíamos sozinhos convidávamos as nossas vizinhas para um chá. A janela servia somente para elas saírem em certos dias, evitando assim cansar desnecessariamente com comprimentos os viajantes regressados antecipadamente. Mais. Às vezes até pagávamos as excursões aos nossos pais. Viajar sempre fez bem.


Esta mania de desculpabilização de tudo e todos ...

Dizem os "mentideros".

"Juízes e magistrados estão a convocar a greve por um único motivo: não querem ter um sistema na protecção na doença igual ao que tenho e igual ao que têm a generalidade dos funcionários públicos», declarou José Sócrates, antes de um encontro com o presidente da Eslováquia, Ivan Gasparovic, em Sintra."

Dizem os "mentideros":

"1. «O primeiro-ministro considerou hoje "absolutamente absurdo" e "injusto" o motivo que está na origem da greve convocada por juízes e magistrados, defendendo a necessidade de haver equidade nos apoios sociais prestados pelo Estado aos funcionários públicos»

Falso.

Os magistrados judiciais não são funcionários públicos (ler aqui).

2. "Juízes e magistrados estão a convocar a greve por um único motivo: não querem ter um sistema na protecção na doença igual ao que tenho e igual ao que têm a generalidade dos funcionários públicos"

Falso.

O Sr. Primeiro Ministro, todos os ministros e funcionários de todos os Ministérios e ainda da Presidência da República, Assembleia da República e Provedoria de Justiça e ainda nos serviços deles dependentes, desde que nos mesmos prestem serviço por mais de seis meses, beneficiam também dos Serviços Sociais da Presidência do Conselho de Ministros, que atribui não apenas assistência na saúde, mas também diversos subsídios e benefícios que nem os magistrados nem os funcionários públicos alguma vez beneficiaram (sobre os serviços sociais Da Presidência do Conselho de Ministros ler aqui).

3. Continua: "O Governo pede aos juízes e aos magistrados que tenham o mesmo sistema de protecção na doença que tem um engenheiro de uma câmara municipal ou um arquitecto do Instituto Nacional de Habitação".

Falso.

Um engenheiro de uma câmara municipal, assim como a generalidade dos funcionários camarários, beneficia também dos serviços sociais da própria Câmara Municipal, em regra com muitos mais benefícios que os subsistemas de saúde, designadamente dos SSMJ.

Não se compreende a comparação com os arquitectos do INH. Mas se é essa a noção que o Senhor Primeiro Ministro tem dos juízes (titulares de órgãos de soberania) comparando-os com profissionais liberais, não precisa de acrescentar mais nada, pois «pela boca morre o peixe».

Quando um titular de órgão de soberania desprestigia outros titulares de órgãos de soberania, pretendendo nivelá-los e compará-los com quem não é titular dessas funções de Estado, está a contribuir para a morte do Estado de Direito. De qualquer modo, o INH é um instituto público, sob tutela do Ministério do Ambiente, do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional e o art.º 41.º do DL 149/2000, de 13.07, subscrito à data pelo então ministro do ambiente, José Sócrates, define que o regime jurídico do pessoal dos serviços, dos órgãos e serviços centrais do Ministério do Ambiente, do qual o INH faz parte, é o constante do presente diploma, da legislação específica e das leis gerais aplicáveis à função pública, pelo que se aplicam também a legislação específica da assistência em saúde em vigor para o aludido Ministério."

Fala-se também na existência de QUATRO seguros de saúde para deputados.

Areia para os olhos.

"A nova lei que termina com os chamados "privilégios injustificados" dos políticos - tal como os qualificou José Sócrates - só entra em vigor no próximo dia 1 de Novembro (ler aqui)

E assim, todos os autarcas que tomem posse até aquela data, mantêm os injustificados privilégios.

Vá lá ler tudo!
Veja como uma Lei pode ficar "estacionada" durante o tempo necessário a que a sua aprovação só produza efeitos a partir de 2009.

Vá lá ler tudo!
Mas tenha cuidado. Corre o risco de vomitar!
"


Retirado do Terras de Azurara.

Culpa é nossa, claro.

"Acredito que se tivéssemos evitado a invasão do Iraque, os atentados de Londres não teriam acontecido", declarou ontem, com todo o desassombro, o professor Paul Wilkinson, que centrou a sua exposição na al-Qaeda. Conforme o conferencista evidenciou, esta organização integra os movimentos que "não querem estabelecer qualquer espécie de diálogo para chegar a um acordo, porque pretendem reorganizar o panorama internacional e dominar o mundo com o seu regime". Wilkinson acrescentou ainda que o objectivo desta organização é expulsar americanos e ingleses de todos os países muçulmanos onde exercem qualquer tipo de influência. "

Temos dúvidas que eles não atacassem. Várias vezes o fizeram antes do Iraque. O que Paul quer dizer é que eles querem expulsar todos os ocidentais dos países muçulmanos. Esqueceu-se da história dos califados mas fica para mais tarde. Sempre é um tempo de antena que ele ganha.

P.S. O que dirá Mário Soares de os terroristas "não querem estabelecer qualquer espécie de diálogo para chegar a um acordo"? Ele, se chegar à presidência vai querer dialogar com o Bin Laden, conforme afirmou.

terça-feira, outubro 25, 2005

Até amanhã.

Obrigado Sócrates.

"Apesar das restrições orçamentais, até decidimos comprar a vacina (contra a gripe)

Sócrates
Os portugueses agradecem a Sócrates pelo favor que lhes faz: ter tirado uns cêntimos ao orçamento para comprar uma vacina que ainda não existe.

Estado - Providência II

"A subida acentuada do desemprego está a fazer vítimas, também, entre os mais de 450 mil imigrantes legalizados em Portugal. Entre Junho de 2000 e o mesmo mês de 2004 o número de imigrantes a receber subsídio de desemprego quadruplicou, passando de 4462 para 20 895, de acordo com dados do Ministério do Trabalho e Segurança Social a que o DN teve acesso. Ou seja, este grupo representava já 5,1% do total de beneficiários de prestações de desemprego. "

DN

Infelizmente é para isto que nos é imposto a legalização e a vinda de mais imigrantes para Portugal. Iludem-nos com a falta de mão-de-obra e a baixa demografia. Mas a verdade é outra: com o dinheiro dos nossos descontos recebem casas, rendimento mínimo e subsídio de desemprego. Direitos que a maioria dos portugueses não têm direito.

E apesar do desemprego crescente eles continuam a chegar pela mão dos negreiros. Casas e subsídios de borla são tentadores mas o Estado Português é pobre. Tal como os seus contribuintes.

Por nós tudo bem desde que não nos obriguem a descontar para a segurança social e para o fisco. É que precisamos do dinheiro para pagar a casa, o automóvel, as deslocações para o trabalho, a roupa (que não é de marca) e para comer.

Que paguem os modernos negreiros. Aqueles que nos bombardeiam diariamente com o politicamente correcto facultando a exploração.

Uma a uma as falácias vão-se dissipando.

Legalizar a prostituição.

"Legalizar a prostituição em Portugal significaria a regularização de cerca de dez mil mulheres imigrantes ilegais a trabalhar na indústria do sexo, número avançado ao CM por fonte do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). A maior parte delas, cerca de 70 por cento, é oriunda do Brasil. Seguem-se as do Leste europeu – dez por cento – e, em menor proporção, as de outros países sul-americanos e de África“.

CM
A ideia é passar de uma economia clandestina para uma formal. Como fazer para evitar a fuga aos impostos depois de legalizada? Sugerimos o método dos recibos de restaurantes a descontar no IRS. O cliente vai à prostituta e pede o recibo. A esposa dele carimba um "visto" e entra no IRS. A dúvida consiste em descriminar ou não o serviço. EX: 2 beijinhos, um "fellatio" à matador com mordidela testícular, Deep throating sem arranhar, Double Anal com Female Masturbation grátis, Cunningulus lavadinho e Blowjob oceânico. Oferta de calibragem testícular apartir do décimo coito.

Quanto às prostituas, estas vão frequentar aulas de português para poderem passar os recibos e fazer a respectiva escrita correctamente. Eis finalmente o tão esperado choque tecnológico.

Como é que o estado vai tributar as raparigas? Recibos verdes ou escrita organizada? Seja qual for a forma escolhida, as prostituas vão ter de frequentar aulas de português para poderem passar os recibos e fazer a respectiva escrita correctamente. Eis finalmente o tão esperado choque tecnológico

A habitual deturpação histórica do Bloco de Esquerda.

"Washington quis um julgamento onde o réu não tivesse latitude para puxar das suas memórias. Onde não possa lembrar os seus apertos de mãos a Rumsfield e a tantos outros, que, nos idos de 80, lhe venderam armas e compraram petróleo. Assim, o ditador será enforcado pelo massacre de pessoas em Dujail. Mas nunca pela sua responsabilidade na guerra Irão/Iraque, e o seu milhão de vítimas. Porque esta guerra inculpa o Ocidente e as suas empresas de armamento.

Fosse esta a acusação, e o réu ainda se podia lembrar das conversas mantidas com o embaixador dos EUA em Bagdad, nos meses que antecederam a invasão"

Miguel Portas no DN


O "ocidente" que forneceu armas ao Iraque foi a Rússia e a China (ler aqui, aqui, aqui e aqui). Eventualmente pode-se aceitar a França com a meia dúzia de Mirages, helicopters e Surface-to-Air missiles. Material americano parece não haver e isso deve doer ao Bloco que se esquece deste pequeno pormenor e deturpa "ligeiramente" a história.

Ainda mais interessantes foram outras conversas que “não aconteceram”, a conspiração de 1995 para derrubar Saddam, o ex-embaixador francês na ONU detido por fraude no Iraque, o uso do programa da ONU para Saddam comprar influência no Ocidente e outras que ninguém fala (ex: ler aqui, aqui, aqui).

Como se demonstra, mantém-se a necessidade de um partido como o Bloco de Esquerda para alegrar o cizentismo político e opinativo em Portugal.

A Sorte de Fátima

Fátima Felgueiras, a que se escapou à prisão preventiva mercê de uma fuga de informação por parte do Tribunal e que lhe deu tempo para se refugiar no Brasil durante 2 anos e 4 meses (beneficiando do facto de ter nacionalidade brasileira, o que a impedia de ser extraditada) e que regressou a tempo de fazer a campanha eleitoral na sua terra, vencendo com maioria absoluta, está agora em alta:

O Tribunal da Relação de Guimarães aceitou os recursos do advogado de Fátima, aceitando o facto de que as escutas telefónicas que serviram de base à acusação terem sido feitas de forma ilegal e irregular, pelo que não valem para a acusação por parte do Ministério Público, e por outro lado, que muitas das testemunhas acusatórias deveriam ser "arguidas", já que não gozavam do estatuto de "arrependidos".

Assim vai a justiça, assim vai o funcionamento do Ministério Público, que ao meter os pés pelas mãos se arrisca agora a deixar escapar a possibilidade de investigar melhor o caso do "saco azul" da Câmara de Felgueiras.

E a propósito:

Em que pé está a investigação que visaria saber de onde partiu a fuga de informação por parte do Tribunal de Guimarães, avisando Fátima de que a sua detenção estava eminente, e dando-lhe assim a possibilidade para a sua fuga?

Assim vai Portugal, no seu melhor...

Mentideros.

"O Tribunal da Relação de Guimarães revogou o despacho de pronúncia do processo do «saco azul» e considerou nulas as escutas telefónicas do processo, bem como as declarações dos denunciantes do escândalo, Joaquim Freitas, Horácio Costa e Bragança da Cunha. O colectivo presidido pela magistrada Maria Augusta entendeu que os denunciantes do saco azul deviam ter sido ouvidos na qualidade de arguidos e não de meras testemunhas.

Em relação às escutas, entendeu o colectivo que não foram cumpridos os prazos legais para apresentação dos registos magnéticos ao juiz da fase de inquérito. O despacho de pronúncia terá, agora de ser refeito, devendo o processo regressar à fase de instrução
."

PD
Dizem os "mentideros" que a senhora só regressou porque tinha a "inocência" provada.

Derrota dos habituais.

"Das 18 províncias, apenas duas votaram contra a nova constituição. De acordo com a lei eleitoral iraquiana, o projecto não seria aprovado caso três das províncias tivessem votado contra, no referendo de 15 de Outubro"

Para memória futura II.

"Ainda na sexta-feira passada, por exemplo, a GNR do Montijo, na margem Sul do Tejo, deteve uma mulher angolana que estava na posse de um bilhete de identidade (B. I.) falsificado. O documento tinha sido roubado há quatro anos, no Vale da Amoreira, e fora vendido à mulher em causa, por cerca de dois mil euros, e na falsificação fora apenas substituída a fotografia da vítima pela da compradora do documento falsificado.A partir daí, foi fácil à imigrante ilegal transformar-se numa cidadã portuguesa e, já tendo em seu poder um bilhete de identidade "verdadeiro", conseguiu, através de um governo civil do interior sul do país, ter acesso ao documento mais desejado, o passaporte. Ficou, assim, com a possibilidade de se deslocar livremente por toda a União Europeia e também por outros estados, recorrendo, se necessário, ao visto, uma via facilitada por estar na posse de um passaporte válido, se bem que com base num documento anterior falsificado, o que dificultaria a fiscalização dos serviços alfandegários de um Estado estrangeiro. "

O tal reboque.

Dedicado ao amigo "É Fartar Vilanagem".

Observação: não está à venda, nem se aluga.

Para memória futura.

"A cidade de Birmingham foi novamente palco, na noite de domingo, de tumultos entre asiáticos e caribenhos, tendo um adolescente sido morto a tiro durante os confrontos."

Carteirista.

"Um homem de 42 anos foi detido, por agentes da PSP, anteontem à tarde, no interior do eléctrico n.º 15. por ter sido apanhado a furtar uma carteira da mala de uma idosa com 83 anos."
Detido? Trata-se de uma espécie em extinção. Um verdadeiro artista que rouba sem ninguém dar por isso. Como se pode prender alguém que não agride selvaticamente a velhota para roubar?

Previlégios.

"Dois agentes da PSP tiveram de receber tratamento hospitalar depois de terem sido agredidos por um um indivíduo, de 33 anos, ao serem chamados para pôr cobro a desavenças familiares, em S. Cosme (Gondomar)."

Nunca mais acabam com os privilégios da polícia. Vão ver como eles deixam de ir parar ao hospital.

Crime.

"Um jovem, de 22 anos, conhece no dia 2 de Novembro a sentença dos 60 processos a que respondeu em tribunal, todos resultantes da condução de moto e carro sem carta."
Só é crime se ele for apanhado com carta de condução válida.

segunda-feira, outubro 24, 2005

Open cluster

An open cluster is a group of up to a few thousand stars that were formed from the same giant molecular cloud, and are still gravitationally bound to each other. Open clusters are found only in spiral and irregular galaxies, in which active star formation is occurring. They are usually less than a few hundred million years old: they become disrupted by close encounters with other clusters and clouds of gas as they orbit the galactic centre, as well as losing cluster members through internal close encounters. Young open clusters may still be contained within the molecular cloud from which they formed, illuminating it to create an H II region. Over time, radiation pressure from the cluster will disperse the molecular cloud. Typically, about 10% of the mass of a gas cloud will coalesce into stars before radiation pressure drives the rest away. Open clusters are very important objects in the study of stellar evolution. Because the stars are all of very similar age and chemical composition, the effects of other more subtle variables on the properties of stars are much more easily studied than they are for isolated stars.

Wikipedia

Até amanhã.


Pungente advertência: o facto de estar este moço hoje aqui deve-se aos protestos (entre outros) da Elise e da Noite. Como devem calcular, este momento menos digno da nossa imaculada biografia acontece por razões alheias às nossas vontades. Mais informamos que, para evitar contágio com qualquer doença manhosa, colocámos luvas grossas. Aproveitam este momento histórico.

À atenção de Jerónimo.

"Jorge Coelho pediu, ontem, aos militantes do PS/Porto união em torno da candidatura presidencial de Mário Soares. O coordenador da Permanente do PS defendeu que se recorde os portugueses do que representou o cavaquismo."É preciso lembrar o que foi o último mandato de Cavaco Silva. Deixou uma marca clara de crispação, autismo e arrogância e o país entrou na maior regressão económica de sempre", recordou Jorge Coelho, num plenário que decorria ainda à hora do fecho desta edição"

Caro Jerónimo. É assim que funciona. Junta-se as características pessoais de Cavaco a uma “pequena” mentira e já está feita a propaganda. A mentira era escusada porque toda a gente sabe que a regressão económica de sempre surgiu com Guterres, o chamado pântano. Coelho “por acaso” fazia parte desse governo e sabe, melhor de que ninguém, como aconteceu. Parece é que já não se lembra.

Quanto a Cavaco, é preciso não esquecer algumas qualidades:

A/ que tentou sempre provar que merecia os lugares em que estava;

B/ É um esforçado, o homem dos dossiês que gosta de brilhar.

C/ A independência e a aplicação orgulhosa fazem dele um político com poder de decisão.

D/ Austero, não está na política para enriquecer.

E/ Privatizou a banca e os seguros, abriu as televisões aos privados, fez a reforma do IVA e do IRS.

F/ Com os fundos estruturais europeus modernizou o País e aproximou o País da Europa.

P.S. Também Sócrates gosta de cultivar o ar altivo, distante e arrogante. Só que a diferença entre ambos (Sócrates e Cavaco)...

CRIL.

"A Comissão Cívica de Moradores de Alfornelos, Amadora, que se tem oposto ao projecto de conclusão da Circular Interior de Lisboa (CRIL) insiste que quer acessibilidades, mas recusa auto-estradas em casa. Os moradores defendem que o traçado do último troço da CRIL, entre Buraca e Pontinha, é prejudicial à qualidade de vida na freguesia e sustentam que o Instituto do Ambiente deu pela segunda vez um parecer negativo. "

PD
O traçado em questão já está previsto desde os anos 70 e que, mesmo assim, foram surgindo na zona prédios de habitação. Escusado será dizer que o fecho da CRIL vai desviar o tráfego da segunda-circular, diminuir a poluição com a fluidez do trânsito e é essencial para o desenvolvimento equilibrado da Área Metropolitana de Lisboa.

Só neste país, aonde as minorias tem mais direitos que as maiorias, milhares são prejudicados por causa de meia dúzia.

Estado - providência.

"Cerca de 51.250 famílias recebiam Rendimento Social de Inserção (RSI) em Agosto, mais do triplo do registado em igual mês do ano anterior, segundo o Boletim Estatístico da Direcção-Geral de Estudos, Estatísticas e Planeamento, hoje divulgado. "


PD

Diferença substancial.

"Hoje cumpre-se um ano que o piloto português Luís Santos está detido na Venezuela sem julgamento. Sobre o regresso a casa, apenas diz ter uma certeza: «Não agirei como um triunfador. Vou pôr uma pedra neste assunto», desabafou ao EXPRESSO Online."


Fala-se tanto no co-piloto que até ficámos admirados quando descobrimos que havia mais 3 portuguesas presas.


"O próprio embaixador venezuelano em Lisboa já havia recordado aos governantes portugueses que no nosso país existem mais de 200 cidadãos venezuelanos à espera de julgamento. Contudo, o piloto admite existir uma «diferença substancial: eu estou inocente».
Pronto. Está feito o julgamento de todos.

O Homem Providencial e o MIto

Sobre Cavaco Silva

Especula-se e olha-se hoje para a figura de Cavaco Silva como um homem que no seu cargo de Primeiro Ministro elevou Portugal a um patamar de desenvolvimento nunca visto desde o 25 de Abril, muito através da política de obras públicas, financiadas em grande parte com os dinheiros de Bruxelas, e bem aproveitados pelo seu Ministro das Obras Públicas, o Engº Ferreira do Amaral.

O que transformou Portugal no país moderno que temos hoje foi o regime democrático fundado a 25 de Abril de 74 que acabou com uma ditadura que tinha uma ideologia conservadora e tacanha, contra o desenvolvimentismo, e fechada ao exterior.

Cavaco Silva como outros PM's que tivemos todos contribuíram à sua maneira, para esse desenvolvimento após o 25 de Abril.

E o grande impulso veio da integração portuguesa da União Europeia. Não foi Cavaco sozinho que fez isso, como se outros PM's não o tivessem feito de igual forma.

Um dos grandes artífices da integração portuguesa na Europa foi o Partido Socialista e particularmente Mário Soares.

Em 1985, aquando da integração na então CEE, Cavaco até estava céptico relativamente a essa adesão.

Se uma das imagens de marca dos governos de Cavaco foram as grandes obras públicas, as infra-estruturas, isso foi graças aos dinheiros dos fundos de coesão de Bruxelas. Não foi magia dele.

Mas esse é o Mito do “Homem Providencial”.

Os fundos de coesão foram tão bem aplicados por Cavaco, como o foram por Guterres. A taxa de execução de obras públicas foi tão elevada com Cavaco como o foi por Guterres.

Relativamente ao anos áureos dos fundos do Fundo Social Europeu, estes serviram para o desperdício, em vez de servirem para uma efectiva qualificação profissional dos portugueses, serviu para o dinheiro fácil, para disfarçar o desemprego, através da frequência de cursos sem qualidade e inúteis na maioria dos casos.

E tudo isso no tempo em que Cavaco era PM. Por isso, eu não santificaria Cavaco, nem o consideraria um Messias que vem agora após um prolongado tabú, salvar Portugal do abismo. Pode ser que ele ganhe, embora eu não o deseje.

Mas não acredito que com ele em Belém, Portugal dê o salto em frente. Cavaco é mais um dos senadores desta democracia esgotada por uma classe politica conformada e bem instalada, rendida e que navega ao sabor dos interesses económicos e financeiros.

Inimigo errado.

"É este D. Sebastião do século XXI que deixou o país numa profunda crise após dez anos do seu governo", que "numa operação de branqueamento cuidadosamente pensada" quer construir "uma falsa imagem" de "economista de rigor e neutro, predestinado a `salvar a pátria e a pairar por cima dos partidos", criticou Jerónimo de Sousa."

Caro Jerónimo.

Essa sua estratégia serviu para as Autárquicas mas não serve para Cavaco. Para começar esse populismo demagógico não consegue branquear a verdade. Dificilmente serão esquecidas as qualidades de Cavaco e o bom estado em que largou o país. Bom estado que foi sugado até ao osso por Guterres na sua navegação à bolina conduzindo ao actual pântano.

Repare que, por alguma razão, os principais inimigos limitam-se a escavar à volta das suas características cinzentonas, saloias e desajeitadas porque a competência e a seriedade tornam Cavaco uma divindade.

Caro Jerónimo. Não tente correr quando mal sabe andar. Dedique-se à sua “2 liga” e ao seu único adversário: Louçã. Não se distraia a combater a "divindade" dessa forma porque desbarata o pequeno ganho obtido nas autárquicas.

A não ser que desista primeiro. Como sempre nos habituaram…

Prostituição.

"Os autores do estudo ‘Prostituição em regiões transfronteiriças do Norte de Portugal, Galiza e Castela-León’, defendem a “legalização destigmatizante do trabalho sexual”. Sublinhando a ausência de qualquer regulação – civil e laboral –, assinalam que em Espanha e, sobretudo, em Portugal, existe enorme “ambiguidade legislativa” sobre a prostituição, o que “é fonte de graves consequências para as mulheres que vivem do sexo”.

CM

"Ainda não li o estudo, mas quando os investigadores tomam partido em relação ao objecto coloco sempre em dúvida a investigação. De resto, sou totalmente contra qualquer tentativa de legalização da prostituição. Porque seria um criminoso atentado contra os direitos humanos. Não se pode legalizar uma actividade que degrada e que é, em si, uma forma de escravatura. Além disso, legalizar a prostituição implicaria a legalização do proxenetismo. Em Portugal e na esmagadora maioria dos países desenvolvidos. Mas, como é bom de ver, se a prostituição fosse considerada uma actividade profissional legal, o proxeneta passaria automaticamente a ser um legal industrial do sexo. O lenocínio deixaria de ser crime em Portugal, já que não poderia condenar-se quem favorecesse uma coisa legal.

Os exemplos que chegam da Alemanha e da Holanda não são nada positivos. Posso dar este exemplo: uma jovem desempregada viu-lhe cortado o subsídio de desemprego por não ter aceite um trabalho de profissional do sexo, que lá é considerado legal. Ora isto é absolutamente inaceitável.
"

Inês Fontinha no CM

Atirar a matar.

"O rapaz, quando se encontrava junto da sua viatura, foi abordado, não por um indivíduo seu conhecido como se chegou a admitir, mas por três homens de nacionalidade brasileira, que tentaram apoderar-se do carro. Como ele tentou resistir, foi baleado à queima-roupa. A população local sente-se cada vez mais insegura, pois a proliferação de imigrantes, que ali trabalhavam e auferem salários miseráveis, leva-os a cometer assaltos frequentes, muitos deles usando a violência.

Um dos focos de maior instabilidade é o local da Cerca, Silveira, Torres Vedras, onde estão instalados dezenas de romenos que trabalham em estufas agrícolas. Esses imigrantes vivem em casas abandonadas sem portas e janelas e muitas vezes não recebem salários, o que os torna violentos na luta pela sobrevivência
."

Novamente a pobreza como a mãe de todas as desculpas. Apesar de não haver trabalho continua a haver necessidade de entrarem mais imigrantes em Portugal. Objectivo: transformar o país no farwest mais perigoso do mundo. E eles não têm problemas em disparar a matar.

Vírus da gripe.

"Doze gansos patola e cinco gaivotas encontrados hoje mortos entre a praia da Consolação e a do Molhe Leste, Peniche, vão ser analisados pelo Laboratório de Investigação Veterinária para saber se têm o vírus da gripe das aves"

Não deve ser o H5N1 mas sim outras das variantes que já cá chegaram.

domingo, outubro 23, 2005

Empreste a mulher, nunca o carro.

"Nos meus tempos de juventude e de moinice era costume dizer-se que havia duas coisas que nunca se emprestavam: a mulher e o carro!

Está visto que as coisas mudaram por completo. Então no que respeita a mulheres o problema já não é haver quem as empreste, mas basicamente quem as queira receber de volta, obrigando a cuidados redobrados de cada vez que nos querem impingir o produto.

Já nos carros a evolução não foi tão radical, e ainda sentimos um arrepio na espinha quando, por qualquer razão, somos obrigados a ceder as chaves do veículo a um manguela qualquer.

Mas o pior mesmo é se temos de entregar o volante à esposa ou equivalente. Não me refiro, claro está, àquelas cenas da fase de engate, em que, para impressionar e acelerar a sequência dos inevitáveis acontecimentos, colocamos a rapariga no lugar do condutor para que possa sentir toda a potência dos cavalos do motor.

É claro que o maior interesse da situação advém de facto de estarmos sentados ali ao lado, com as mãos completamente livres para mexer e remexer no produto, enquanto a dita se entretém a segurar o volante e na alavanca de velocidades.

O grave mesmo é quando a legitima se apropia inopinadamente do veículo para ir ao shopping ou buscar as crianças, sem manifestar qualquer respeito ou consideração pelo enorme esforço que despendemos a comprar e manter o bicho.

O problema é que as mulheres, quando olham para um carro, limitam-se a visualizar nada mais que um meio de transporte. As tontas não percebem ainda que para isso há os táxis, os autocarros, os comboios ou até os burros que servem muito bem esse objectivo e a metade do preço.

Ora, um carro, o nosso carro, nada tem a ver com ir do ponto A ao ponto B. A necessidade de uma deslocação ou de um percurso é apenas e só um argumento para pôr o motor a rodar e desfrutar da felicidade imensa de conduzir e subjugar o animal, fazendo com que ele obdeça a qualquer instrução que lhe transmitimos com os pés ou com as mãos.

Na verdade, o carro é o verdadeiro prolongamneto do nosso ser, e tudo o que fazemos com ele é reflexo da nossa personalidade e carácter. É exactamente por isso que compramos carros muito acima do que podemos e seguramente para além do que algum dia precisaremos, que os enchemos de acessórios e mariquices, que gastamos a tarde de domingo a lavá-los e a encerá-los.

Pois as tipas não respeitam nada e tratam o desgraçado a coice, esticando a primeira para lá do red-line, enjavardando o bando de trás com sacos de comida e ramos de verdura, enfiando-lhe com alegria amolgadelas no guarda-lamas e sujeitando o pobre a atrocidades várias de arrepiar a medula.

Esta completa incapacidade do mulherio em compreender o valor intrínseco e emocional de um automóvel leva-as também a comportarem-se na estrada de modo totalmente amorfo e insípido. É certamente por isso que quase nunca apanham multas e respeitam sinais de trânsito à risca, incluindo os ridículos limites de velocidade.

Trata-se de um comportamento altamente perigoso para os demais utentes da via pública, que a última coisa que esperam é que o veículo da frente atasque pepentinamente nos 50 ou trave num semáforo amarelo. Enfim, uma completa inconsciência.

Já connosco a coisa é completamente diferente, uma vez que o carro deve reflectir o estado de espírito em que nos encontramos. Se estamos irritados com o emprego, ultrapassamos furiosamente pela direita, se estamos chateados com a amante apitamos no meio da bicha, se as coisas nos correm bem aceleramos à grande, se nos correm mal acelaramos ainda mais. Enfim, uma alegria, uma multiplicidade e uma riqueza de comportamentos que as tolas das mulheres nunca poderão compreender
."

Manuel Ribeiro.

Aplicação das regras.

"O anúncio da descoberta em Londres de um papagaio importado da América do Sul com o vírus da gripe aviária ilustra o papel primordial que podem desempenhar os controlos fronteiriços na travagem da propagação da epizootia. A Comissão Europeia (CE) saudou mesmo a eficácia britânica na aplicação das regras comunitárias, que obrigam a 30 dias de quarentena e testes para aves de companhia importadas."
Esperamos que a aplicação das regras comunitárias seja geral. Se nos entendem …

Bloco sem Joana?

"O Bloco de Esquerda vai votar contra o Orçamento de Estado para 2006, considerando que nada distingue a proposta do Governo dos "orçamentos da direita". A decisão foi anunciada, ontem, por Fernando Rosas, no final da reunião da Mesa Nacional do partido, em Lisboa, que ficou marcada pela ausência de Joana Amaral Dias, mandatária para a Juventude da candidatura de Mário Soares."
É sabido que este PS está demasiado à direita e muita surpresa vai aparecer. Já agora: não nos digam que expulsaram a Joana.

Impunidade total.

"Mal o carro da Polícia de Segurança Pública (PSP) se aproximou do Honda Civic, roubado em Famalicão a um homem residente em Gaia, o trio tratou de "dar corda" aos pneus. Em alta velocidade, suspeitos e dois agentes da PSP percorreram a cidade do Porto, a partir da Rua de Costa Cabral, entrando em território da Maia. A perseguição acabou, tempo depois, no meio de uma horta, em Santa Marta de Avioso. Pelo meio, houve oito tiros disparados para o ar como meio de intimidação e abalroamentos ao veículo policial. Dois dos assaltantes conseguiram fugir. O terceiro, um rapaz de 17 anos, morador em Pedroso, em Gaia, foi detido. Será ouvido no Tribunal de Instrução Criminal do Porto. "

O nosso país está cada vez mais excitante. Melhor que os filmes americanos.

sábado, outubro 22, 2005

Too Much Love Will Kill You.



I'm just the pieces of the man I used to be
Too many bitter tears are raining down on me
I'm far away from home
And I've been facing this alone
For much too long
I feel like no-one ever told the truth to me
About growing up and what a struggle it would be
In my tangled state of mind
I've been looking back to find
Where I went wrong

Too much love will kill you
If you can't make up your mind
Torn between the lover
And the love you leave behind
You're headed for disaster
'cos you never read the signs
Too much love will kill you
Every time

I'm just the shadow of the man I used to be
And it seems like there's no way out of this for me
I used to bring you sunshine
Now all I ever do is bring you down
How would it be if you were standing in my shoes
Can't you see that it's impossible to choose
No there's no making sense of it
Every way I go I have to lose

Too much love will kill you
Just as sure as none at all
It'll drain the power that's in you
Make you plead and scream and crawl
And the pain will make you crazy
You're the victim of your crime
Too much love will kill you
Every time

Too much love will kill you
It'll make your life a lie
Yes, too much love will kill you
And you won't understand why
You'd give your life, you'd sell your soul
But here it comes again
Too much love will kill you
In the end...
In the end

QUEEN

Técnicas.

Apesar de o Rock não se ter desenvolvido radicalmente nos tempos mais recentes, o modo de tocar guitarra evoluiu consideravelmente. Os intérpretes americanos Steve Vai, Joe Satriani e Eddie Van Halen são possivelmente os mais progressivos da sua geração. Van Halen é famoso por ter popularizado a voga do «Finger Tapping», uma técnica em que ambas as mãos são utilizadas para "martelar" as cordas, permitindo assim a execução de solos com velocidades incríveis.

Steve Vai está activamente envolvido no design de guitarras para a companhia Ibanez, e é um exelente executante da guitarra, mas o mais significativo executante de guitarra eléctricade todos os tempos remonta aos anos 60, onde nos meros 4 anos que decorreram entre o lançamento do seu primeiro disco e a sua morte, Jimi Hendrix, revolucionou o modo de tocar guitarra, não só pela sua técnica fantástica, (sendo inclusivé o primeiro guitarrista de nomeada a exprimentar sonoridades diversas) como também pela sua ortodoxa forma de dominar o instrumento (apesar de esquerdino, Hendrix tocava uma Fender Stratocaster direita. Com os controles de volume e tom directamente debaixo do seu antebraço, era capaz de os integrar no seu estilo de tocar, utilizando o braço esquerdo para alterar os controles, raspando-o nos mesmo enquanto tocava, evitando uma normal pausa). Estes são os mais importantes efeitos utilizados para tocar guitarra:



Abafar as Cordas, é uma técnica muito frequentemente utilizada. Existem duas maneiras de se abafar o som das cordas: pode-se reduzir a tensão dos dedos da mão esquerda quando a nota seja tocada (Exemplo: Execute o acorde Fá, e enquanto a nota ainda esteja a soar, retire os dedos da mão esquerda do braço da guitarra. O som cessará), ou ainda utilizar a parte de fora da mão direita nas cordas por cima da ponte, evitando então a continuação da vibração das cordas e consequentemente o som.

Hammer-On, é uma técnica fundamental de solo, frequentemente utilizada no Rock, e conhecida na música clássica como «Legato». Esta técnica ocorre quando o tom de uma nota ressoante é subida movendo um dedo da mão esquerda para outro trasto acima da mesma corda (Exemplo: coloque o indicador no 5º trasto na primeira corda, toque a nota e enquanto esta ainda estiver a soar, coloque o anelar no 7º trasto na mesma corda, deixando prolongar o som). Esta técnica permite tocar duas notas muito mais rápidamente do que se o fizesse utilizando a mão direita duas vezes.

Pull-Off, é precisamente o contrário do Hammer-on. Desta vez toca-se uma nota e retira-se o dedo que pisa para fazer soar uma nota mais grave (Exemplo: coloque o anelar no 7º trasto na primeira corda e o indicador no 5º trasto da mesma corda. Toque a nota e enquanto a nota estiver a soar retire rapidamente o dedo anelar, provocando o efeito contrário do exemplo anterior). Tanto os Hammer-On como os Pull-Off podem usar-se com notas singulares (o caso dos exemplos) como com acordes.

O Bending, é uma das mais básicas técnicas de solo utilizadas. Consiste em tocar uma nota e depois puxá-la elevando a altura do som. Originalmente foi desenvolvida pelos guitarristas de Country e Blues para imitar o som de uma guitarra Bottleneck, mas cedo se tornou uma ferroz arma de melancólicos solos. (Exemplo: Coloque o dedo médio no 5º trasto, na segunda corda. Toque a nota (Mi) e enquanto ela estiver a soar puxe firmemente a corda para cima com o seu dedo médio. Se puxar até um pouco tocará a nota Fá (bending de meio tom), caso puxe mais, soará um Fá sustenido(bending de um tom). Existem uma série de métodos que pode aplicar ao fazer bending, em todo o caso, o factor primordial que vai determinar até que ponto pode puxar a corda, é a grossura dela própria. Cordas muito espessas ou de nylon dificilmente permitem um bending de meio tom. Também é possível executar-se um Pré-Bending, ou seja tocar a nota já a fazer o bending das cordas e enquanto ela soa, levar a corda à sua posição original. Esta última técnica requer no entanto um elevado nível de perícia.

O Slide é o resultado de se fazer deslizar os dedos ao longo das cordas. Esta técnica é várias vezes utilizada como forma de adição de emoção e sensibilidade a uma música. (Exemplo: Coloque o indicador no 2º trasto da segunda corda, faça soar a nota e sem retirar o indicador do braço e enquanto a nota soa faça-o deslizar até ao 9º trasto da mesma corda). Por vezes é também utilizado um acessório, denomindo mesmo por Slide ou Bottleneck (gargalo de garrafa), num dos dedos da mão esquerda que produz efeitos originais quando deslizado pelas cordas.

O Vibrato é o efeito que se consegue fazendo ascilar rápidamente e de um lado para o outro a ponta do dedo que pisa a corda, provocando uma variação na frequência muito usada como forma de expressão. (Exemplo: Toque uma nota qualquer à sua escolha, e sem retirar o dedo desse trasto, mova a ponta do dedo rápidamente para um lado e para outro). As alavancas de tremolo foram originalmente cocebidas para produzir o efeito de Vibrato. Os guitarristas cedo se aperceberam da sua potencialidade para executarem também bendings até então impossíveis com os métodos convencionais.

A Alavanca de Tremolo é uma peça mêcanica que faz oscilar a ponte da guitarra, alterando a tensão e a altura do som nas cordas. As unidades de tremolo formam colocadas nas guitarras a partir de 1950, quando o seu efeito «Twang» se tornou uma imagem de marca de guitarristas como Duane Eddy, Hank Marvin e Dick Dale. Alguns guitarristas usavam-no para fazerem enormes alterações do som, o que frequentemente levava a que a guitarra ficasse desafinada quando a alavanca de tremolo regressava à sua posição normal. A solução para isso foi o sistema de encaixe para tremolo, desenvolvido pelo guitarrista Floyd Rose. O seu sistema mostrou-se tão eficaz, que as unidades de tremolo alternativas deixaram praticamente de ser usadas.

O Finger Tapping ou Apenas Tapping, como é mais vulgarmente conhecido, é uma técnica relativamente recente. Basicamente consiste em usar um dedo da mão direita, para dar pancadas («Tap») nas cordas em determinadas notas, manter essa notae depois passá-la para outra corda. Esta técnica permite ao solista tocar a velocidades alucinantes. Num estado mais avançado também se pode utilizar todos os dedos das duas mãos, incluindo os polegares, para tocar acordes. (Exemplo: coloque o indicador no 5º trasto na segunda corda. Dê um puxão na corda algures perto do 10º trasto com o indicador da mão direita, deixando prolongar a nota Mi. Enquanto a nota ainda estiver a soar bata com o dedo médio da mão esquerda no 7º trasto dessa mesma corda e enquanto esta segunda nota estiver a soar "martele" rápidamente com o indicador da mão direita no 10º trasto (Lá), soltando (Pull-Off) e ao mesmo tempo dar um leve puxão para tocar a nota Fá novamente).

Os Harmónicos, são tons semelhantes ao som de sinos, obtidos abafando suavemente trastos específicos com a mão esquerda. Ocorrem harmónicos audíveis em quase todos os trastos do braço, mas são mais frequentemente usados no 5º, 7º e 12º trastos, e menos vulgarmente no 3º e 9º trastos. Os harmónicos pisados, são executados pisando as notas com a mão esquerda e criar o hamónico abafando e tocando simultanêamente com a mão direita (Exemplo: Coloque o indicador da mão esquerda no 2º trasto da segunda corda. Agora coloque o indicador da mão direita levemente sobre o 14º trasto e faça soar a nota com o polegar ou com uma palheta segura entre o polegar e o dedo médio da mão direita).

A Afinação Alternativa é muitas vezes utilizada como forma de obter um panorama músical original e eficaz. Esta não é bem uma técnica de tocar guitarra, mas sim uma maneira diferente de o fazer. Em vez da tradicional afinação da guitarra (Mi-Lá-Ré-Sol-Si-Mi [da 6ª corda para a 1ª]), utilizan-se muitas vezes afinações diferentes, com o objectivo de criar acordes impossíveis de alcançar no âmbito da afinação standard. Muitas destas afinações evoluíram de antigos instrumentos acústicos e outras tiveram origem com os Delta Blues, cujos executantes desenvolveram técnicas e afinações para slide com os músicos havaianos.

Divulgue o seu blog!