segunda-feira, maio 31, 2004

"Fruteiras".



A outra "fruteira" que Mourinho também não ganhou mas que já ninguém se lembra.

Mourinho.

José Mourinho conseguiu o que nunca antes alguém sonhara: ser mais importante no FCP que o próprio Pinto da Costa. Mestre do planeamento a longo prazo, verdadeiro líder e motivador dos seus pupilos, perfeito jogador com as emoções que o rodeiam, construiu o seu mito através do uso perfeito que faz dos “media” para passar as suas mensagens.

Assim se compreende a estranha conversa de querer muito a sua família na conferência de imprensa antes da final. Com efeito, Mourinho preparava o terreno.

Em ruptura com Pinto da Costa, que finalmente encontrou um adversário à altura, senão superior, Mourinho fechou o ciclo FCP com a frase “desejo sair”. Depois de acordar com Pinto da Costa que conversas e contactos com o Chelsea só depois de concluída a Liga dos Campeões, mas utilizando as armas de Pinto da Costa, Mourinho encontrou-se com representantes do clube inglês e o agente FIFA dias antes do jogo com o Desportivo da Corunha. Mais tarde, enquanto Mourinho assistia ao jogo Chelsea – Mónaco, a sua mulher andou à procura de casa e colégio para as crianças.

“Pequenos” pormenores que originaram a guerra Mourinho – Pinto da Costa.

À semelhança do que se passou depois do Benfica – Sporting, o jovem ambicioso Mourinho não hesita em recorrer ao jogo de bastidores para conseguir os seus intentos. Mesmo que estes sejam contrários às regras de etiqueta.

Mas o que interessa isso no mundo cão do futebol?

Pergunta-se: será que os adeptos portistas vão perdoar o técnico Mourinho pela ausência nos festejos?

Será que Mourinho consegue superar a ausência do “sistema” que tanto o beneficiou durante a época?

As declarações do Chefe de Estado Maior da Armada

Em Viana do Castelo, por ocasião do Dia da Marinha, que este ano se assinalou naquela cidade ou as declarações do CEMA foram mal interpretadas pelos jornalistas presentes, ou algo vai mal no planeamento de forças:

Disse ele que o nosso a actual navio reabastecedor (o NRP Bérrio) não "aguentava" até 2010.

Como na Lei de Programação Militar não está prevista a construção ou aquisição de um novo reabastecedor, parece que o velho Bérrio terá que aguentar muito, perante o que para aí vem: Repare-se que as fragatas Vasco da Gama apenas estão agora a meio de vida e terão um horizonte de vida de pelo menos mais 15 anos, as João Belo serão substituídas pelas Perry (duas ou três?) e os submarinos chegarão a partir de 2009.

Para além disso está prevista a construção do NPL.

Em que ficamos, sem capacidade de reabastecimento de esquadra, num teatro de operações, após 2010?

Claro que para além da LPM, a Marinha poderá tentar com o seu próprio orçamento adquirir um novo reabastecedor.

A compra do Bérrio também foi uma espécie de negócio de ocasião, já que ele era usado, inglês, tendo chegadoo a participar na guerra das Malvinas, e após a Marinha se ter desfeito do navio logístico S. Miguel, houve a necessidade de se adquirir um reabastecedor de esquadra, apesar das evidentes limitações que o actual tem.

Mas será que isso está de facto previsto?

Casa Pia

"Ana Teixeira e Silva passou os últimos quatro dias "fechada em casa" a preparar o despacho de pronúncia do processo da Casa Pia, que vai ser conhecido esta tarde, confidenciou ao CM fonte judicial que há muito tempo conhece a juíza do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. "

Mais.

P.S. Quatro dias fechada em casa? Deve ser mentira. Dizem que os juízes não fazem nada, por isso só pode ser mentira.

Por falar em não fazer nada, lá vamos levar com a overdose da Casa Pia.

Deportação.

"As autoridades espanholas deportaram dois muçulmanos de alegada inspiração radical e indirectamente relacionados com os atentados de 11 de Março em Madrid, considerando-os uma ameaça para a segurança nacional espanhola. É a primeira vez que a lei de imigração espanhola é usada para deportar pessoas por presumíveis ligações terroristas... e mais se seguirão. "

Mais.

P.S. Vai uma aposta em como esses rapazes estão cá asilados? Esta terra é um paraíso.

domingo, maio 30, 2004

Ben Harper.

Apesar de verificar-se que a maioria da plateia não era fã do cantor, Ben Harper conseguiu encantar e agradar ao público presente. Revelando uma preocupação na escolha do repertório, Ben Harper surpreendeu o público que que ouviu em silêncio as suas melodias acústicas ("encore" acústico de dois temas). O cantor agradeceu mencionando que apesar de estarem 20, 30, 40 mil pessoas, sentia-se como se estivesse a tocar sozinho na sua sala.

Pelo meio cantou um tema inédito "Where Could I Go" que gravou recentemente para uma banda de Gospel.

Terminou em beleza perto da 1 hora, deixando livre o caminho para os bares.

Memorável.

Quase 30 anos depois, Peter Gabriel regressou a Portugal. Perto das 1h 40 min iniciou as hostilidades. Demonstrando que continua em forma, "Pedro Gabriel", depois de cantar em cima de uma "trotinete" ( Games without frontiers ), cantou dentro de uma bola que ele próprio fazia rolar pelo palco e com a qual atropelou o guitarrista e iluminado como uma árvore de Natal, no habitual espectáculo cénico a que nos habituou.

Notável o anuncio em português: "Todos sabemos o que se passa no Iraque. Por isso, temos "Signal to Noise".

Pena que só tenha dado um encore "Biko", esquecido o "don´t give up" e a coreografia da cabine telefónica. Mas foram quase 2 horas que compensaram o frio, o cansaço e a hora tardia do concerto.

sábado, maio 29, 2004

Ganhar mal, não ir.



Depois queixam-se que as vendas de bilhetes ficaram muito aquém das expectativas.

Desde o cartaz até ao preço tudo parece desagradar aos entusiastas da música. Talvez o dia dos Metallica salve o Rock in Rio Lisboa.

Parabéns.

Maria Laura Leonardo é a primeira mulher empossada como juíza conselheira do Supremo Tribunal de Justiça. Finalmente um mundo até agora reservado aos homens foi invadido por uma mulher.

Parabéns à "menina Milau".

Perigo à retaguarda.

Não restam dúvidas que a história repete-se e o Homem nunca aprende com os erros do passado. Churchill alertou várias vezes para o perigo do rearmamento ilegal da Alemanha Hitleriana. Logo trataram de chamar-lhe “reaccionário nostálgico do Império Vitoriano”. Chegaram mesmo ao ponto de acusá-lo de ser ele próprio o verdadeiro perigo para a paz europeia.

Actualmente esses partidários do “diálogo” subtilmente vão minando a opinião pública, alimentando um enorme circo mediático anti-americano que nos sufoca diariamente.

De facto, desde a publicação de fotos de tortura falsificadas até à atribuição às hierarquias de ordens para torturar os prisioneiros, tudo vale.

Mas quando confrontados a explicar certos pormenores patinam.

1/ Como explicam que a soldado americana, implicada nas fotos das torturas, tenha fornicado com metade da guarnição da prisão e ficado inclusivamente grávida? Obedecia a ordens superiores?

2/ Como explicam a constante omissão nas notícias do inquérito disciplinar feito aos militares pelas torturas efectuadas, muito antes do aparecimento das fotos?

3/ Como explicam a falsificação de supostas violações de mulheres iraquianas por soldados da coligação, montagens manhosas feitas através da utilização de fotos tiradas de sites pornográficos?

4/ Como explicam a afirmação proferida pela Amnistia Internacional de que a América tornou o mundo mais perigoso a seguir ao 11 de Setembro, branqueando todos os brutais extermínios ocorridos nos últimos 50 anos, bem mais graves?

5/ Porque lhes custa a aceitar que as torturas ( e as orgias sexuais ) foram cometidas por soldados guiados pelas alucinações características do excesso de droga consumida pelos soldados?

Simples. Trata-se de uma táctica que tem por objectivo obrigar o ocidente a perder a guerra politicamente na retaguarda e não militarmente no terreno.

sexta-feira, maio 28, 2004

Guiné-Bissau, 1998 - Uma efeméride da actuação das nossas FA

Fará brevemente 6 anos que a 8 de Junho de 1998 se iniciou a rebelião militar liderada por Assumane Mané para tentar depor o presidente Nino Vieira da liderança do país.

Com o golpe de 98 Portugal foi apanhado de calças na mão.

Todos nos lembramos do episódio do Sagres, atracado em Bissau, para resgate de civis portugueses e guineenses, praticamente debaixo de fogo, num local e em condições onde se duvida que um comandante de uma corveta atracasse.

Tardou a reagir, mas depois, reagiu em força.

Todos nos lembramos que apesar do golpe ter ocorrido a 8 de Junho, a 10 de Junho, frente à Expo’98 navegava engalanado em desfile militar, por ocasião das comemorações do Dia de Portugal, a Fragata NRP Vasco da Gama, a mesma que no dia seguinte zarpou para o largo da Guiné-Bissau, a que mais tarde se juntaram duas corvetas e o reabastecedor de esquadra Bérrio.

Para além do apoio aéreo prestado pelos C-130 que estabeleceram a sua base em Cabo Verde.

Desde cedo adoptou uma atitude oficialmente neutral, mas notou-se uma certa simpatia pela causa dos militares liderados na altura por Assumane Mané.

Lembremo-nos que após semanas encerrado, o aeroporto de Bissalanca abriu para um C-130 português, que dizem as más línguas, transportava algumas armas e um telefone-satélite que o MNE de então, Jaime Gama terá oferecido a Mané.

Também todos nos recordamos do encontro na mata entre Jaime Gama e Mané, em que Gama se deslocou num helicóptero Linkx da marinha, saído da fragata destacada.

E finalmente do acordo de cessar fogo a bordo da fragata NRP Corte Real, que entretanto rendera a Vasco da Gama.

A situação podre manteve-se, e foi óbvio para todos que Portugal viu com desconfiança a crescente influência francesa por detrás das tropas senegalesas e de Conakri para supostamente defenderem o poder de Nino Vieira, que se começara a "encostar" a estas influências francófonas.

Em 99, com aquela revolta repentina da população, claramente enquadrada pelos militares, e com o incêndio e saque do Centro Cultural Francês em Bissau, com a rápida fuga de Nino para a embaixada portuguesa, viu-se nisso uma clara manipulação dos acontecimentos por Portugal.

Pela primeira vez desde a descolonização, viu-se um Portugal activo na defesa de interesses em territórios a que nos ligam laços históricos, culturais, geo-estratégicos e económicos.

A força portuguesa constituída por 1 fragata, 2 corvetas e um reabastecedor, para além de 2 C-130 que se basearam em Cabo Verde demonstrou essa vontade de influenciar os acontecimentos e a vitória final dos homens de Mané foi uma vitória geo-estratégica de Portugal sobre as forças e influências francófonas.

Agora, depois do "flop" político que representou Kumba Ialá, não me admiraria que houvesse uma mãozinha portuguesa neste golpe anunciado (tão anunciado que a RTP já lá tinha colocado um repórter que só é destacado de Lisboa para locais em crise).

Espera-se que mais uma vez se possa assegurar os nossos interesses, sem complexos nem tiques de neo-colonialismo, mas de modo a respeitar os vários povos que constituem a Guiné-Bissau.

Asteróides mudam de cor ao longo do tempo.

"Astrónomos da Universidade do Hawai (EUA) conseguiram demonstrar que os asteróides mudam de cor com a passagem do tempo. Uma descoberta que permitirá determinar a data destes objectos celestes."

NASA descobre o mais jovem planeta jamais registado

"O novo telescópio espacial da NASA, denominado Spitzer, descobriu aquele que os cientistas acreditam ser o planeta mais jovem registado até hoje, anunciou a agência especial norte-americana. Situado na órbita de uma estrela na constelação de Tauro, a 420 anos-luz da Terra, o planeta tem apenas um milhão de anos. "

As Forças Armadas

Perante as recentes movimentações de altos quadros militares na reserva e na reforma, perante os atrasos verificados nas progressões de carreira e outras regalias, há que dizer uma ou duas coisas.

Quem quiser, que conteste.

As Forças Armadas portuguesas, apesar de alguns remendos recentes, que já vêm dos tempos de Cavaco e Guterres, continuam estruturalmente organizadas de acordo com as necessidades criadas com a guerra colonial.

Após o 25 de Abril e dado o desinvestimento em meios para as FA, o que acontece é que existe um enorme número de sargentos de carreira e oficiais superiores, desproporcionado em relação às necessidades e aos meios disponíveis para operar ao nível das FA, ao contrário do que se passa com recursos humanos mais jovens, como é o caso da Força Aérea onde a falta de pilotos é crónica, havendo neste momento algumas dificuldades para se conseguir operar duas esquadras de F-16 que ficarão operacionais dentro de 2 a 3 anos.

Quanto à Marinha, há muitos mais almirantes, capitães de fragata e comandantes, que fragatas e corvetas, ficando para os militares que ainda não estejam na reserva ou na reforma os cargos honoríficos ou outros que até por civis poderiam ser garantidos.

Não sei que planos tem o actual governo para resolver esta situação de recursos humanos desproporcionados, mas também é um facto que os velhos militares de um modo ou de outro serviram o país e não podem agora ser desprezados ou deitados fora, como lixo, como de igual modo não devemos esquecer que os militares são funcionários públicos, e todos sabemos como o governo tem tratado os funcionários públicos, e os trabalhadores por conta de outrem em geral.

Um trabalho de Hércules para Paulo Portas.

Será ele capaz de gerir esta situação em tempo útil?

quinta-feira, maio 27, 2004

Trabalhadores da Carris não vão cumprir serviços mínimos

"Os sindicatos da Carris fizeram saber esta quinta-feira que os trabalhadores não vão cumprir os serviços mínimos na greve que se vai realizar entre sexta-feira e sábado. A paralisação pode provocar problemas nos transportes criados especialmente para o Rock in Rio."

Mais.

P.S. Se calhar o Durão tem razão quando fala em "terrorismo vermelho".

Ganhar tudo, senhor Mourinho?



Com o devido respeito, um pequeno ( enorme ) pormenor.

Viva o Benfica.

Quase tudo.


Foste entrando sem pedires

E marcas-te o teus sinais

Tatuas-te a minha vida

Ferro e fogo e muito mais

Vasculhás-te os meus segredos

e eu deixei

Sem reverdes nem pudor



Invadiste os meus sentidos

o qu'eu não fiz por amor

e deixaste a minha vida

mãe perdida

Neste beco sem saída



Dei-te quase tudo

e quase tudo foi demais

dei-te quase tudo..

Leva agora os teus sinais


Obrigáste-me a quebrar todas as leis

e deixáste-me ao sabor da loucura

dei-te os dedos e os anéis

E o que tinha de melhor.

Paulo Gonzo

ÚLTIMA HORA

..
AFINAL JÁ SE JABE QUEM O MOURINHO VAI
LEVAR COM ELE PARA O CHELSEA:
VÃO O DECO, O PAULO PARATY E O LUCILIO


Al-Sadr aceita cessar-fogo em três cidades.

"O líder radical xiita Moqtada al-Sadr e um conselho de religiosos iraquianos decidiram estabelecer uma trégua com as forças da coligação, tendo ordenado a retirada das suas milícias de Najaf, Kufa e Kerbala, depois de várias semanas de cerco e confrontos nestas cidades do sul do Iraque, que causaram inúmeros mortos e feridos.

P.S. Depois de centenas de pessoas manifestarem-se esta terça-feira, na cidade santa de Najaf, no Iraque, contra a milícia do clérigo, Moqtada al-Sadr, exigindo a retirada apoiantes do líder xiita da cidade, depois do seu cunhado ser aprisionado juntamente com outras altas instâncias da seita, depois das suas milicias serem abatidas às dezenas, trata-se de uma decisão muito "ponderada" e "pouco" previsível.

As Crianças da Europa Estão Cada Vez Mais Gordas.

"Os números explicam por que é que quando se fala de obesidade se fala em "crise de saúde pública": calcula-se que 155 milhões de crianças e adolescentes, entre os cinco e os 17 anos, sofram de excesso de peso. Destes, dois a três por cento (entre 30 e 45 milhões) são obesos.

Se os cálculos indicam que, globalmente, é no continente americano que as taxas médias assumem maiores proporções, na Europa o cenário tem vindo a degradar-se nas últimas décadas. Os países do Sul, onde se inclui Portugal, têm dos valores de excesso de peso e obesidade infantil mais altos do Velho Continente. "


Mais:

P.S. É sabido que os EUA são um farol. Difícil é a Europa convencer-se que os males americanos também aparecem por cá com umas décadas de atraso.

Um Relatório Político.

"Quando a Amnistia Internacional mistura opiniões políticas próprias com factos desvaloriza as denúncias que faz. E cai mesmo no ridículo quando perde a memória e diz que vivemos hoje a pior situação para os direitos humanos dos últimos 50 anos

O que faz a credibilidade de organizações como a Amnistia Internacional é a sua independência e a sua capacidade de julgamento sem pressupostos políticos. O que faz ou o que fazia. De facto, o que se pode dizer de uma organização que ontem declarou que a situação de direitos humanos no mundo em 2003 foi a pior dos últimos 50 anos? Ou que perdeu a memória ou que está obcecada com uma pequeníssima parte da realidade.

Nos últimos 50 anos, ocorreram genocídios como o do Ruanda; durante décadas, houve União Soviética e o "goulag"; na China, dezenas de milhões de pessoas morreram em operações como as do "Grande Salto em Frente" ou na "Revolução Cultural"; na América Latina, houve períodos onde as democracias se contavam pela palma de uma mão e as ditaduras dominavam, da Argentina a Cuba, do Chile ao Brasil; a Indonésia de Suharto praticou crimes sem nome; no Camboja, reinou um senhor chamado Pol Pot; e tudo isto, ou boa parte disto e muito, muito mais, ao mesmo tempo.

Face a este breve recordatório, como pode a Amnistia considerar que em 2003 "governos e grupos armados colocaram os direitos humanos e a lei humanitária internacional sob a maior pressão dos últimos 50 anos"? Há apenas uma explicação: aquela organização - que durante a guerra fria era das poucas que mantinha independência em relação aos dois blocos - passou a preocupar-se demasiado com fazer política. Ou, pelo menos, com dar opiniões sobre política.

Por isso, num mundo em que 22 milhões de pessoas vivem num imenso campo de prisioneiros onde morrem à fome, como a Coreia do Norte, num planeta não existe uma só democracia no mundo árabe, numa época onde na China qualquer direito humano não é mais do que uma palavra vã, toda a ênfase vai para as acções dos Estados Unidos, que são avaliadas com base na visão política própria da actual direcção da organização.

É assim que, num relatório onde nos acostumámos a encontrar sobretudo factos, lemos logo na introdução uma opinião: "A agenda de segurança global promovida pela Administração dos EUA está desprovida de visão e de princípios. Ao violar direitos a nível nacional, ignorando os abusos a nível internacional e recorrendo à força militar em ataques preventivos quando e onde lhe apraz, a Administração dos EUA tem vindo a lesar a justiça e a liberdade e tornou o mundo um local mais perigoso." Pode concordar ou discordar - mas precisamente porque é uma opinião não tem o valor dos factos objectivos.

É natural, saudável e desejável que se exija de uma democracia mais respeito para com os direitos humanos e se seja mais vigilante em relação ao abusos cometidos pelos seus agentes, isoladamente ou em grupo. Mas é bom ter noção das proporções - e quem olhar para este relatório da Amnistia pensará que os abusos cometidos por soldados americanos, abjectos e gravíssimos, na prisão de Abu Ghraib, foram piores que os assassínios em massa que aí praticava o regime de Saddam. Ou seja, deixa de haver noção das proporções.

Um relatório da Amnistia que denunciasse os mesmos factos que este denuncia - e bem -, mas que se abstivesse das sentenças políticas e tivesse a noção das proporções seria da maior utilidade. Assim, será desvalorizado por todos os que suspeitem que o relato dos factos foi influenciado pelas opiniões da introdução"


José Manuel Fernandes

P.S. Nem mais. É isso mesmo. Já estou a ver os "vermelhos" a atirarem-se contra o JMF.

EUA Tornaram o Mundo "Mais Perigoso".

"Governos e grupos armados colocaram os direitos humanos e a lei humanitária internacional sob a maior pressão dos últimos 50 anos, diz a Amnistia Internacional no seu relatório 2004, ontem divulgado. A organização, que documenta abusos aos direitos humanos em 155 países, é particularmente crítica com a Administração dos Estados Unidos, cuja "agenda global de segurança" diz ter feito do mundo "um local mais perigoso."

Mais.

P.S. Só os Estados Unidos? Cadê os outros? Engraçado como os acontecimentos são branqueados.

Segundo a AI, este "fracasso" é principalmente um resultado da guerra contra o terrorismo lançado por Washington desde os atentados de Setembro de 2001.

P.S. Ao menos reconhecem que os "abençoados" terroristas atacaram primeiro. Já não é mau. Já não é mau.

Advogado Julgado por Falta de "Urbanidade" no Tribunal.

"O advogado Miguel Fonseca foi julgado, no Conselho Distrital de Faro da Ordem dos Advogados (AO), por alegadamente ter violado o "dever de urbanidade" para com o juiz da comarca de Vila Real de Stº António. O causídico, depois de ter esperado um mês pelo despacho a um requerimento que deveria ser emitido num prazo de dez dias, escreveu ao magistrado sugerindo a possibilidade de ter sido aplicado ao requerimento o "artigo cesto" (vulgo, cesto dos papeis). Desta forma, desrespeitou o astuto da Ordem dos Advogados, que os obriga a usar uma linguagem cortês, no exercício da profissão.

O juiz Rui Luís não gostou da forma como foi questionado, muito menos de ter sido posto em causa o "dever mais sagrado do julgador", uma vez que o causídico, no seu entender, tinha sugerido também a possibilidade do lhe ser "denegada justiça". Da alegada má conduta queixou-se à OA, que encontrou matéria para levantar um processo disciplinar e levar o advogado a julgamento. O arguido, nessa altura, respondeu: assim sendo, quero um julgamento público - o que veio acontecer, pela primeira vez, no Conselho Distrital de Faro da OA. Anteontem, à entrada para a audiência, comentou: " Julgamentos à porta fechada, nunca. Isso era o que se passava antes do 25 de Abril." A razão porque se indignou com o incumprimento dos prazos, disse: "Foi porque defendia uma cliente que se encontrava em prisão preventiva, e quando isso acontece até perco o sono." "


Mais.

P.S. Curioso o funcionamento da justiça.

O Império

O império americano, delícia suprema dos novos vassalos portugueses, e temos tantos, a começar pelo impagável Luís Delgado, pelo ridículo Ribeiro Ferreira, pelos antigos extremas-esquerdas da nossa praça - Durão, José Manuel Fernandes, Pacheco Pereira, João Carlos Espada, Henrique Monteiro e outros "arrependidos".

O que têm em comum estes admiradores do grande timoneiro Bush, e pai dos povos?

Apenas um farol para a humanidade!

O farol para o século XXI, como Mao e mais atrás nos tempos, Estaline e Lenine o tinham sido.

Esse império liderado por um césar diminuído, e comprovadamente pouco culto (lembram-se da pergunta feita sobre a existência de negros no Brasil?) está de facto dominado por uma clique de ideólogos a que se convencionou chamar "neo-conservadores" de matriz liberal, e com resquícios da anarquia libertária, muito própria de uma certa direita republicana norte-americana.

São esses, sem dúvida mais dotados que o homem "eleito" para a Casa Branca quem de facto mandam nos EUA e no mundo.

Perle, Kagan ou Wolfovitz são os novos apóstolos da libertação da humanidade das garras das trevas, qual reedição trágica de um qualquer Senhor dos Anéis de 2ª categoria.

Para isso, têm uma corte de fieis vassalos, a começar pelos indefectíveis (Blair) e por cristãos-novos, como Aznar (entretanto derrotado), Barroso, Berlusconi (o que adora não pagar impostos), e os novos oportunistas do leste, os que querem receber fundos comunitários e simultaneamente espetam facadas nas costas dos futuros financiadores do seu desenvolvimento (França e Alemanha).

Países de chaxa como a Hungria, a Roménia ou a Polónia, que só se notabilizam, pelas suas exportações de emigrantes esfomeados, cujo povo está no desemprego e a passar fome, mas que à 3º mundo, conseguem arranjar uns milhões para enviar militares para o Iraque ocupado e destruído por estes novos senhores da guerra.

Se há alguém que de facto deseja uma guerra de civilizações está nos mencionados, através de humilhações constantes, políticas de dois pesos e duas medidas para o conflito entre os palestinianos e os talhantes de Telavive, protecção aos "amigos" ditadores, nas monarquias do golfo, no Paquistão, ou no Egipto de Mubarak, que se vai eternizando no poder.

Até Kadafi já está "reabilitado".

Para os EUA, ele pode ser um sacana, como o foi Saddam, mas é o nosso sacana. Coisa que Saddam não soube ou não quis ser em tempos mais recentes.

Assim vai o mundo deste novo império do sol poente, e assim vão os nossos mais fieis admiradores e seguidores da cartilha de Washington.

Uma vergonha.

Os xiitas mais cedo ou mais tarde alcançarão o poder no Iraque

O que Al Sistani permitiu ao longo destes 3 meses, foi colocar esta questão na ordem do dia, e não se importou nada que Al Sadr fizesse as despezas da resistência, enquanto os ocupantes se iam desgastando à vista do mundo.

Agora, com a evidência de que no Iraque não são só os partidários do Baas e de Saddam que resistem (lembram-se que a propaganda anglo-americana dizia que a resistência estava limitada ao chamado triângulo sunita e que estava a esmorecer?), Al Sistani acabou por colocar Al Sadr na ordem dizendo-lhe simplesmente para ter calma, porque dada a maioria da sua população, o futuro dos xiitas no poder no Iraque é incontornável.

Agora se querem instituir uma república islâmica inspirada no Irão, ou se querem simplesmente manter uma relativa separação entre o Estado e a religião, tal não se afigura fácil, tal como impôr um regime religioso a uma população habituada durante a ditadura de Saddam a viver de um modo laico, enche de interrogações o futuro iraquiano.

E para mais ainda falta que os curdos apresentem a factura aos ocupantes, pelo seu apoio à invasão e deposição do Baas.

Deste modo, o futuro iraquiano, a 30 dias da passagem formal de poderes para um governo fantoche está mais cheio de incertezas que de soluções.

Para mais qundo o chamado "homem dos americanos" Challabi caiu em desgraça junto da Administração Bush, acusado de colaboração com o Irão.

As incertezas aumentam ainda mais quando parace que de dia para dia o Irão tem uma evidente influência, reconhecida pelos EUA no que tem vindo a ocorrer em dois terços do território iraquiano.

quarta-feira, maio 26, 2004

FCP campeão europeu.



2003



2004

Parabéns.

Opel vai produzir carro movido a pilha de hidrogénio em 2010

"A Opel pretende começar a produção em série de veículos movidos a pilha de combustível de hidrogénio em 2010, anunciou esta quarta-feira o presidente do fabricante alemão de automóveis, Carl-Peter Forster, durante apresentação à imprensa do protótipo do motor híbrido a ser construído, o Hydrogen 3. "

Mais.

P.S. É a solução natural para combater a poluição. Há muito que o lobby petrolífero anda a atrasar o seu desenvolvimento. Se chegar algum dia a ser produzido, o que será dos árabes?

PS quer saber como actua o fisco num caso de «esquecimento»

"O Partido Socialista (PS) enviou um requerimento ao primeiro-ministro onde pede explicações sobre a forma de actuar da administração fiscal em casos em que um cidadão se esquece de declarar as mais valias de um negócio, como foi o caso da ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite"

Mais.

P.S. Já não se lembram?

Abu Ghraib

Uma espinha tão encravada na garganta de Bush que nem o nome consegue pronunciar.

"Abuso de prisioneiros por militares dos EUA remonta a 2002".

"O abuso de prisioneiros sob custódia norte-americana está mais disseminado do que se pensava, estando registados casos de maus tratos que remontam à guerra do Afeganistão, em 2002, indica um estudo do exército norte-americano divulgado esta quarta-feira pelo The New York Times."

Mais.

P.S. "Está mais disseminado do que se pensava?"

Remontam a 2002??

Quer dizer que antes de 2002 nunca trataram mal os prisioneiros? Então não se pode dizer que é mau.

Obrigado Camacho.









Perigo de cegueira ao ver Vénus .

"No próximo dia 8 vai ser possível em Portugal observar directamente o planeta Vénus, numa experiência só repetida em 2117. Mas esta observação pode causar lesões na visão e provocar cegueira, alertou ontem a Direcção-Geral de Saúde (DGS), que vai realizar uma campanha de prevenção.

O fenómeno astronómico, intitulado Trânsito Solar de Vénus, consiste na passagem do planeta Vénus - o mais próximo da Terra - pelo disco solar. O Trânsito Solar de Vénus é uma oportunidade única para as pessoas observarem este planeta a olho nu, ainda que, visto da Terra, tenha o tamanho de um pequeno ponto negro que passará à frente do Sol.

Dada a sua localização, em frente do Sol, as pessoas que tentarem observar o planeta Vénus poderão sofrer «graves lesões na visão», segundo alerta a DGS, já que os olhos são particularmente sensíveis à acção dos raios solares - ultravioletas e infravermelhos - que lesam a retina, a camada nervosa que comanda a visão e a função visual. A partir de segunda-feira, estarão à venda nas farmácias três milhões de óculos especiais para a observação segura de Vénus, ao custo unitário de 1,5 euros."

DN.

terça-feira, maio 25, 2004

Eclipse total da lua

O primeiro dos dois eclipses totais da Lua em 2004 ocorrerá ao princípio da noite de terça-feira e o segundo a 28 de Outubro, disse sábado fonte do Observatório Astronómico de Lisboa.

O eclipse da próxima semana será visível a olho nu, desde que o céu se apresente limpo, entre as 20:52 (hora de Lisboa), pouco depois da Lua nascer (20:26) e as 22:08 (eclipse total), com um máximo às 21:30.

Precedendo o eclipse total, a Lua entrará na penumbra às 18:51 (não visível em Portugal), da qual sairá às 00:10, entrando na sombra às 19:48 para dela sair às 23:12.

O começo da fase de sombra será visível na Ásia, excepto na extremidade nordeste, na Europa, à excepção da parte ocidental, em África, menos na parte noroeste, na Indonésia, Austrália, Nova Zelândia, Antárctica, na parte oriental do Atlântico sul, no Índico e na parte ocidental do Pacífico.

O fim será visível na Europa, África, Ásia ocidental, Austrália ocidental, Antárctica, América do Sul, excepto na extremidade noroeste, no leste do Atlântico norte, Atlântico sul, Índico e extremidade sudeste do Pacífico sul.

1410 é o novo número verde para denúncias.

"Em Portugal, durante o ano de 2002, desapareceram mais de 700 pessoas, com menos de 30 anos, sendo que apenas 260 apareceram. Estas são algumas das conclusões do Instituto de Apoio à Criança (IAC) que vão ser hoje apresentadas num relatório, na Assembleia da República, no dia em que se assinala, pela primeira vez no País, o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas."

DN

P.S. Desaparece tanta gente menos o outro gajo. Que granda galo que nós temos.

Artistas.

"A guerra continua a fazer estragos na popularidade de Bush - segundo uma sondagem divulgada ontem pela CBS, 61 por cento dos americanos desaprovam a sua política para o Iraque, a mais baixa percentagem de sempre. Mas a queda que mais afligiu a família Bush, nos últimos dias, foi a queda do Presidente de uma bicicleta de montanha, no rancho de Crawford, no Texas. No início do mês, o seu opositor democrata, o senador John Kerry, também foi ao chão quando andava de bicicleta"

DN

P.S. Empate técnico. Os "artistas" não tem "unhas" para a "pedalada".

Novas do "Portugal profundo".

"O Benfica corre o risco de perder o título da Taça de Portugal e de ser desqualificado do segundo lugar na SuperLiga, tudo porque o jogador Ricardo Rocha tem uma inscrição irregular na Liga de Clubes.

Em causa está a data de assinatura do contrato do atleta. Ricardo Rocha chegou ao clube da Luz englobado num pacote de transferência negociado com o Sp. Braga e que envolveu três jogadores. Tiago e Armando transferiram-se de Braga para o Benfica a meio da época de 2001/2002 (em Dezembro de 2001, ou Janeiro de 2002), enquanto que Ricardo Rocha só chegou à Luz no Verão de 2002, pelo que já cumpriu duas épocas de ‘águia’ ao peito."


CM.

P.S. Uma boa maneira de o Mourinho "voltar" a ganhar tudo.

segunda-feira, maio 24, 2004

ROCK IN RIO - Os primeiros a chegar

FOI ASSIM QUE DURÃO BARROSO DISCURSOU NA CAMPANHA ELEITORAL

...
DISCURSO DE DURÃO BARROSO DURANTE A CAMPANHA ELEITORAL
.
Tem que ser lido até o fim !

Assunto: Discurso do Barroso -
.

No nosso partido político cumprimos o que prometemos!
Só os tolos podem acreditar que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque se há algo certo para nós é que
a honestidade e a transparência são fundamentais para alcançar os nossos
ideais.
Demonstraremos que é uma grande estupidez achar que
o futebol continuará a influenciar o governo como noutros tempos.
Asseguramos sem sombra de dúvida que
a justiça social será o principal objectivo das nossas acções.
Apesar disso, ainda existem idiotas que fantasiam que
se possa continuar a governar com as artimanhas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos o impossível para que
se acabem os privilégios e as negociatas.
Não permitiremos de modo nenhum que
continuem listas de espera n/hospitais que as n/crianças morram de fome.
Cumpriremos os nossos objectivos mesmo que
os recursos económicos se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a 'nova política'."
Você ficou satisfeito com as propostas?
Pois então leia o texto de baixo para cima, e verá qual a real situação

sexta-feira, maio 21, 2004

Portugal surrealista.

"Cinquenta trabalhadores de uma fábrica de azulejos em Pombal estão há dois meses sem receber salários. Segundo os funcionários, os poucos pagamentos que estão a ser feitos baseiam-se numa autêntica ‘roleta russa’. Os pagamentos são feitos com base num sorteio e é a sorte que dita quem recebe, ou não, o montante em atraso. "

CM

P.S. Melhor do que isso, só um jantar "à la carte". O pai dá as cartas e quem tiver o Às de Copas come.

Rumo a Belém?

Até o ZOO de Gaza terá "terroristas"?

"O exército israelita destruiu, na sua operação de Rafah, o único jardim zoológico da Faixa de Gaza, matando alguns animais e deixando fugir outros, reporta a France Presse citando fontes da segurança.

O pequeno zoo privado, situado no quarteirão Brasil do campo de refugiados de Rafah, foi destruído pelos bulldozers do exército.

Aves e animais foram mortos. Segundo relataram fontes palestinas à France Presse, podem encontrar-se cadáveres de cabras e aves nos escombros.

Alguns animais fugiram depois da destruição do zoo e alguns foram vistos no campo de refugiados. Entre estes encontram-se uma girafa, um urso polar, um lobo, cervos, tartarugas, répteis e várias espécies de pássaros.

Dezenas de edifícios têm sido destruídos em Rafah, numa operação israelita particularmente mortífera do exército israelita."

in TSF de 21/05/2004

Observação:

Isto será combate ao terrorismo, ou simples destruição e humilhação de um povo?

Quererão os terroristas de Telavive imitar os algozes nazis do guetto de Varsóvia?

Ou será simplesmente a vitória da insanidade e da morte por parte de quem está no poder em Telavive?

Grande homem.

"Um hacker português autodenominado Marcos atacou o site dos Hackers Agaist America (HAA), uma associação de crackers russos que diz ter ligações à rede terrorista al Qaeda, noticia a Zone-H, uma rede de segurança informática.

Mais.

P.S. Ainda dizem que não há artistas em Portugal.

Retirada de Rafah?

Retirada de Rafah?

Os israelitas, provavelmente empurrados pela pressão internacional e pela votação no Conselho de Segurança da ONU, em que até os EUA se abstiveram, em vez dos tradicionais vetos às condenações das práticas terroristas de Israel, começaram a retirar, mas só até resolverem regressar.

Aliás, eles nem sequer retiram de Gaza.

Limitam-se a desmantelar uns dispendiosos colonatos, para depois se poderem manter noutros bem mais ricos na Cisjordânia, acabando por fazer do tristemente célebre muro um facto consumado na demarcação das fronteiras entre Israel e o futuro estado palestiniano, fazendo tábua raza das fronteiras internacionalmente reconhecidas em 1947 (e isto sem falar da anexação dos Montes Golã).

Porque a fronteira de Gaza com o Egipto continuará a ser guardada pelo tsahal.

E assim Gaza permanecerá um guetto.

Perante a indiferença do mundo, e particularmente da Europa.

Delícias de "A Bola".


quinta-feira, maio 20, 2004

Alexis de Tocqueville disse:

«As grandes revoluções bem sucedidas fazem desaparecer as causas que as tinham produzido e tornam-se, assim, incompreensíveis devido ao seu próprio sucesso.»

___ _________ ___! __________, ____/___/____



Alvará 0 - Artilharia 1

Descoberta localização da antiga biblioteca.


"Uma equipa de arqueólogos egípcios e polacos descobriu a localização da antiga Biblioteca de Alexandria, desaparecida há quase 16 séculos, anunciou este sábado o Ministério do Turismo do Egipto. "

Completa.

Cabala.


"Avelino Ferreira Torres recusa pagar a multa imposta pelo Instituto do Desporto a propósito dos incidentes causados no Estádio do Marco de Canavezes, no final de Fevereiro. O autarca foi notificado a pagar cerca de 6900 euros (perto de 1400 contos). Só que Ferreira Torres não só ainda não pagou a coima como apresentou recurso em tribunal. Porque alega não ter sido responsável por «incitamento à violência». "

Mais.

P.S. Alguém viu alguma coisa?

Esquecimentos.

"A ministra de Estado e das Finanças, principal responsável pelo combate à evasão fiscal, esqueceu-se de declarar ao fisco cerca de 15 mil euros em mais-valias na declaração de rendimentos de 2002, tendo corrigido a falha no ano passado. "

Mais.

P.S. Felizmente não corremos esse risco. Se nos esquecessemos, aparecia logo um rapazito simpático a lembrar-nos desse pequeno pormenor. Como a vida é tão interessante no clã dos pequeninos.

Casa cheia.

"O cadáver de um homem encontrado morto,terça-feira, num pomar da localidade do Areeiro, na Charneca da Caparica (Almada), poderá ter caído do trem de aterragem de um avião proveniente da Tunísia, disse à Lusa fonte policial.

A mesma fonte admitiu a possibilidade de se tratar de um passageiro clandestino que viajava no trem de aterragem de um avião comercial proveniente da Tunísia, o único voo oriundo do Norte de África com destino a Lisboa na madrugada de terça-feira. "


Notícia completa.

P.S. Pensamos que tal deve-se ao excesso de mártires no céu. Não há lugar para tanta gente.



Cabala.

"O tribunal de Marco de Canaveses agendou hoje para 11 de Junho a leitura da sentença do processo em que está a ser julgado Avelino Ferreira Torres, que acusou hoje o procurador do Ministério Público de «abuso de poder».

O incidente ocorreu já no final da audiência, hoje preenchida com as alegações finais do Ministério Público, do assistente e da defesa, quando o autarca de Marco de Canaveses pediu a palavra e começou por criticar duramente a forma como o procurador Remísio Melhorado conduziu o interrogatório das testemunhas.

Considerando que este processo «deveria ter ficado pela não pronúncia», Ferreira Torres disse-se «vítima de uma cabala com objectivos político-futebolísticos», numa alusão ao processo «Apito Dourado» desencadeado em Abril passado, mas que acontece oito anos depois dos factos de que o autarca é acusado."


Notícia completa.

P.S." vítima de uma cabala com objectivos político-futebolísticos". O Vale e Azevedo deve estar rico com os direitos de autor.

Mal entendido.

"Um soldado espanhol ficou hoje ligeiramente ferido no sul do Iraque numa emboscada a uma coluna militar espanhola que se retirava do país, a caminho do Kuwait, segundo fontes do Ministério da Defesa. De acordo com as primeiras informações, o soldado espanhol ficou ferido quando repelia um ataque de rebeldes iraquianos numa zona a 50 quilómetros para sul de Diwaniya.

No mesmo incidente, um dos atacantes iraquianos morreu e outro ficou gravemente ferido, segundo as mesmas fontes.

As tropas espanholas estão em processo de retirada do Iraque, uma operação que deverá ficar concluída até 27 de Maio."


Expresso.

P.s. Qual ataque. Sabemos que os árabes festejam tudo aos tiros. Estavam simplesmente a despedir-se dos seus amigos espanhois.

quarta-feira, maio 19, 2004

Money talks?

A reorganização que a Direcção Regional de Educação de Lisboa (DREL) pretende implementar no próximo ano lectivo em Lisboa, apresenta contornos bem “estranhos”.

Vejamos. Na escola secundária D. João de Castro, a anunciada supressão do 7º ano acabará por alargar-se aos anos seguintes, originando o fecho “natural” da escola. Situada numa das melhores zonas de Lisboa, o Largo de Sº Amaro cuja vista sobre o Tejo é soberba, é apetecível para mais um condomínio de luxo. Condomínios esses que tem nascido como cogumelos nessa zona.

Para mais, a perca de alunos, argumento invocado para a supressão do 7º ano, tem pouca credibilidade, visto que tal se deve a uma imposição da DREL, que tem limitado o número de matrículas.

Acresce que a deslocação da Feira Popular e do Centro Hípico para Monsanto também liberta espaço para o avanço do betão.

Notícia completa.

O massacre

Hoje, dia 19 de Maio de 2004, um Apache israelita disparou contra uma multidão em Gaza.

Bombardeamentos contra multidões?

Onde estão os "ataques selectivos", que a propanada ocidental apelida de "guerra limpa"?

Até parece que os israelitas aprenderam bem as lições que as SS lhes deram em Aushwitz, ou no guetto de Varsóvia.

Agora só faltam as deportações, seguidas das câmara de gás.

Eu disse "seguidas das câmaras de gás", porque deportações e limpezas étnicas já as houve por aquelas bandas.

Ainda falam do Milosevic...

Abu Grahib e a responsabilidade objectiva

Não é norma que os comandantes e superiores hierárquicos se responsabilizem pelo que os seus subordinados façam?

Isto partindo do princípio improvável de que estas acções partiram mesmo da iniciativa de meia dúzia de soldados de baixa patente armados em rambos de 3º categoria.

Porque tudo leva a crer que os métodos poderão ter partido de novas técnicas de humilhação e quebra de personalidade para fragilizar os prisioneiros e fazê-los falar.

E essas técnicas são concebidas de cima e são transmitidas pela hierarquia abaixo.

Se os militares directamente envolvidos devem ser punidos, custa-me perceber como é que a hierarquia militar mais alta ficará incólume.

Masm sem ir ao plano político, onde entra o Pentágono, e Rumsfeld ou Wolfowitz, ainda para mais quando se sabia desde Janeiro que estas acções se praticavam.

E como fica a "superioridade moral" do ocidente perante isto?

Boas notícias?

Consta que os ilustres colegas dos Os Cordoeiros navegam agora no Blog Incursões.
Faço votos que isso seja verdade dada a importância do Blog.

O Passado e o Presente

No passado, e fruto das simpatias e de alguma guerra fria que se viveu após a implantação do estado de Israel (apesar da URSS ter sido um dos primeiros países a apoiar a criação do estado, decerto por ver nas experiências dos kibutzes uma forma de socialismo) e após a reação negativa dos povos árabes, criou-se uma simpatia natural pelos judeus que para aí emigravam, dando corpo ao movimento sionista.

Eram os árabes todos (uns malandros) a quererem destruir o povo que já havia sido massacrado na Idade Média e durante o nazi-fascismo alemão.

As coisas foram evoluindo, e sempre se considerou legítimo que Israel se armasse até aos dentes com o melhor que há em termos de armamento sofisticado para se "defender" da agressividade dos árabes.

Chegados ao século XXI, e a uma fase em que quer em Washington, quer em Telavive vivem e governam dois dos piores e mais perigosos governantes para a paz mundial, pergunta-se:

Quem defende os palestinianos e os árabes de Israel?

E porque a UE olha e assobia para o lado, e permite às suas portas esta chacina, enquanto reagiu como reagiu com o que os Sérvios terão feito aos kosovares albaneses?

Mais uma vez, dois pesos e duas medidas?

Estou convencido que uma força expedicionária europeia liderada pela França que fizesse aportar ao largo de Telavive uns vazos de guerra, faria o assassino Sharon pensar duas vezes antes de mandar continuar o massacre em curso.

terça-feira, maio 18, 2004

Casa Pia: vítimas ainda acreditam na Justiça.

"A alteração da medida de coacção de alguns arguidos, do processo Casa Pia, fez algumas testemunhas sentirem-se «ansiosas», principalmente as mais novas. Depois de «perceberem» o que realmente tinha acontecido, sentem-se mais aliviadas e «aguardam, sem desespero, a decisão da juíza».

Ana Teixeira e Silva marcou para o dia 31 de Maio a divulgação do despacho quanto aos arguidos que devem ou não ser pronunciados e levados a julgamento. "

Notícia completa.


P.S. Ainda bem que há quem acredite ainda na justiça.

Os deputados.

"O ambiente na bancada social-democrata está ao rubro, a escassos dias do Congresso Nacional do PSD, devido à ausência de metade dos deputados na votação do diploma que regulamenta o novo Código de Trabalho.

A votação tornou-se num "qui pro quo" com a falta de quorum no plenário da Assembleia da República. Sobretudo na bancada do PSD, onde estiveram ausentes cerca de metade dos 105 deputados eleitos.

O líder da bancada, Guilherme Silva, não gostou e convocou os deputados para esta terça-feira, onde quer discutir as razões que levaram à ausência de um número tão elevado de parlamentares.

Guilherme Silva quer dar um «ralhete» aos seus deputados, até porque faltaram muitos dos que habitualmente estão sempre disponíveis e «prontos a colaborar».

O problema reside no facto de grande parte dos deputados defender que a ausência nas bancadas se deveu a uma falta de coordenação da direcção do grupo parlamentar, que não avisou da votação de forma atempada. "


Notícia completa.

P.S. Os deputados, esses nossos amigos e representates "pelintras" carecidos de aumento remuneratório, conforme tanto "choram".

Portugal no seu melhor.

Parabéns.

Parabéns pelos 84 anos.

Parabéns.

Os ilustres colegas do blog O Almocreve das Petas celebram hoje um ano.

Parabéns.

Lista de convocados para o Euro 2004.

Guarda-redes: Ricardo (Sporting), Quim (SP Braga), Moreira(Benfica).

Defesas: Miguel (Benfica), Paulo Ferreira (FC Porto), Fernando Couto (Lazio), Jorge Andrade (Deportivo), Ricardo Carvalho (FC Porto), Beto (Sporting), Nuno Valente (FC Porto), Rui Jorge (Sporting)

Médios: Petit (Benfica), Costinha (FC Porto), Deco (FC Porto), Tiago (Benfica), Figo (Real Madrid), Rui Costa (AC Milan), Maniche (FC Porto)

Avançados: Pauleta (PSG), Nuno Gomes (Benfica), Hélder Postiga (Tottenham), Cristiano Ronaldo (Man. United), Simão Sabrosa (Benfica).

Vamos para São Tomé ?

1.Perante as recentes notícias, ainda não inteiramente confirmadas, de que os EUA terão acordado com o governo são-tomense a construção de um porto de águas profundas e a ampliação do aeroporto de S. Tomé para que aí se estabeleça uma pequena base militar americana permanente, o que demonstra que os EUA estão cada vez mais a olhar estratégicamente para África, julgo que Portugal na medidas das suas possibilidades deveria investir e se possível congregar esforços junto dos seus parceiros do mundo lusófono, no quadro da CPLP para que pudesse manter uma presença numa região a que o ligam laços históricos e culturais que não devemos perder.

Convido os colegas deste blogue a lerem o texto e a comentá-lo, caso achem que esta ideia tenha pernas para andar.

2.Não se pode enviar rapidamente em força, como dizia o outro, duas fragatas e 4 corvetas, com uns meios aéreos de apoio para lá intervir “a pedido” do governo são-tomense, ou "à francesa", impor um governo pró-português que defenda os interesses geo-estratégicos de Portugal, no seu espaço atlântico, e no seio da CPLP?

Que inclusive passe pelo estabelecimento de uma força militar permanente (uma pequena base naval) que ajude esse país a garantir a sua segurança perante o gigante nigeriano?

Afinal, para quem andou a apoiar a invasão do Iraque, parece que agora se está nas retrancas.

É que se não formos lá nós, irão os nigerianos, para ver se apanham o petróleo, e repare-se que os nigerianos foram há poucos meses visitados pelo presidente Bush.

Se tal fosse necessário, tentar congregar esforços junto de Angola para colaborar nessa intervenção, que se processaria no quadro da CPLP, e tiraria argumentos aos que logo clamariam contra o "neo-colonialismo".

Claro que em teoria não se deve defender intervenções em assuntos internos de estados soberanos, e por isso condeno a actual intervenção no Iraque.

Mas em São Tomé é diferente.

Na Guiné em 98, a acção de Portugal foi meritória no sentido de manter uma presença vigilante e de congregar esforços entre as partes no sentido de colocar as pessoas a falar umas com as outras.

Mas essa pressão só se consegue com uma força militar credível que permita que São Tomé mantenha a capacidade de soberania.

Ora se não fizermos nada, o mais provável é que a Nigéria tome conta do território, com o pretexto de impôr a "democracia", tal como a Indonésia fez com Timor em 75, quando a presença portuguesa desapareceu e os timorenses da UDT e da FRETILIN se guerreavam entre si.

Por isso, defendo que a intervenção portuguesa no quadro de concertação com os outros estados mais próximos, histórica e culturalmente de São Tomé (Angola e Brasil) pudessem participar numa força conjunta de protecção do território e assim permitisse a Portugal e à CPLP mostrar ao mundo que somos poucos e pobres, mas não somos parvos.

Relembro que no início de 2003 o primeiro-ministro de São Tomé em visita a Lisboa quase convidou o governo português a colocar lá uma força militar permanente para garantir a defesa do território perante as ameaças veladas vindas do vizinho gigante, que é a Nigéria.

E deu a entender que poderia estender esse convite aos EUA, que pelos vistos estão prestes a aceitar essa oferta.

Simplesmente os EUA nunca tiveram grande propensão para intervir em assuntos africanos e se agora se verifica uma viragem é no sentido da África anglófona de que a Nigéria, com o seu petróleo e a sua numerosa população será um aliado preferencial.

E esta seria no fim de contas uma forma de Portugal demonstrar alguma política externa coerente com o discurso, e também coerente com o seu património histórico e cultural, em vez de se andar a dispersar pelos iraques e bósnias deste mundo.

Julgo que uma presença permanente de 1 fragata e duas corvetas (que seriam rendidas mensalmente e um destacamento da FAP através de um C-130 para rotação de forças e transporte de equipamentos) poderia marcar essa presença, sendo essa base poder ser potenciada com o concurso de meios navais brasileiros, nomeadamente através do porta-aviões S. Paulo que o Brasil possui.

Seria ainda necessária a construção de alojamentos, infra-estruturas de apoio, um hangar para estacionamento de uma pequena esquadrilha de 4 helicópteros pesados e de 8 a 10 helicópteros ligeiros, e ainda capacidade para estacionamento esporádico de uma esquadrilha de aviões de combate. Também seria necessária a construção de meios para armazenamento de combustível.

Claro que essa pequena base naval poderia ser pontualmente cedida para escala de meios navais de países aliados, mas a sua gestão continuaria a ser da soberania conjunta de Portugal e S. Tomé, numa espécie de Diego Garcia à escala lusa.

Desse modo, o espaço lusófono ficaria com uma presença mais marcante no Atlântico Sul, e seria uma forma de dar algum corpo à CPLP.

Futebol luso.

1 - Os recentes incidentes protagonizados pelas várias claques clubisticas, vem demonstrar que eles só acontecem porque as claques são protegidas e financiadas pelos respectivos clubes.Que outra forma se encontra para explicar a invasão de campo em Alvalade, líderada pelo chefe duma claque Sportinguista, as afirmações de desconhecimento proferidas por Dias da Cunha em relação ao comportamento criminoso das claques nas estações de serviços, quando das deslocações do respectivos clubes e as sentenças incendiárias de Pinto da Costa?

2 - Não podendo ser o treinador formidável que ganhou tudo ( já perdeu a Supertaça europeia para o Milão e agora a Taça de Portugal ), Mourinho, se perder também a Taça dos Campeões, passa a ser o vulgar treinador "malcriado, alienado e sem vergonha" que ganhou o campeonato. Assim facilmente se compreende a frase "o árbitro é uma farsa", "reciclagem despudorada de um drama já visto em Alvalade".

3 - Toni ganhou o último título do Benfica e foi despedido. Mário Wilson ganhou a Taça há oito anos e foi despedido. Camacho ganhou agora a Taça e o que vai acontecer? Ainda restam dúvidas das razões que mantém o Benfica na "travessia do deserto"?

Isolamento de Gaza, matanças diárias, demolições de habitações, tudo o que se acusou a Sérvia de fazer ao kosovares de origem albanes

E se do ataque à Sérvia resultou a deposição de Milosevic e mais tarde a sua entrega a troco de uns milhares de dólares ao Tribunal de Haia, de que está o mundo à espera para acabar com esta limpeza étnica e matança contra um povo que apenas quer ter direito a se auto-governar?

Onde estão os EUA, onde está a UE, nomeadamente a França ou a Alemanha, onde está um discurso vigoroso das organizações internacionais, nomeadmente da ONU?

So o mundo se mobilizou, e bem em relação a Timor-Leste, perante os assassinatos da milicias pró-indonésias, porque fica agora a assobiar para o lado?

Que mal fizeram os palestinianos à Humanidade que os ignora agora?

Será que o chamado lobbie judaico mundial é assim tão poderoso?

Onde estão os editoriais inflamados dos jornais de referência mundiais que tanto criticaram Milosevic, Pinochet, e outros ditadores e que agora tudo fazem por esquecer o passado e o presente sanguinário de Sharon e restentes assassinos de Telavive?

Onde está uma verdadeira Justiça para Todos, como está consignado na Constituição Americana?

segunda-feira, maio 17, 2004

Chega.

"A revista americana 'New Yorker', responsável pelo desvelamento do escândalo de torturas a presos iraquianos, acusa agora o secretário da Defesa, Donald Rumsfeld, de ter aprovado um plano "altamente secreto" que encorajava a aplicação de torturas no Iraque. A revista vai mais longe, e afirma que o presidente George W. Bush foi devidamente informado do programa. "

P.S. Os jornalistas já ultrapassaram os limites. Está na altura de serem punidos.

Os árabes, esses nossos amigos.

"Elisabete, nos seus 25 anos, partiu para Inglaterra no dia 19 de Setembro do ano passado, à procura de melhores condições de vida. De Almada, onde vivia com os pais, levou com ela a irmã, depois de assinar um contrato com uma empresa de trabalho temporário, a Atlanco. “Como a Gorete só tinha na altura 19 anos, a Elisabete teve que assinar um termo de responsabilidade”, recorda a mãe, Maria de Fátima Pereira, em declarações ao Correio da Manhã. O destino era uma empresa de alimentos pré-confeccionados, em Leicester, a três horas e meia de Londres, em automóvel. Foi ali que conheceram dois iraquianos, também imigrantes em Inglaterra.

Um deles, Omid Bakh-shi, de 28 anos, começou a manifestar uma forte inclinação por Maria Gorete e iniciaram o namoro, mas o iraquiano pouco depois começou a falar em casamento, já então Elisabete e a irmã tinham começado a trabalhar no Hospital de Leisceter como auxiliares, que oferecia melhores condições que a empresa anterior

Mas com os preparativos do casamento o cenário foi mudando. A pedido de Omid, começaram as leituras do Corão, os cabelos iam sendo cobertos por lenços e as exigências na conduta radicalizaram-se. Elisabete chegou a ser aconselhada a explicar à irmã o papel da mulher no casamento e o dever de obediência ao marido. E o iraquiano “estava sempre a perguntar onde é que iam ou deixavam de ir”.

A relação tornou-se um pesadelo e Gorete rompeu com Omid. Elisabete apoiou-a, mas o iraquiano não desistiu e no dia 14 de Abril a irmã mais velha telefonou aos pais, dizendo-lhes que iam regressar dentro de duas semanas. O iraquiano reagiu com violência à partida e na madrugada de dia 15 de Abril entrou no quarto de Elisabete e assassinou-a com 23 facadas, depois de amarrar Gorete. A polícia apanhou o iraquiano e no dia 27 de Maio a prisão foi confirmada sem direito a caução. "

Notícia completa.

"Mas que culpa teve Maria Gorete de se apaixonar? Fruto de uma educação aberta e livre nas opções nunca poderia imaginar esse desfecho."

O que matou Elisabete não foi o ‘não’ de Gorete mas sim o choque de culturas, um risco de consequências imprevisíveis, que aliás já mereceu um alerta da Igreja Católica nesse sentido".


P.S. Utilizar a paixão como desculpa da irresponsabilidade já foi chão que deu uvas.
Nos tempos que correm, paga-se com a vida. Especialmente quando se trata dos nossos amigos árabes.

Jornalismo.

"O conceituado jornal norte-americano "Boston Globe" pediu desculpas aos seus leitores pela publicação de fotos de alegadas violações de mulheres iraquianas por soldados norte-americanos. Informações posteriores indicam que as imagens em causa seriam provenientes de um "site" pornográfico húngaro. Numa nota da chefia de redacção, o jornal reconheceu que imagens publicadas na edição de quarta-feira "eram excessivamente cruas" e a sua autenticidade não fora confirmada.

"Embora o tamanho das fotos tenha sido reduzido de uma edição do jornal para a outra, de forma a diminuir a visibilidade das imagens, as ilustrações não correspondem à linha editorial do 'Boston Globe'", referia a nota. Nas primeiras edições do dia em causa, foram publicadas fotos que mostravam Chuck Turner, um conselheiro municipal de Boston, e Sadiki Kambon, um militante anti-guerra, a exibirem fotos com uma nitidez suficiente para deixar ver práticas sexuais apresentadas como violações.

Já depois de divulgada a nota de redacção, a agência AFP divulgou declarações de um responsável redactorial do diário norte-americano, Martin Baron, a uma rádio privada húngara sobre a foto em causa. "Ao que sabemos, a foto foi feita na Hungria e descarregada a partir de um 'site' porno", disse à Klubradio."


Público.

P.S. Achamos uma piada essa a de pedir desculpas. Andam a inventar fotos a torto e a direito e depois pedem desculpas.

Essa não. Deviam fechar era os jornais.

Evasões para francófonos

Prezado(a) internauta,

Para se repousar do Iraque/Futebol/Casa Pia, dê uma volta por aqui.

A GNR esteve envolvida em confrontos ao lados dos italianos em Nassíria

Segundo a comunicação social, neste fim de semana houve confrontos violentos na outrora "pacífica" Nassíria, cidade xiita do centro/sul iraquiano.

Desses confrontos houve um número indeterminado de mortos e feridos iraquianos e outros do lado dos italianos e mais um morto.

Segundo as mesmas notícias a GNR, integrada no contingente italiano, para manutenção da paz e policiamento, acabou por estar envolvida ao lado dos agressores nos tiroteios que tiraram a vida ou feriram os resistentes iraquianos.

Nesse caso e como esteve envolvida em tiroteios para proteger os italianos, dexou de cumprir o que estava consignado na sua missão, que seria apenas a de uma força de policiamento e manutenção de paz.

A partir do momento em que a GNR passa a estar envolvida em operações militares puras, termina e viola um dos pressupostos para a sua presença como força de ocupação de um país, o que só envergonha Portugal.

O argumento da legítima defesa não colhe neste caso, porque o combate a eventuais atacantes cabe à força militar italiana, e nem sequer aos Carabibnieri, que são uma forma militarizada equiparada à nossa GNR.

Deste modo, a GNR, que passa a estar envolvida em operações militares e contribui para a matança de iraquianos patriotas que mais não fazem que lutar contra as forças de ocupação na sua própria terra, deve regressar rápidamente e em força.

A sua presença no Iraque não dignifica o nome de Portugal e dos portugueses, para mais quando não passam de mercenários que apenas para lá foram por causa dos chorudos vencimentos auferidos durante as comissões de serviço.

Há fenómenos históricos que se repetem

O que aconteceu no Iraque com Laval, perdão, com o fantoche ao serviço das forças de coligação, e que presentemente presidia ao "governo interino" iraquiano dominado pelos militares invasores, apenas confirma esse velho fenómeno histórico.

O futuro dos colaboracionaitas e vende-pátrias nunca augura nada de bom para o seu próprio futuro.

Lembremo-nos do nosso Miguel de Vasconcelos, em 1640.

Chegará a vez de outros colaboracionistas, e depois, serão os próprios ocupantes a sentirem na pele o poder da resistência.

Ainda para mais porque esta é uma guerra baseada nas 3 mentiras (ADM's, hipotéticas ligações do regime de Saddam ao terrirismo islamista e democratização do Iraque e da Região seguida da pacificação efectiva do conflito israelo-palestiniano), e cujos fundamentos se revelaram tão falsos como o são os dos seus apoiantes.

Quando chegará a vez de ver José Manuel Fernandes, o Jiosé António Saraiva ou Luís Delgado a darem o braço a torcer?

Parabéns Glorioso.

Há vitórias e vitórias. Ganhar ao FCP, a pseudo melhor equipa da galáxia e impedir o pleno, é uma enorme vitória.

Que ainda ganha especial sabor com as manifestações de mau perder do Mourinho, culpando o árbrito.

VIVA O BENFICA.




N'o Jumento






sexta-feira, maio 14, 2004

Do "Público" IV.


Do "Público" III.


Do "Público" II.


Do "Público".


Delícias de "A Bola".


Mais?

"João Vale e Azevedo, ex-presidente do Benfica, vai ser julgado por oito crimes de falsificação de documentos em co-autoria e por um crime de burla qualificada, em sede do caso Dantas da Cunha, afirmou esta sexta-feira à Agência Lusa fonte judicial."

Mais.

P.S. A "cabala" contra o homem nunca mais acaba? A continuar assim, Vale só vai gozar o dinheiro do Ovchinnikov quando for velho.

Gasolina subiu pela décima vez este ano.

"A Galp avançou, ontem, com um novo aumento, desta vez de dois cêntimos, da gasolina 95 (Shell e a BP tinham subido os preços na passada segunda-feira). É a décima vez que o preço do combustível sobe desde o início do ano. Mas a Galp optou por manter o preço do gasóleo. Fontes do sector contactadas pelo JN notam, de resto, que as perspectivas de que o gasóleo mantenha o preço são "boas". O que pode fazer toda a diferença, na medida em que este é o combustível mais usado pelos transportadores."

JN

P.S. A continuar assim, sai mais barato alimentar o carro com ouro e joías preciosas.

Metro na Amadora.

"A Linha Azul do Metro terá de chegar à Reboleira.” A exigência parte da câmara da Amadora, que encara a inauguração das estações de Alfornelos e Amadora-Este (Falagueira) como “insuficiente”. Para o vice-presidente da autarquia, Gabriel Oliveira, só a extensão à Reboleira “é uma solução definitiva para a passagem eficaz dos passageiros entre o metro e o comboio”.

Mais.

P.S. Está visto que o Metro afinal não vai chegar à Amadora. Publicidade enganosa.

Xiiiiii.

"Várias pessoas envolvidas no processo da Casa Pia, seus familiares e amigos estão a preparar obras literárias que versam sobre a temática da pedofilia. Carlos Cruz, a sua ex-mulher, Marluce, os antigos casapianos Pedro Namora e Adelino Granja, ‘Bibi’ e a sua amiga Ana Paula Valente, são alguns dos novos autores que colocam na forma escrita a sua perspectiva sobre o escândalo que atingiu a Casa Pia e a forma como as suas vidas se cruzaram com o drama. "

Resto do prenúncio da tempestade.

P.S. Estamos feitos. Agora toda a gente vai xingar-nos a tola com histórias de cordel para encher os bolsos. Essa não.

Onda Bombista Neutralizada no Irão.

"As forças de segurança iranianas neutralizaram nas últimas semanas uma série de atentados à bomba em Teerão, noticiou ontem o diário governamental "Irão", citando um relatório da polícia. Os instigadores dos ataques, 55 pessoas, foram detidos sob a acusação de atentado contra a segurança nacional, segundo o jornal, que não deu mais pormenores.

Nos últimos 25 anos, o regime islâmico iraniano foi essencialmente visado por acções dos "mujahedin do povo", organização islamo-marxista e principal oposição armada. Mas nos últimos anos pouco ou nada se falou deles no país. Por outro lado, nenhuma operação a rede terrorista Al-Qaeda foi referenciada.

A justiça iraniana anunciou além disso a detenção de seis militantes secessionistas do Azerbaijão iraniano. Os detidos pertenciam a um grupo muito activo na zona de Baku, capital da República do Azerbaijão, e em Khoi e Urumiyeh, no oeste do Irão, e preparavam um levantamento para o dia 24 de Abril."


Público.

P.S. Confessamos que, por mais que se tente, não se consegue compreender esta rapaziada. Só estão bem a fazer explodir coisas. Sejam elas dos "cristãos" ou dos seus próprios irmãos.

Encontradas provas da «Grande Extinção» na Austrália.

"O meteorito que terá causado a maior extinção de animais à face da Terra caiu junto à costa da Austrália, segundo um estudo publicado esta sexta-feira na edição online da revista Science."

Mais.

Em nome da revolução.

Para melhor compreender certas condecorações como a de Isabel do Carmo, clicar aqui.

O optimismo tem limites - Bremmer está a ficar pessimista.

""O administrador civil norte-americano no Iraque, Paul Bremer, evocou hoje a possibilidade de uma retirada norte-americana do país.

«Evidentemente - justificou - não é possível permanecermos num país onde não somos bem-vindos».

Segundo Bremer, que se dirigia a um grupo de governadores iraquianos, se o governo interino (que entrará em funções no Iraque depois da transferência de poder, a 30 de Junho) pedir aos norte- americanos que saiam, essa pretensão será satisfeita.""

Não há dúvida que o moral dos ocupantes está em alta...

Se até o pró-consul Bremmer já diz o que diz, é porque está tudo dito.

O que dirão Luís Delgado, José António Saraiva, José Manuel Fernandes, Pacheco Pereira, Ribeiro Ferreira ou Vasco Rato a isso?

Mais uma cedência aos "terroristas"?

Olha a fera.


Pentágono trava divulgação de fotos

"Entrevistada pela estação de televisão KCNC, de Denver, Colorado, a soldado Lynndie England explicou: «Fui instruída por pessoas de alta patente a pôr-me ali, a segurar na trela. Eles tiraram uma fotografia e é tudo quanto sei.» Tendo o advogado ao lado, acrescentou: «Pensei que era um bocado esquisito, mas estávamos a fazer o nosso trabalho, ou seja, estávamos a fazer o que nos mandavam.»

Sensivelmente à mesma hora, sem que England soubesse, no Congresso em Washington eram mostradas mais de 1600 fotos e vídeos. Nalgumas, a soldado «estava a ter relações sexuais com vários parceiros, e parecia ser consensual», revelou um congressista. Outro adiantou: «Quase toda a gente estava nua todo o tempo.»

Lynndie England, que está grávida de quatro meses, só respondeu um lacónico «sim» quando o jornalista lhe perguntou se as fotos que o público ainda não conhece eram ainda mais graves.

E são-no, ao que parece. A maioria dos congressistas ficou tão perturbada que abandonou o visionamento antes do fim, não assistindo à documentação das proezas sexuais de England.

Mas o público não vai ter acesso a essas imagens. O secretário da Defesa, Donald Rumsfeld, revelou que os advogados do Pentágono aconselharam a não divulgação, pois a Convenção de Genebra proíbe a divulgação de imagens de prisioneiros que possam ser consideradas degradantes. "


DN

P.S. Epá. Granda mulher. Aviou a tropa toda e ainda teve direito a uma recordação ( gravidez ). Tudo a mando dos superiores. Por isso sempre defendemos que a tropa é para machos rijos. Mulheres só para festança.

Mais um episódio da hipocrisia americana

Escreveu Henrique Monteiro no Expresso de 14 de Maio, um texto sobre dois episódios ocorridos esta semana na América Latina e que envolveu jornalistas americanos:

O primeiro, com a retirada das credenciais a um jornalista americano por ter publicado uma reportagem sobre a vida pessoal de Lula da Silva, e sobre eventuais hábitos alcoólicos deste, só porque em fotos de actos oficiais este aparece de copo na mão.

O outro foi o de uns jornalistas cubanos no exílio, que fazendo-se passar por assessores do Chavez chegaram telefonicamente à fala com Fidel Castro para o insultar, ao que este respondeu num vernáculo latino-americano que não se pode transcrever aqui, mas que foi radio-difundido repetidas vezes, até que as autoridades das comunicações americanas acabaram com a brincadeira e multou os jornalistas.

Dados estes exemplos sobre a devassa da vida privada de estadistas, relembro o que se passou com o presidente Clinton que foi duramente fustigado pelos fundamentalistas conservadores republicanos acerca das suas "escapadelas" sexuais com uma jovem funcionária da Casa Branca.

Clinton que trabalhou em prol da paz no Médio Oriente, que governou com políticas sociais, que conseguiu que o Tesouro americano apresentasse super-havit.

E tudo isso foi esquecido porque cedeu à sexualidade e ao adultério, duramente acusado e perseguido pelos fundamentalistas WASP da direita americana.

Agora que Bush apoia descaradamente, e ao contrário do que seria política e humanamente razoavel, Rumsfeld a propósito dos desmando que alguns soldados e sua hieraquia fazem nas prisões políticas iraquianas (e é certo que nenhum sodado poderia fazer o que fez sem que a sua hierarquia pelo menos não fechasse os olhos), nada mais interessa a um certo jornalismo de pacotilha do que saber se Lula bebe ou não.

O que mais interessaria ao dito jornalista seria uma reportagem sobre os hábitos alcoólocos do seu próprio presidente no passado, e da sua eventual insanidade mental quando empurrou os EUA e a sua juventude para este atoleiro iraquiano em que se meteu.

Bush e a sua administração empurraram os EUA para a guerra, o terrorismo islamista arranjou novo espaço e motivos para se expandir, o défice americano disparou, o dólar desvaloriza diáriamente e só quem lucra com a nova situação é a industria militar americana e os negócios do petróleo, agora que o Brent está em alta.

Para além da espúra "carta branca" passada aos actos dos talhantes Sharon, Saul Mofaz e Ehud Olmert na Palestina ocupada.

Rumsfeld, responsável objectivo pelo que se tem passado nas prisões está de pedra e cal, apesar e jornais insuspeitos de anti-americaniosmo primário como o New York Times, o conservador Washington Post, o ultra conservador Los Angeles Times ou o circunspecto Wall Street Journal pedirem a demissão de Rumsfeld, o homem mais perigoso que a América já teve desde os tempos de J. Edgar Hoover.

Por isso, os telefonemas para Fidel, ou reportagens sobre se Lula gosta de beber ou não interessam e valem o que valem: NADA !

Viva o Sporting.



A U. E. F. A. elegeu o Sporting a equipa com mais fair play da Europa...


É a única que os adeptos invadem o campo para festejar um golo do adversário.

Só por curiosidade.

quinta-feira, maio 13, 2004

O Tenebroso Casal Ventoso - 2

Divulgue o seu blog!